"Eu tenho que fugir! Eu tenho que fugir! Eu tenho que fugir!" — Shinji
Postado em 19 de outubro de 2009 às 06:50 por Mirabolante

otomen

Otomen foi lançado em 2006 no Japão pela editora Hakusensha na revista Bessatsu Hana to Yume, sob autoria de Kanno Aya, mangaká que começou a trabalhar profissionalmente com quadrinhos em 2000.

A história gira em torno de Asuka Masamune, um rapaz alto e símbolo da masculinidade no colégio. Mas em seu íntimo é um verdadeiro Otomen. Otomen, termo criado pela autora e escrito com kanji de romântico e homem, é uma brincadeira com a palavra “otome” que significa senhorita, logo “otomen” seria “otome” acrescido de “man” em inglês.

Segundo o mangá, a palavra define rapazes que são verdadeiras moças por dentro: adoram shoujo, cozinhar, costurar, são graciosos e românticos. Mas, por causa de um trauma de sua mãe ligado a sexualidade do ex-marido, ele esconde esse lado doce, apenas expondo o lado viril e másculo. Mas, assim que conhece Ryo Miyakozuka, uma aluna recém transferida, e Juta Tachibana, um playboy, a sua vida começa a mudar. Logo de cara Asuka começa a gostar de Ryo, apesar da mesma não perceber. Os três então começam a almoçar e a se ajudar. Asuka vai mostrando seu verdadeiro eu. Mas nem tudo são flores, a amizade de Juta não é tão sincera quanto parece, pois ele esconde um segredo de Asuka.

O tipo de enredo lembra muito o de “Ouran Host Club”, basicamente romance e comédia. Acredito que o título “Otomen” esteja entrando para substituir “Ouran Host Clube” que em breve deve parar por alcançar o original japonês.

Quanto a qualidade do título brasileiro da Panini, quem está editando é a Elza Keiko, uma das melhores profissionais de mangás do país. Foram usadas várias fontes, está tudo editado bonitinho e tudo traduzido sem problemas. Possui capa e verso coloridos, além de uma seção de cartas (a Elza adora isso). Diga-se de passagem, nesse primeiro volume saiu uma seção sobre como se edita os mangás, quais os passos e programas utilizados. Bem interessante para quem não é familiarizado.

Otomen é uma série bimestral, com 11,4 x 17,7 cm e 208 páginas. O preço é R$ 9,90. Tem 9 edições e ainda está sendo publicado no Japão. É um shoujo típico e muito divertido. Com certeza um título obrigatório para os fãs do gênero.

Título: Otomen
Editora: Panini
Autor: Kanno Aya
Formato: 11,4 x 17,7 cm, Volume 1
Preço: R$ 9,90


Enviar para um amigo
Imprimir
Mirabolante
Colaboradora do JBox desde setembro de 2009. Adora xingar a JBC (é o que dizem), é má influência pro Dudu (vide resenhas da JBC) e está trancada dentro de um armário desde 2012 (vide caixinha do Cloud).

50 Comentários

  1. #1
    FenixBrancaDourada:

    OU SEJA, UM MANGÁ FRUFRU, DE GOSTO
    DUVIDOSO E PROPRIO A SÃOPAULINOS.
    DESCARTAVEL… laughing laughing laughing tongue tongue tongue tongue tongue

  2. #2
    R. Moss:

    O mangá é bacana, e eu o defendia desde que li os primeiros capítulos, agora quanto a qualidade…

    Não tem jeito. Não coleciono mais mangás nacionais. Os da Panini são horríveis. TOTALMENTE cinzas (peguem um mangá da Viz e vejam o que é preto e branco de verdade). Aquele voluminho porco, tem que fazer força para ler o cantinho sem falar os horríveis erros de português (e tem gente que acha normal -_- ).

    Se a Elza Keiko é considerada uma das melhores “profissionais” nesse meio, sinto pena de quem só pode acompanhar os mangás nacionais.

  3. #3
    Netin:

    Essa capa da publicação esta muito ‘chamativa’ se é que me entendem…

  4. #4
    Allena:

    R. Moss, compartilho de sua desesperança… Por essas e outras que compro em inglês e japonês.

  5. #5
    MaKabro //:

    Ela só é uma das melhores profissionais de mangá, porque há poucos profissionais na área!!

    E nunca via utilidade de uma seção de cartas num mangá?? O_o
    Imagina comprar ele daqui uns 3 anos… é estranho

    Vou Comprar só por ser Otomen… Já que a panini parace desconhecer a palavra qualidade.

    Espero apenas que as páginas não caiam…

  6. #6
    Ai, ai ¬¬:

    Asuka, eu te amo!!!! x3333333

    Por essas e outras que compro em inglês e japonês.

    Se eu pudesse tbm comprava, mas como sou pobre e só falo português… crying crying

  7. #8
    †Quincy† (クインシー):

    Por essas e outras que compro em inglês e japonês.

    Pois é né, bom para você que deve ser rica, talvez já seja formada e não precise se preocupar com questões como vestibular, faculdade ou etc. porque ou já é formada ou seus pais tem dinheiro de sobra para te sustentar, eu infelizmente não tenho tempo (e também não vejo nenhuma UTILIDADE) para aprender japonês e muito menos estou tendo tempo para frequentar um curso de inglês pois na minha turma a maioria quer espanhol para entrar na universidade, mas fazer o quê né? ^^

    Primeiro mundo é outra coisa “Honey”! laughing laughing laughing

  8. #9
    vincent_valentine:

    erros de portugues? já vi uns erros de digitação, raros, ou uma escapada da jbc em usar gerundismo…

    e garota, por 30 a 40 reais (preço médio de um mangá importado) no brasil se faria até em papel couchê, e ainda mais barato que importado; mas quem compraria todo mes edições caras assim?

    o mangá japones é em papel jornal, o nosso tambem. a diferença é que no japão existe uma qualidade de papel inferior para as antologias, e uma melhor para as antologias, nosso papel é um meio termo entre os dois.

    quanto à tonalidade do preto, se carregarem mais na tinta preta, ela vai borrar,

    e nota: viz media censura mangás. (vide tenjou tenge, naruto, e yu-gi-oh entre tantos outros)

  9. #10
    vincent_valentine:

    E nunca via utilidade de uma seção de cartas num mangá?? O_o
    Imagina comprar ele daqui uns 3 anos… é estranho

    Vou Comprar só por ser Otomen… Já que a panini parace desconhecer a palavra qualidade.

    contato com o leitor, quem não gosta é só pular ele, afinal, seção de cartas é tapa buraco, para ocupar as páginas que sobrariam (e não podem disperdiçar espaço, nem custo de gráfica, que seria o mesmo, mesmo com páginas em branco.

  10. #11
    vincent_valentine:

    panini desconhecer a palavra qualidade… em que pais você mora? provavelmente não acompanha o cenário mangá por aqui; os melhores mangás no brasil, no quesito qualidade gráfica/editorial/tradução são da panini

    não tem como comparar eua, japão com brasil, é outro mercado, outras materias primas, outros custo de vida.

  11. #12
    Urameshi:

    Essa pessoa que reclamou da panini deve ter trocado as bolas com jbc.

    A Viz é um lixo maldito que licencia não só os mangás como os animes, por causa dela animes e mangas são multilados.

    wink

  12. #13
    R. Moss:

    Comprei o primeiro volume de Vampire Knight da Viz, num sebo por R$ 8 reais.
    Mais barato que a versão nacional.

    30 a 40 reais (preço médio de um mangá importado) no brasil

    Esse manja. -_-

    e nota: viz media censura mangás. (vide tenjou tenge

    Pela zilionésima vez, Ten Ten não é da viz. É da DC (sai pelo selo CMX). Já te dei um owned no orkut e no anime pró por causa disso. Ah, JBC e Panini TAMBÉM censuram, principalmente diálogos. E as censuras na Viz são bem sutis (aprovadas pelos autores) e BEM RARAS. A última foi Fullmetal Alchemist. Quer dizer, não foi censura, mudaram um objeto no cenário. Nada muito diferente dos quadradões brancos estragando a arte nos mangás nacionais.

    já vi uns erros de digitação, raros, ou uma escapada da jbc em usar gerundismo

    Raros ou não, não é aceitável.
    Não vejo UM ERRO sequer desse tipo nos mangás da Viz e da Del Rey.

  13. #14
    R. Moss:

    panini desconhecer a palavra qualidade… em que pais você mora? provavelmente não acompanha o cenário mangá por aqui;

    Moro aqui. Acompanho mais que você (sem precisar puxar saco das editoras que me dão cortesia) e sei mais que você. (Grandes coisas né, mas você veio se achando o tal, a resposta vem na mesma moeda)

    os melhores mangás no brasil, no quesito qualidade gráfica/editorial/tradução são da panini

    Errado, errado e errado. É pra rir né?

    não tem como comparar eua, japão com brasil, é outro mercado, outras materias primas, outros custo de vida

    Brasil é outro mundo mesmo, isso mostra no seu comodismo. E daí que nos EUA é diferente? Eu tenho condições de comprar lá, então isso, PRA MIM, não importa. E falo por mim, não pelos otakus que sustentam esse mercado no Brasil.

    E nos EUA, livros são dividios pelo tipo (capa dura, papel barato para massas, intermediário…). Aqui no Brasil não é assim, mas nem por isso nossos livros são uma porcaria quando comparados com os americanos.

    E nos mangás, os nossos são lixos se comparados com os americanos, franceses e alemães. Não sei como são os mangás no México, Chile e Argentina, mas provavelmente devem ter um tratamento diferenciado por aqui.

    Finalizando. Sou um grande consumidor de quadrinhos, e como qualquer um, tenho direito a opinião. E justamente por conhecer bastante de outros mercados, defendo os mangás de fora. Cansei de comprar mangás no Brasil e não ficar satisfeito com eles.

  14. #15
    Caio:

    Pois é, o mangá custa caro porque não vende, e não vende porque é caro. Os mangás só vão decolar no Brasil quando se voltarem a um público que não seja os otakus, por que esses não compram. Fato.

  15. #16
    greg:

    Os mangás da Panini são de qualidade sim. O que acho ruim é o preço, que embora seja melhor que a JBC, continua sendo caro. Já a JBC sim: as capas caem, o preço é alto e em alguns casos a fonte é minúscula. Só compro FMA porque é FMA laughing

    E como vincent_valentine disse, nenhuma das duas censura os mangás, o que é razão suficiente para serem superiores às versões Viz.

  16. #17
    Ai, ai ¬¬:

    e nota: viz media censura mangás. (vide tenjou tenge, naruto, e yu-gi-oh entre tantos outros)

    Censuraram o Grimmjow na capa do capítulo 199 do volume 23, só pq ele mostrava o dedinnho gracioso do meio. Nem quero ver o que vão fazer com a Ress da Harrybel. crying angry crying angry angry

  17. #18
    LeandroBH:

    O enredo parece interessante, apesar de clichê.
    Eu ia comprar o mangá esses dias, mas fiquei com vergonha por causa da capa. haha

  18. #19
    Nikorasu:

    fikei com vergonha da capa mais ninguem paga minhas contas no fim do mes então vo compra e naum to nem ai para oq vão pensa d mim ou naum.

    O mangá é muito bom para ficar com frescura e naum compra-lo

  19. #20
    Pafael:

    a capa realmente eh vergonhosa :x PASPSPSPSKSPKSAKPPASKKAS

    meu amigo compro pra mim q

    enfim, mal compro mangás da JBC, mas nos pokinhus q tenho, os da Panini axei melhores @_@

    pode naum ser 1º mundo ou o q vcs quiserem, mas eh u q vem pra mim i eh u q meu bolso aguenta compra

    naum vejo pq criar o clima ostil

    e sobre a sensura, se realmente tivece, naum teria um grande FUCK YOU escrito com sangue em uma parede no mangá de D.Gray-Man ‘-‘

    se falei alguma bobeira me desculpem xD

  20. #21
    Pafael:

    Obs. meu amigo compro pra mim pq eu tava sem dinheiro e naum pq eu tava com vergonha

    eu ainda levo essas coisas rpa ler na escola, e se falarem algo eu soh ignoro xD

    naum tenhu pq me explica, ninguem paga minhas contas como jah dito XD

  21. #22
    R. Moss:

    Os mangás da Panini são de qualidade sim. O que acho ruim é o preço, que embora seja melhor que a JBC, continua sendo caro.

    Caro? Os mangás no Brasil ainda são baratíssimos.
    Claro que isso é uma análise fria.

    Se for levar em consideração o custo x benefício aí sim é caro, pois o mangá tem validade. Com um ano está todo amarelado, folhas soltas, capa descolando… R$ 10 nisso é caro.

  22. #23
    Amanojaku:

    HAHAHAHAHA, foi bem isso que eu pensei quando vi a capa do mangá, nem uma bixa vai ter coragem de comprar isso aí. E de ler por aí também, é evidente que o mangá é dirigido ao público feminino… que engraçado, e às vezes elas dizem que não tem mangás, animes, dirigido pra elas, isso é ridiculo. Se até os shounen estão ganhando características shoujo.

  23. #24
    Syo:

    Que estória MARA!!!
    Vou parar de ler full metal pra ler esse fru fru… heheh

  24. #25
    Pafael:

    Se for levar em consideração o custo x benefício aí sim é caro, pois o mangá tem validade. Com um ano está todo amarelado, folhas soltas, capa descolando… R$ 10 nisso é caro.

    se vc soube conserva, iso naum acontece, eu simplismente guardo meus mangás na prateleira normal sem frescura, e eles taum brancos e sem paginas soltas @_@

    axo q o j-box ficaria mais agradavel para todos se parasem de expressar as opniões ofenssivas, ty

  25. #26
    Ai, ai ¬¬:

    E de ler por aí também, é evidente que o mangá é dirigido ao público feminino… que engraçado, e às vezes elas dizem que não tem mangás, animes, dirigido pra elas, isso é ridiculo. Se até os shounen estão ganhando características shoujo.

    O problema não é ter, pq tem e muito. O problema é chegar aqui. Em se tratando de mangás, a coisa melhorou muito, mas animes, no Brasil, nem. Pq “anime é coisa de garoto”, logo, canais dirigidos a garotas, como o Boomerang não investem. Não vou contar SCC, Nadja e Tokyo Mew Mew pq eles passam há anos em horários horríveis. Aí enchem os canais com séries como Isa TKM e querem comparar. Aí as Otomes/Otakus que se explodam.

    Há muito tempo os japas descobriram que 50% do público que assiste/lê shounem é do sexo feminino e que várias delas amam yaoi/Bl/shounen-ai, daí todos os personagens bishounens dos shounen. Mas isso não significa que todos tem que ser um Aphrodite de Peixes (gay metido-à-besta). Eles ñ só podem, como devem ser tão fodas quanto seria qualquer outro personagem. Ou vão me dizer que acham o Kurama uma porcaria só pq tem cara de garota? E o que tem de gente defendendo o Shaka como cavaleiro de ouro mais forte pela net. não discutam sobre isso. já basta os zaraketes na minha vida

    E, só pra deixar claro, nem todas gostam de yaoi, assim como as fãs de yaoi ñ gostam de ler yaoi de tudo (Ichigo é da Rukia e ponto final!!!!! *se prepara pra briga ò.Ó* E o Naruto é do Sasuke!!!!! * Se eu que não leio Naruto acha isso, imagino quem lê XD*). tongue laughing

  26. #27
    Allena:

    Acho que o JBOX ficaria mais agradável para todos se parassem de expressar as opiniões ofensivas²

    Ao que me toca da discussão, verdade que não sou pobre, mas ainda estou no final do segundo ano de faculdade, tenho uma renda limitada e dou meus jeitinhos para comprar o que quero.

    30 reais um mangá americano? Hein? Sabia que sai mais barato que comprar os brasileiros via internet? Comprei 6 volumes cada um por 4 doláres, usados, mais um frete de 20% do valor da compra. Ou seja, menos de 60 reais. No brasil, o 60 mangás dariam o mesmo valor na banca.
    É claro que são usados, mas mesmo os novos são 9 doláres, menos de 20. De onde veio o 30 a 40 reais?

    E não são todas as editoras que são boas nos EUA, é preciso ter muito cuidado.
    Quanto aos japoneses, compro eles em sebos e feiras na liberdade, uns 3 a 10 reais cada. Precisa ser rico?

    A panini pode ser a melhor em edição, mas em finalização a conrad é bem de longe melhor. Quanto a tradução, não sei se alguma pode ser elegivel. xD

    Nem vou entrar no resto, tenho amor a minha vida.

  27. #28
    Fag:

    laughing laughing kKKKKK
    Kurto muito Naruto , e tbm axo q ele é do Sasuke
    ( a cada dia + ) , pobres Sakura e Hinata . . . crying kk

  28. #29
    R. Moss:

    Não vi opinião ofensiva. Estou aqui debatendo de boa, sem ofender alguém.

    O que eu vi é que defensores dos mangás da Panini não aceitam outras opiniões. Se meus comentários fossem ofensivos, o JBox teria censurado.

    se vc soube conserva, iso naum acontece, eu simplismente guardo meus mangás na prateleira normal sem frescura, e eles taum brancos e sem paginas soltas

    (isso sim chega mais perto de ser ofensivo)
    Sei conservar muito bem, pois já trabalhei com bibliotecas e tenho várias estantes em minha casa. Você não deve ter comprado mangás do início da invasão no Brasil. Sakura e Kenshin estão todos amarelados.
    Até mesmo Angel Sanctuary da Panini, que comprei no lançamento e li UMA vez e coloquei na estante. Anos depois (na semana passada), fui dar uma folheada e a capa soltou. -_-
    Isso não acontece com meu Ai Love You (Ken Akamatsu) da Tokyopop, que já tenho há anos.

    O ponto principal é que o acabamento dos mangás nacionais são bem aquém dos importados. E isso sempre vou defender por aqui, pois sou consumidor e exijo um material de qualidade, não importa o que eu compre.

  29. #30
    R. Moss:

    Sobre censuras, talvez poucos saibam, mas os JAPONESES também censuram e alteram quadrinhos de fora, principalmente os coreanos.

  30. #31
    Allena:

    Eles se censuram também, o governo japonês é muitooo ligado na moralidade. É proibido desenhar orgão genitais, dá cadeia. Por isso que todo hentai tem as “fitinhas” e quadradinhos de censura. Isso vale para vocabulário também, pode olhar que em mangá eles nunca descem o nível. Ficam no velho e inofensivo “baaaka”.

  31. #32
    rafael-chan:

    geente, vcs são muito exigentes -.-”

    acho que deveriamos ser mais gratos por TEREM títulos aqui, do que pela qualidade média deles…

    até porque, com qualidade igual aos americanos ou japoneses, teria ao final um custo mais elevado, o que espantaria alguns consumidores com renda mais limitada (até porque vale mais em alguns casos conseguir comprar todos os mangás do mês que vc quer, do que comprar só 1 com qualidade estupenda né?)

    além disso, a forma mais sensata de atingir um maior publico é vendendo em banca, e convenhamos, com a qualidade que todos nós gostariamos, teria (ou deveria né…) de ser vendido em livrarias… (até porque lá teriam mais cuidado do que na banca que todo mundo pega da qualquer jeito, amassa capa, folha…)

    mas enfim, também acho que a qualidade poderia ser melhor, mas também, até agora não tive problemas muito grandes com meus mangás…apenas alguns amarelados e um de shaman king que soltou a capa…todos os outros estão [ainda] felizes xD

    Pra concluir [enfim né], achei a resenha muito boa, e pretendo comprar esse mangá emu m evento futuro, quando minha lista diminuir um pouquinho xD

    o pessoal que tem vergonha de comprar…qual é né? vão perder uma coisa que se interessaram por algo tão trivial como a opinião alheia? acho mais importante valorizarmos a nossa própria satisfação acima do olhar alheio ;)

    e MAIS UMA VEZ, venho aqui reclamar de uns comentários preconceituosos aí em cima…gente, manera ai né? a história não é yaoi, mas mesmo que fosse, não lhe dá o direito de fazer comentários homofóbicos…que saco ¬¬ se num gostou, fica na sua e não compra…

    enfim…

    muito bom o trabalho de vocês!

    abraços! o/

  32. #33
    mateus:

    Eles se censuram também, o governo japonês é muitooo ligado na moralidade. É proibido desenhar orgão genitais, dá cadeia. Por isso que todo hentai tem as “fitinhas” e quadradinhos de censura. Isso vale para vocabulário também, pode olhar que em mangá eles nunca descem o nível. Ficam no velho e inofensivo “baaaka”.

    Tu tá viajando…

  33. #34
    Kurosaki_Ichigo:

    discordo desse povo que critica a panini, prefiro a panini do que a jbc, e bom meus mangas nunca cairam paginas nem ficaram amarelos ate hj, nao sabe conservar mesmo /fato! ou teve azar de comprar o errado xD

    serio se nao vai comprar pq fica crirticando o lançamento? vai comprar no exterior xD eu que não sou idiota de ficar comprando mangá de outro país que eu nem pertenço e gastando dinheiro e correndo risco de taxaçao -.-”

  34. #35
    vincent_valentine:

    R-moss, você pode até ter grana de sobra para gastar com mangás, hqs, livros etc; mas a grande maioria dos leitores não tem,

    comprou VK num Sebo (sebo, para quem não sabe é um tipo de loja para livros e revistas usadas) e um novo? um mangá importado na Fonomag (uma loja na liberdade, especializada em mangás e revistas importadas) vai de 20 (preço minimo) a 50 reais.

    nos estados unidos tem várias opções de qualidade de publicação por que lá tem publico para comprá-las, no brasil estima-se existir 500.000 leitores de mangás (segundo comentário do marcelo del greco) isso não quer dizer que exista 500.000 compradores, pois em média cada revistinha é lida por 3 pessoas.

    não é caso de comodismo, é realismo, povo já acha 9,90 caro (o que tem de gente preferindo meio tanko da jbc, falando que panini é caro demais, que prefere os mngás da jbc que custam 6,90 está cheio…)

    a conrad começou com um produto de qualidade fisica boa, papel off-set, edições definitivas em geral muito boas, e agora? chegou à beira da falencia anos atrás, com profissionais pedindo a conta, até ser comprada pela ibep, e agora, no lugar de concorrente da panini e jbc (que aproveitaram a vazão dela para aumentarem seus catálogos) para praticamente uma concorrente da new tokyo, lançando poucas coisas de forma calteloza.
    depois de 8 anos publicando mangás a jbc resolve lançar mais um titulo de qualidade fisica melhorada, golgo 13, e já anuncia que só lançará 3, e provavelmente cancalerá (ou simplesmente não licanciará outros numeros) caso não der retorno.

    num mercado em que uma hq considerada popular tem tiragem máxima de 60.000 exemplares, (exceção para turma da monica) sendo que se vender metade disto já é razão para a editora comemorar bons resultados, fica complicado apostar no nicho do nicho. já no japão, uma edição de antologia chega a vender 2 milhões de exemplares.

    se acompanha o mercado mais que eu, compreende que o mercado de mangás no brasil só amadureceu, Lobo Solitário que foi um dos maiores sucessos da panini, já havia sido publicado anteriormente, mas não de forma completa, crying freeman foi lançado antigamente, incompleto, com modificações norte-americana; ranma 1/2 foi outro clássico, lançado incompleto, entre outras publicações aleatórias; hoje temos um mangá mais próximo do que é o original japones, uma boa variedade de titulos, e uma porcentagem pequena de titulos interrompidos/paralizados e/ou cancelados

    Nada muito diferente dos quadradões brancos estragando a arte nos mangás nacionais.

    você disse que acompanha os mangás aqui, quadrado branco nem a jbc está deixando mais, a panini reconstrói fundos há 4 anos (existem excessão, angel sanctuary, pois foi editado na mão, já que veio no formato original em acetato, não tinha como ser o fundo redesenhado) a propria jbc que usava quadrados brancos, ou borrões tem reconstruido fundos na edição de pelo menos uns 2 anos para cá.
    quanto a editoras japonesas, não colocam em contrato algum a necessidade de se reconstruir fundos ou não (por eles deixava o quadro branco mesmo) sei que a conrad sempre colocava esses quadradões feios, mas não sei se parou (não compro nada novo da editora tem 2 anos)
    bem mateus, essa de censurar genitais é verdade, no japão o autor tem de censurar genitais púrberes com mosaicos; até filme pornô lá tem esse tipo de censura

    e panini censurar, sei não, os mangás mais maduros (voltados para maiores de 16, ou 18 anos) estão cheios de linguagem chula, nem sei de nenhuma censura de questão moral (exceto falsos cognatos com nomes japoneses, como pika rangers (parece nome de seriado sentai-hentai XD) e similares; já na jbc pode haver mais, a mais conhecida é em fruits basket, na parte omitida de um balão que se fala em ser ativo ou passivo.

  35. #37
    Pafael:

    enfim, naum tava me dirigindo a pessoa q me respondeu quando falei das ofensas… mas td bem

    vincent_valentine falou tudo[2] ~

  36. #38
    R. Moss:

    Acho que o vincent mais fugiu do assunto do que tudo.
    Mas eu já falei, ele já falou, deixa quieto agora (até a próxima).

    Ah, e sebo tem muita coisa NOVA e LACRADA sim.

    No mais, Otomen é muito divertido (e um dos poucos shojos que prestam nessa década). Larguem de frescura por causa da capa. XD

  37. #39
    Tofudido Turbo Macumba"s:

    GENTE QUE RECLAMA DE TUDO E TODOS.
    ISSO ME LEMBRA URUGUAIANA, NUMA CERTA ZONA
    QUE VISITEI. ENFIM, CADA GOSTO, UMA SENTENÇA E
    QUE NINGUEM CRITIQUE O GOSTO DE OUTROS
    ( A NÃO SER CO CARA SEJA INTER OU SÃOPAULO MAS AI
    JÁ É CASO PUM EXORCISTA DÁ CONTA..)
    ENFIM, MANGÁ É ENTRETENIMENTO, E AINDA BEM QUE
    TEM DE TODOS OS GENEROS. ASSIM, ESPANTAMOS
    ESSA ZICA MACUMBA FRUFRU DE VEZ… laughing laughing laughing laughing

  38. #40
    Sasuke Shinoda:

    Vocês querem saber de uma coisa: atualmente acompanho os meus títulos preferidos de mangá via scanlator e sou muito feliz, não vou dar nem mais um tostão para essas malditas editoras.

  39. #41
    vincent_valentine:

    não fugi não r.moss, é que ficar me repetindo não dá, só coloquei outros argumentos.

    não entendi o “malditas editoras” tudo bem que não fazem caridade para ninguem, algumas vezes acabam atendendo ao nixo diminuindo assim a quantidade de vendas, mas em compensação ganham em fidelidade daquele publico, mas chegar a esse ponto de ódio, tambem é exagero.

    scanlators são boas alternativas paleativas, já até tentei formar um, mas como a maioria dos tradutores/editores etc tem entre seus 16 a 18 anos, em pouco tempo eles tem de largar o serviço voluntário para cuidar da sua vida, no meu grupo uma foi fazer intercambio na dysnei, outra está fazendo medicina, dai não sobra tempo, outros estão estudando e trabalhando (inclusive eu tive de parar de administrá-lo por falta de tempo já que estudava e trabalhava longe)

    fora que scanlator, em geral traduz a partir das antologias, revistas mensais que compilam capitulos de vários titulos, e as editoras pegam o produto final, já revisado novamente pelo autor.

    Comprei 6 volumes cada um por 4 doláres, usados, mais um frete de 20% do valor da compra. Ou seja, menos de 60 reais

    é mais aí o preço foi o mesmo, e por mangás usados, mangás usados brasileiros se acha até por um ou 2 reais. (peguei dois volumes de sanctuary da conrad, por 1 real numa loja de revistas na av são joão, próximo à galeria do rock)

  40. #42
    Allena:

    Vincent e Sasuke, Scanlator é uma roubada. Já li mangás que estavam totalmente errados em inglês, imagina a tradução deles para português. A Qualidade de um scan pode chegar a zero num piscar de olhos. A tradução estará SEMPRE erada, sempre tradução da tradução da tradução que, com muita, mas muita sorte, era uma boa tradução. A edição dos scans também é horrível… Pelo menos das editoras, mesmo a egnte reclamado de gramática e má adaptação é infinitamente mais correta que todos os scanlators.

    Ei Vincent, vem tarbalhar pros meus scans xD~~~ *momento recrutamento*

    Verdade que se for comparar usado com usado ai não rola XDDD

  41. #43
    Sasuke Shinoda:

    É claro que a tradução dos scanlators não é perfeita, mas o que dizer quando tal fato acontece com os mangás lançados pelas editoras. Isso sem contar outros problemas como: papel de qualidade defeituosa, atrasos constantes na publicação, cancelamentos feitos na surdina, folhas soltas (se bem que esse último não acontece comigo, mas sim com um amigo), contudo acho o que é mais grave são os erros gramaticais que são de doer.
    Na boa conheço scanlators que fazem um trabalho muito melhor do que algumas editoras.
    Se é para levar um produto defeituoso para casa, prefiro baixar na net, até porque alguns scanlators disponibilizam a versão final dos capítulos para download e qualidade das scans que possuo aqui no PC estão muito boas.

  42. #44
    maya:

    comprei esse mangá para ver como é q é,achei legal,mas meus amigos da escola ficaram zuando a capa que é meio gay.

  43. #45
    priscila:

    eu adorei e acho que esse mangá é mais indicado pra meninas!!!!!!!!!!!!!!

  44. #46
    Edsooon:

    KAPOSEKPOASEKPOASKEPASKEPOAKSPOE

    Estou pensando em comprar este manga.. Quando eu olhei na banca eu pensei “nossa, deve ser um yaoi dos infernos”… Mas aih li a sinopse, parece ser muito bom, comprarei da proxima vez xD

  45. #47
    maya:

    com certeza eu recomendo otomen para todas as meninas!!! smile

  46. #48
    maya-chan:

    Saiu o volume 2!!!!!Aleluia,tava doida pra ler! laughing

  47. #49
    celina kou:

    Acho que ha mta reclamação em cima das editoras… tem varias coisas que eu nao gosto, tipo as girias da jbc, mas a panini tem feito um bom trabalho… as traduções são boas e nenhum mangá q eu comprei da editora estragou…
    além do mais, o Vincent ta certo ao dizer que no Brasil não há público pra comprar ediçoes de luxo… eu adoraria gastar mais e comprar, mas qnts dariam tanto dinheiro? além do mais a panini eh a q melhor atende o público feminino… eu só gosto de comprar shoujo/josei e a maioria dos títulos que eu tenho são da panini…

  48. #50
    mateus max:

    ola so gostaria de dizer sem ofender as pessoas ai de cima mas vcs sao mediucri e sem umiudade poxa algumas pessoas defenderam a panini e eu apoio,poxa se vc tiver cuidado e prezerva seus mangas eles vao seguir firme e forte por anos,sabe eu coleciono no momento naruto ,mas eu tenho muitas outros titulos guardados ,sabe esses mangas podem ser besteiras para algumas pessoas mas para mim eles tem um grande valor sentimental, um dia eu viajarei para o japao claro vou aprender japones, eu vou ser um mangaka tenho muito talento para desenhar sem querer me gaba claro o brasil tem muitos outros talentos , eu ja tenho a metade da mihha história criada e pode cre que algun dia vcs vao ouvir fala do meu nome como criado de algun grande titulo, e só iso que tenho a dizer muito obrigado por ler essa eéé´mihha opinião. smile smile laughing

Trackbacks:

Deixar um Comentário

(não será publicado) (obrigatório)
Caretinha:
smilewinkwassattonguelaughingsadangrycrying

 

 

Como coloco meu próprio avatar? ▼





social
publicidade
colunas
resenhas
artigos
checklists
jboxtv
social
  • Jovens que aqui chegaram, eu lhes confio Atena! (com essa pintura lascada, tem que confiar mesmo...)
mediacenter
JBOX
Vídeo: Novo Making of da Dublagem de A…
Adicionado:
11 de setembro de 2014
JBOX
Vídeo: Novo Trailer do Anime de Garo
Adicionado:
10 de setembro de 2014
JBOX
Nintendo Anuncia Jogo de Pokémon para Arcades
Adicionado:
26 de agosto de 2014
 
enquete

Qual desses animes você compraria se fosse lançado em DVD?

Loading ... Loading ...
maiscomentados
twitter