JBC Lança Light Novel de Death Note na Próxima Semana

A partir da próxima segunda, dia 04 de julho, a JBC estará disponibilizando nas livrarias e lojas especializadas a light novel Death Note – Another Note: O Caso dos Assassinatos em Los Angeles.

O livro, publicado originalmente em 2006, conta um pouco mais do passado do detetive L, que está nos EUA (mais precisamente em Los Angeles, como o próprio título sugere =P) ao lado da agente do FBI Naomi Misora no encalço de um serial killer.

Tudo seria lindo e maravilhoso se não fosse pelo precinho cobrado pelo material: R$29,90 por 176 páginas (oi?).

Para efeito de comparação, a NewPOP lançou por aqui as light novels de Gravitation, cuja média de páginas estava acima de 200, por R$10,00 a menos.

Cloud

Tio Cloud escreve sobre cultura nerd oriental desde 2002 e trancou sua amada Allena-chan no closet para que ela nunca mais fuja.

Junte-se ao lado dos comentadores

Caretinha: smilewinkwassattonguelaughingsadangrycrying

  • Por esse preço ai fica foda. Compro coleção de livros no submarino por menos de 20 reais (O guia do mochileiro das galaxias por exemplo). Mas eles colocam esses preços porque sabem que existem muitos fãs de Death Note por aqui q vão acabar comprando e pelo nosso mercado ser meio fora do real ainda. Se tentassem fazer isso com Gravitation ngm irá comprar. Tão pagando pelo nome.

  • Hah… Sério, me interessa MUITO, mas 30 reais? Terei de vender meu rim…

  • finalmente um livro que posso ler que ñ seja por obrigação escolar

  • seria D+ a JBC ou outra, lança o novel de gundam Unicorn, ou o gundam : Origi ?

  • Queria comprar para ter a coleção de Death Note mais completinha, porém, R$30,00?! E com a tarja “HISTÓRIA INÉDITA” na capa? SAI FORA, talvez na próxima pensem melhor.

  • Pessoas que ficam reclamando de preços de mangás e afins, provavelmente só compram as coisas com mesadas de papai e mamãe mesmo.
    Não achei tão caro assim.

  • o pessoal reclama do preço, reclama da qualidade, reclama da tradução, como sempre pro brasileiro o que é bom é o que esta la fora.
    tmb achei o preço um pouco salgado mas nem por isso vou deixar de comprar, ainda mais na friends vai estar mais barato, demoro!

  • Eu trabalho, ganho em, e acho isso caríssimo!

    Pessoas que compram qualquer coisa sem se importar com preço é que são FILHINHOS DE PAPAI!

  • Entendo a comparação de preços que o JBOX fez, entretanto trinta reais costuma ser uma uma espécie de “preço padrão” para vários tipos de livros.

    Particularmente, acho um preço justo. Já comprei muitos de livros de 150/200 páginas por esse preço.

    Esse eu vou comprar. Já sabia desse livro e tinha curiosidade de le-lo.

    E para os que ainda acham caro, sugiro que comprem pela internet em sites como o submarino ou a saraiva onde se pode usar usar promoções online ou cupons de desconto facéis de se encontrar na net.

  • Comprarei no Anime Friends com desconto, tomara que a JBC faça valer esse dinheiro investido lançando esse livro de forma no minimo decente(coisa que ela não faz com muitos de seus mangás).

  • Markus Diego:
    2 de julho de 2011, 09:34

    Compro coleção de livros no submarino por menos de 20 reais (O guia do mochileiro das galaxias por exemplo).

    É, amigo, mas o Guia do Mochileiro foi lançado ANOS atrás. Vai ver qual é o valor de lançamento de qualquer livro hoje em dia.

    O preço não tá caro, quem acha caro é que não costuma comprar livros novos. O que deve ser 90% do público otaku, o que me faz pensar que lançar qualquer light novel aqui seja um tiro no pé.

  • Adoro Death Note e claro o L, e ver a história dele ser vendida aqui bem já é uma vitória, mas esse preço, ui………… meu bolso

  • Já da pra ter uma noção do preço do Kanzeban de SCC. Foda…crying

  • Achei o preço na média, é o preço de um livro qualquer.
    Sem contar que importar essa novel me custaria uns R$20, pagar mais R$10 pela comodidade de ler no meu idioma nativo é um bom negócio.
    Só acho um erro de estratégia da JBC investir de cara em DN, poderiam lançar Suzumiya Haruhi no Yuuutsu, as garantia de formar uma fanbanse para Light Novels seria mais alta assim.

    Bem, espero que a tradução compense mesmo esse preço, visto que a última experiencia da JBC com novels foi uma porcaria. Samurai X ficou cheio de adaptações mal feitas e “otakices” desnecessárias (Jurusu Berun = Júlio Verne).

  • em já estamos no dia 2/7 e nada da jbc botar no site o Checklist desse mês, é até estranho pq na maioria das vezes logo no dia 1 já estar disponível no site, mas enfim vou fazer um esfosso para comprar parece ser bem legal o titulo

  • erm >.o tomara que os demais mangás que compro continuem em hiatus para sobrar grana xDDDD mas, enfim, se comprar for um incentivo para que tragam mais coisas do gênero, quem sou eu pra reclamar e.e

  • Ah fala sério, o preço tá alto sim, se você levar em conta que a JBC não tem a qualidade das publicações tão boa. O povo reclama que a NewPOP cobra caro, mas pelo menos os mangás são feitos com um material bom.

  • Bem legal a notícia!! Tomara que venda bem pois assim poderia abrir mais mercado pros Light Novel no Brasil!! Ainda sonho que um dia alguma editora lance os Light Novel de Haruhi!!!!

  • McFly:
    2 de julho de 2011, 10:24

    Queria comprar para ter a coleção de Death Note mais completinha, porém, R$30,00?! E com a tarja “HISTÓRIA INÉDITA” na capa? SAI FORA, talvez na próxima pensem melhor.

    Você já leu alguma versão oficial em português de “Another Note” em algum lugar? Se não, é história inédita.

  • Fabiana:
    2 de julho de 2011, 13:48

    Ah fala sério, o preço tá alto sim, se você levar em conta que a JBC não tem a qualidade das publicações tão boa. O povo reclama que a NewPOP cobra caro, mas pelo menos os mangás são feitos com um material bom.

    Mas coisa “não tão boas” da JBC são muito mais baratas que as coisas boas da NewPop (vide Negima, meio tanko, e K-On!, também meio tanko). Primeiro você vai ter que dar uma olhada na qualidade deste light novel (que não foi discutida nesta resenha e fica a impressão que os leitores estão sendo explorados) para ser justo na comparação (se for a qualidade do LN de Samurai X, em reclamaria…)

  • @Roberto

    isto não é uma resenha, é um release. aliás, nem release, é só uma notinha mesmo (ou um “projeto de release” muito mal-feito e tendencioso).

  • Nossa, que roubo. Compro livros com acabamento IMPECÁVEL por menos que isso (Oscar Pill no americanas.com, por exemplo, paguei 25 reais e na livraria tava 45), com todas aquelas coisinhas lindas na capa, letras em auto-relevo, não-sei-o-quê brilhando, sem contar o número de páginas que é bem maior, e isso com tradução decente e poucos (ou nenhum) erro de português. NUNCA que eu pagaria o preço de um livro bom de uma editora decente por esse livrinho de bolso que provavelmente virá com o selo de ”qualidade” JBC. Se eu comprasse só estaria causando mais problemas a mim, já que SEMPRE que tento comprar qualquer coisa da JBC acabo passando raiva.

  • É só um livro e a coleção está completa? Se for assim, e a qualidade for igual a da NwPop (a melhor editora de mangás do Brasil) até vale os 30 reais.

    ^^v

  • K-on será lançado no formato original e naum meio tanko como negima alem disso com uma edição mais caprichada, a comparação eh no minimo absurda.
    Axo o preço ateh valido se essa ediçao da Novel for bem feita, a Gigantomaquia de CDZ saiu aki por 25 reias cada uma se nao me engano e isso faz algum tempo, lembrem-se q eh um livro e não um mangá

  • tem muita gente reclamando de preço e coisa e tal…..
    mas como Death Note é um titulo de peso, acho que o preço de licenciamento dos produtos relacionados com a marca saem um pouco mais caro do que o normal e isso encarece o preço final dos produtos

  • O preço é meio salgado. Para se ter idéia HP e as relíquias da morte quando lançou era algo em torno de 70 reais e tinha mais ou menos 600 páginas.
    Eu quero poder incentivar a publicação de Light Novels no Brasil, mas se continuar com esse preço a bagaça vai se tornar só fonte de lucro pros ricões, que não estão nem aí para o público.
    Mas nessa LN estou relevando que o mercado de Light Novels não existe aqui e que nem todos sabem o que é. Mas se no futuro houver um mercado de Light Novels aqui e o preço for esse………… Eu me mato ! Shushaushuahsuahsua!

  • ah, então todo material sem “alguma versão oficial em português” têm que ter “história inédita” na capa!? não estou negando que seja inédita, só acho feio. opinião minha.

    Ricardo:
    2 de julho de 2011, 10:40 – Citar
    Eu trabalho, ganho em, e acho isso caríssimo!
    Pessoas que compram qualquer coisa sem se importar com preço é que são FILHINHOS DE PAPAI!

    exato!

  • milena:
    2 de julho de 2011, 14:57

    @Roberto
    isto não é uma resenha, é um release. aliás, nem release, é só uma notinha mesmo (ou um “projeto de release” muito mal-feito e tendencioso).

    Tem razão. Vou aguardar uma resenha para comentar sobre isto.

  • McFly:
    2 de julho de 2011, 15:51

    ah, então todo material sem “alguma versão oficial em português” têm que ter “história inédita” na capa!? não estou negando que seja inédita, só acho feio. opinião minha.

    Ricardo:
    2 de julho de 2011, 10:40 – Citar
    Eu trabalho, ganho em, e acho isso caríssimo!
    Pessoas que compram qualquer coisa sem se importar com preço é que são FILHINHOS DE PAPAI!

    exato!

    Ah! Você está criticando a presença da tarja em si e não o conteúdo da mesma.

  • Sogeking:
    2 de julho de 2011, 15:13

    K-on será lançado no formato original e naum meio tanko como negima alem disso com uma edição mais caprichada, a comparação eh no minimo absurda.
    Axo o preço ateh valido se essa ediçao da Novel for bem feita, a Gigantomaquia de CDZ saiu aki por 25 reias cada uma se nao me engano e isso faz algum tempo, lembrem-se q eh um livro e não um mangá

    Negima: 100 páginas. R$ 6,90.
    K-On!: 120 páginas. R$ 14,00.
    Pode até não ser meio tanko, mas é “fininho”.
    E, sim, sei que a comparação é um absurdo. Mas usei este exemplo para mostrar que a JBC até faz um trabalho porco, mas também cobra um preço condicente. E não um preço igual a NewPop, mas com uma qualidade ruim, tal como o post original dá a entender. O histórico da editora (vide selo graphic novel) mostra que eles fazem algo melhor quando cobram caro.

  • Eu prefiro sair nas bancas e depois comentar. Também achei o preço um tanto salgado, MAS como não vi o livro ainda (acho que ninguém viu ainda, né?), não dá pra comentar nada sobre a qualidade. Mas pretendo comprar mais barato (na loja que geralmente compro meus mangás aqui em Porto Alegre, toda terça tem desconto de 10%. Já alivia um pouco o bolso!)laughing

  • Acho ótimo lançarem Light Novel no Brasil, e se não me engano esse Light Novel foi escrito pelo mesmo autor de Bakemonogatari e Katanagatari,logo,pode se esperar uma ótima história.
    Espero que tragam mais Light Novel para o Brasil tenho vontade de ler muitos mas é muito dificil encontrar até mesmo em inglês.

  • M_:
    2 de julho de 2011, 15:34

    O preço é meio salgado. Para se ter idéia HP e as relíquias da morte quando lançou era algo em torno de 70 reais e tinha mais ou menos 600 páginas.
    Eu quero poder incentivar a publicação de Light Novels no Brasil, mas se continuar com esse preço a bagaça vai se tornar só fonte de lucro pros ricões, que não estão nem aí para o público.
    Mas nessa LN estou relevando que o mercado de Light Novels não existe aqui e que nem todos sabem o que é. Mas se no futuro houver um mercado de Light Novels aqui e o preço for esse………… Eu me mato ! Shushaushuahsuahsua!

    Tenho problema de matemática para você.
    Suponha que temos dois livros semelhantes. Com o mesmo custo de produção, mesmo número de páginas, mesma taxa para licenciamento, etc… e que o valor para tudo isso seja R$ 5 (por livro).
    Um dos livros é vendido pela editora X por R$ 7, mas a editora sabe que apenas 10 pessoas vão comprar o livro (lucro: R$20).
    O outro livro é vendido pela editora Y por R$ 5,50, mas a editora sabe que vai vender para 100 pessoas (lucro: R$ 50). Qual das duas editoras é a mais “gananciosa”?
    Dica: multidões fizeram filas para comprar HP no dia de seu lançamento. Não acho que vai ter filas no dia do lançamento de DN.

  • Concordo Roberto sobre o Graphic novel, o q eu quiz dizer eh q 14,00 no K-On pela edição q terá compensa sim da msm forma q se essa Novel for bem feita compensará o valor, naum eh taum absurdo quanto taum axando (vide a comparaçao q fiz com a gigantomaquia)

  • Roberto:
    2 de julho de 2011, 14:27

    Fabiana:
    2 de julho de 2011, 13:48

    Ah fala sério, o preço tá alto sim, se você levar em conta que a JBC não tem a qualidade das publicações tão boa. O povo reclama que a NewPOP cobra caro, mas pelo menos os mangás são feitos com um material bom.

    Concordo

    Mas coisa “não tão boas” da JBC são muito mais baratas que as coisas boas da NewPop (vide Negima, meio tanko, e K-On!, também meio tanko). Primeiro você vai ter que dar uma olhada na qualidade deste light novel (que não foi discutida nesta resenha e fica a impressão que os leitores estão sendo explorados) para ser justo na comparação (se for a qualidade do LN de Samurai X, em reclamaria…)

    K-On não é meio tankobon,é assim mesmo,mas o papel é o de maior qualidade e tem páginas coloridas,ao contrário de negima.

    McFly:
    2 de julho de 2011, 15:51

    ah, então todo material sem “alguma versão oficial em português” têm que ter “história inédita” na capa!? não estou negando que seja inédita, só acho feio. opinião minha.

    Ricardo:
    2 de julho de 2011, 10:40 – Citar
    Eu trabalho, ganho em, e acho isso caríssimo!
    Pessoas que compram qualquer coisa sem se importar com preço é que são FILHINHOS DE PAPAI!

    exato!

    ²

    McFly:
    2 de julho de 2011, 15:51

    W:
    2 de julho de 2011, 10:28

    Pessoas que ficam reclamando de preços de mangás e afins, provavelmente só compram as coisas com mesadas de papai e mamãe mesmo.
    Não achei tão caro assim.

    Não,pois eu tenho mesada, e junto-a pra comprar mangás e afins,cuido muito bem do meu dinheiro,e acho um absurdo esse preço,você deve ganhar muito bem pra falar isso.angry

  • Tá , K-on deve vir numa ótima qualidade, mas ficou mais ou menos no preço de um tanko inteiro. Em números de página, estaríamos pagando em K-on o que pagamos num tanko normal, só que K-on tem quase a metade das mesmas. A qualidade é boa? Claro, mas a de muitos tankos de 200 páginas também.
    O preço desse DN está meio salgado sim, mas como é volume único, 200 páginas e deve ter acabamento especial (é, né? ¬¬, acaba valendo a pena.
    E não me joguem pedras em mim, mas DN é um título mais comercial e apelativo ao público do que Gravitation. Se ambos tivessem uma qualidade de papel/light nove em geral igual, é claro que DN será mais caro, é uma série de mais impacto/vende mais. Agora, a qualidade das duas ser a mesma é outra história (não gostei de ambos).

  • É impressão minha ou o pessoal quer mesmo que esse LIVRO tenha o mesmo preço de uma revista em quadrinho???

  • isso n é livro kkkkkkkkkk xD e realmente dn ta caro, podiam cobrar 20 reais ou uns 15 , a k-on vem paginas coloridas e etc n reclamem!

  • isso n é livro kkkkkkkkkk xD e realmente dn ta caro, podiam cobrar 20 reais ou uns 15 , a k-on vem paginas coloridas e etc n reclamem!

    Ahhhhhhhhhh ééééééééééé meeeeeeeeeeeesssssssssssmmmmmmoooo!!
    Isso não é livro. É uma LIGHT NOVEL!!!!! E o que é basicamente uma light novel mesmo??

    Ahhhhhhhhhh….. em um LIVRO!!!!!!!!!!

    Mas é um otaCu mesmo….

  • Drop:
    2 de julho de 2011, 20:38

    isso n é livro kkkkkkkkkk xD e realmente dn ta caro, podiam cobrar 20 reais ou uns 15 , a k-on vem paginas coloridas e etc n reclamem!

    Light Novel são livros sim! mais com algumas ilustrações em estilo mangá.

  • Pra que eles vão abaixar os preços se tem trouxa que compra?

  • Estou realmente muito feliz pelo lançamento. Já li a obra em inglês e posso dizer que vale MUITO a pena.
    Também achei o preço salgadinho, mas sendo fã incondicional, pagarei o que for o mais rápido possível, rs.

    sso n é livro kkkkkkkkkk xD e realmente dn ta caro, podiam cobrar 20 reais ou uns 15 , a k-on vem paginas coloridas e etc n reclamem!

    O que te faz pensar que “isso” não é um livro?
    É uma novel. Novel é livro. Não é uma história em quadrinho.
    Vamos considerar o valor do licenciamento e do material (Pelo preço, tem que ser bom, não?), ou seja, fica no preço normal de um livro.

    Para efeito de comparação, a NewPOP lançou por aqui as light novels de Gravitation, cuja média de páginas estava acima de 200, por R$10,00 a menos.

    As novels de Gravitation foram R$19,00 (nada de a menos) e o material é excelente.

    O negócio é esperar alguma promoção de pré-lançamento na Comix.

  • Drop:
    2 de julho de 2011, 20:38

    isso n é livro kkkkkkkkkk xD

    Você bebeu? É claro que é livro! LOL

    E concordo com a Milena ali em cima que diz ser uma notinha tendenciosa. O mínimo que se esperava de um veículo formador de opinião (alguns otakus aceitam qualquer coisa), no mínimo que deviam fazer é ressaltar que esse é o preço comum de 90% de livros com mais ou menos a mesma quantidade de páginas.
    E um cara fala que paga 20 reais num livro com mais página, mas não releva que o livro foi lançado anos atrás.

  • Aliás, adendo ao meu comentário anterior, eu quis dizer que 90% dos LANÇAMENTOS tem mais ou menos esse valor. Anos depois, a tendência é abaixar o preço.

  • -É ficou um pouco mais caro do que esperava (achei que ia ser no máximo 19,90), edição americana custa 16 dólares (24,95 reais), em se tratando de lançamento até que tá na média.

    -Só para constar, provavelmente o que está pesando no preço, não é o número de páginas (acho que esse tá influênciando pouco no preço final), e sim os direitos de publicação…..

    – Direitos de Deth Note devem estar nas alturas, o mangá tinha aquele preço devido as altas tiragens, que deve ter vendido muito, alguns números esgotaram e tiveram que reimprimir novas edições (coisa rara)….

  • Para quem acha que o livro esta caro, aqui vai alguns exemplos, fiz a pesquisa hoje no site da SARAIVA. Lembrando que light-novel é um livro mais com ilustrações. O último livro do Harry-Potter pode ser considerado um light-novel. O estilo não é muito diferente dos light-novels japoneses. A diferença é que os japoneses fazem a arte no “estilo manga”.

    Não fiz questão de escolher um livro especifico, mas procurei por livros com mais ou menos a mesma quantidade de páginas:

    Death Note – Another Note: O Caso dos Assassinatos em Los Angeles. Preço 29,90 / 176 páginas / preço por pág. 0.17
    Inferno no Colégio Interno – Vol. 5 – Col. Desventuras em Série R$33,50 / 208 pag / preço por pag 0,16
    As Rosas Inglesas – Vol. 1 – Amigas Para Sempre preço 39,00 / 95 páginas / preço por página 0,41
    Um Amor Para Recordar preço de lançamento 29,90 / 186 páginas / preço por pag. 0,16
    O Concorrente preço de lançamento 45,90 / 312 páginas / preço por página 0,14.

    Tem livros mais baratos, com certeza sim. Os preços variam bastante. Para aqueles que ainda acha o preço caro. Espere um pouco então. O preço cai bastante e as vezes a umas promoção meio maluca que deixa ainda mais barato. O último livro que citei estava hoje com o preço de “9,90”.

    Espero muito que a qualidade do Death-Note esteja boa e com isto incentive as pessoas a comprarem mais. Também espero que a tradução seja feita do Japonês pro Português para justificar ainda mais o preço. E, assim como muitos, torço pra que um dia venha a coleção da Suzumiya Haruhi hehe.

  • Waru Shinji:
    3 de julho de 2011, 10:41

    -É ficou um pouco mais caro do que esperava (achei que ia ser no máximo 19,90), edição americana custa 16 dólares (24,95 reais), em se tratando de lançamento até que tá na média.
    -Só para constar, provavelmente o que está pesando no preço, não é o número de páginas (acho que esse tá influênciando pouco no preço final), e sim os direitos de publicação…..
    – Direitos de Deth Note devem estar nas alturas, o mangá tinha aquele preço devido as altas tiragens, que deve ter vendido muito, alguns números esgotaram e tiveram que reimprimir novas edições (coisa rara)….

    Concordo. Só que tem alguns pontos para acrescentar. Nos EUA, o preço deste livro é 17,99 dólares (28 reais no valor de sexta), isso segundo a Amazon e a Barnes. E no Japão, este livro está 1365 ienes (26,34 reais no valor de sexta).
    Claro que estes são valores sugeridos e tanto a Amazon quanto a Barnes estão vendendo por um preço mais baixo que isto (mas até aí, o preço de 29,90 é também um preço sugerido e qualquer livraria pode vender abaixo desse preço. Eles até podem dar de graça como promoção )wink
    Não vejo por que a licenciadora (Shueisha) cobraria uma licença especialmente baixa para o Brasil só para que a edição em português seja a mais baixa do mundo (E edição em Português não é necessariamente a mais alta, não se esqueçam que o dólar é que está baixo agora.)

  • A propósito, o novel de Gravitation está com um preço de 7,99 dólares (12,44 reais) na Amazon…

  • Eu gosto MUITO de Death Note, mas infelizmente não terei essa light novel em minha coleção… não pago esse valor em livro nenhum! (exceto os acadêmicos)

    Se em um futuro breve houver alguma promoção interessante (como quando comprei mangás tanko da JBC por R$ 6,99 e Golgo 13 por menos de R$ 12), quem sabe eu não aproveite e compre… quem sabe!

    Acho que até R$ 24,90 não haveria esse reboliço todo por causa do preço, mas praticamente R$ 30 é o preço de TRÊS tankos da Panini (metade do que gasto por mês em mangás). PARA MIM, é MUITO pesado… aliás, qualquer coisa acima de R$ 15 eu passo um bom tempo para poder comprar, mas enfim…

    Espero que o título dê certo e, no futuro, a Panini entre nesse mercado tbm e traga Durarara!! pra cá! Se vier pela JBC, vou xingar muito no twitter! xD uashuahsuaush

  • Só um adendo quanto a diferença de preço entre o Americano e o brasileiro: não sei onde o JBox obteve o número de páginas, mas 176 é o número de páginas da versão americana, e todos sabemos que quando temos um mesmo texto em inglês e português, o português tende a ter mais páginas.

    E eu que já tinha perdido a fé no fandom brasileiro de mangás, estou satisfeito de ler comentários racionais e com opiniões próprias neste post.

    E abaixo veículos de notícias tendenciosos!

    Tio Cloud: “não sei onde o JBox obteve o número de páginas”. Com a JBC.

  • Então, Jbox, que tal começarem a ter menos “preguiça” na hora de escrever e comentar na notícia (não respondendo a um comentário) que retiraram as informações de capa e afins de DN a partir do newsletter da JBC (suponho que tenha sido de lá)? Porque no site da editora ainda não consta o release oficial.

    Mas enfim, isso é só uma dica sabe, para que nós, míseros leitores, possamos saber de onde vem as “exclusivas” informações que vocês possuem (ou, pelo menos, de onde vocês encurtam as notícias).

    Tio Cloud: Milena, a informação veio no release enviado pela editora sim, que mal há nisso? Só não fizemos control c control v como todo mundo. Não estou entendendo sua colocação…

  • A crítica não é com o fato de terem usado o release do newsletter, todos usaram isso. O que aponto é o fato de vocês não citarem a fonte na notícia, apenas isso. Ou melhor, neste caso específico, foi com a forma como colocaram a informação mesmo. Há maneiras de se fazer isso sem cair na mesmice do ctrl+c/ctrl+v, p/que não haja questionamentos ( “de onde veio isso?”, e aqueles blablablás) depois. Só isso. Mas é uma observação minha, que me incomoda há um tempo no site e resolvi expressá-la. Just that. Como vocês bem sabem, algumas pessoas não precisam desse tipo de informação direta no texto p/entender. Já outras… nem escrevendo em neon entendem…

  • Há maneiras de se fazer isso sem cair na mesmice do ctrl+c/ctrl+v, p/que não haja questionamentos ( “de onde veio isso?”, e aqueles blablablás) depois.

    Acho que isso é mais uma questão de confiabilidade, você não vai ver em revista e jornais a bibliografia de onde o cara conseguiu aquela informação, em muitos casos a quantidade de site e telefonema que você dá para descobrir as coisas é impressionante. Em outros casos é uma forma de proteger sua fonte de outros “competidores”.

    A questão é que se o site diz “tem x páginas”, o leitor deve entender “eu pesquisei, eu tenho certeza, TEM x páginas”. Um leitor que questiona os “fatos” e “verdades” colocados no texto é porque ou 1. não confia no site ou 2. acha a informação muito improvável beirando o impossível. Até aí, mesmo que fosse colocado no fim ‘fonte tal’, ainda sim, teria gente falando “ah, mas essa info tinha no release?”. Quem quer achar “problema” acha em qualquer situação.

    Além do mais, só o fato do americano ter as mesmas X páginas já é prova que a nossa versão será semelhante. Mesmo inglês e português sendo diferentes, eles tem uma equivalência de “corpo” se comparado com o japonês e português. (com isso eu quero dizer que 500 caracteres japonês dão umas 2000 letras em português e algo parecido em inglês (prova disso são os artigos e revistas bilíngues onde as duas versões ficam uma do lado da outra com diferença de linhas, se não letras))

    Em todo caso, basicamente é uma questão de falta de confiança. O leitor que não confia no site (seja lá por qual motivo) vai sempre questionar. O que me intriga são aqueles que não confiam por achar tendencioso, que puxa o saco da JBC, que é capitalista (?), que odeia a JBC… Mas continua vindo diariamente ler algo que ele não confia nem 1%… Caso de psiquiatra eu suponho xD

  • Depois do trabalho de qualidade questionável da JBC em Death Note, jamais pagaria 30 reais por essa novel. Mas por ser Death Note, aka modinha que o povo idolatra (mas algo mediano para mim), vai vender muito.

  • Por R$ 40,00…vc compra a edição da Viz, que tem mto mais qualidade que essa da jbc.

  • Por R$ 40,00…vc compra a edição da Viz, que tem mto mais qualidade que essa da jbc.

    Nooooooosssssssaaaaaa Cara!!!!!!! Então vc já viu o livro? E então como é que ele é? Grande? Pequeno? Magazine? Tem capa dura? Posta um realese ai pô…

  • Mas é lógico que é uma questão de confiabilidade. Só expressei a minha opinião, Allena. Não faço a mínima ideia de quantas páginas tem na versão americana, não pesquisei p/saber e isso também não me interessa. Apenas casou de ler essa notícia, passar o olho nos comentários, me incomodar com algo e comentar. Ponto. Também não leio o site diariamente, e apareço nessa seção com pouca frequência.

    Enfim, realmente, leitor vai achar problema em qualquer coisa. Até aí, beleza. Mas há uma pequena enorme diferença entre comparar este site e alguns bons jornais. Dizer que certas notícias do Jbox são tendenciosas é a MINHA opinião sobre elas, da mesma forma que você também expõe a sua na hora de fazer as suas resenhas (nas quais eu comentei, se não me engano).

  • Rodrigo: 4 de julho de 2011, 15:26
    Por R$ 40,00…vc compra a edição da Viz, que tem mto mais qualidade que essa da jbc.

    R$ 40,00?! Onde vc leu isso? E vc viu o livro pra falar da qualidade?!

  • Ahh….me desculpem, como pude dizer isso da JBC, que sempre nos proporciona produtos de ótima qualidade e por preços tão acessiveis.

    Edição da Viz, em qualquer livraria, soh q está em Inglês…

  • Ontem fui ler meu How to Read só para relembrar e quase tive um ataque psicótico vendo as páginas simplesmente caíndo do mangá.

    Oh you, JBC.

  • Eu não vou comprar esse Light Novel, mas não é por causa do preço e sim por detestar o L. Gosto de Death Note, mas nunca conseguir gostar do L, tanto é que considero a parte em que ele morre a melhor de DN. Pena que depois apareceu um personagem pior que ele.
    Eu não vou me meter nessa discussão sobre preço, mas vou deixar um dado para efeito de comparação:
    O livro As Crônicas de Gelo e Fogo: A Fúria dos Reis, lançado esse ano aqui no Brasil, possui 653 páginas com preço de R$ 49,90 na Saraiva (no site da Saraiva dá para comprar por R$ 44,90). Assim como Death Note trata-se de uma série conhecida, principalmente agora que foi a exibida a série na HBO, então acho que por aí dá para ter uma certa noção se o preço é justo ou não.
    De qualquer forma não vou comprar, então deixo essa discussão para os interessados.

  • O preço tá salgado mesmo, tomara que não seja igual os outros volumes que você abre cai metade do tanko..

  • Ahh….me desculpem, como pude dizer isso da JBC, que sempre nos proporciona produtos de ótima qualidade e por preços tão acessiveis.

    Tem que pedir desculpas mesmo, já que vc está fazendo um comparativo de um livro que obviamente vc ainda nem viu….

    Se quer fazer um comparativo geral, tem que se basear nos outros livros lançados pela JBC e não nas sua revistas em quadrinhos. E neste caso eu digo que a qualidade grafica deles é a mesma de qualquer outra editora.

    Mas se mesmo assim, não tiver jeito, paga então $40,00 na edição da Viz + o frete e vira se no inglês…

  • Eee pessoal (Nunes) q nao entende sarcasmo…

    R$ 40 aqui no Brasil, por isso disse em qualquer livraria. E jah tenho/li o livro (da viz). E estou 100% satisfeito. A JBC sempre deixa a desejar, quando nao eh na qualidade do papel/impressão/erros ortográficos fica devendo na tradução.

  • McFly:
    2 de julho de 2011, 15:51

    ah, então todo material sem “alguma versão oficial em português” têm que ter “história inédita” na capa!? não estou negando que seja inédita, só acho feio. opinião minha.

    Também acho feio, mas vou comprar sem sombra de dúvidas.
    Não acho que seja caro, paguei quase a mesma quantia pelo meu Alice, que tem mais ou menos o mesmo número de páginas.

  • não achei tão caro.

    vai ter só esse volume e acabou-se?

  • O preço está um pouco caro mesmo, mas a maioria dos encadernados da Marvel, DC e afins são bem mais caros que isso. Eu irei comprar o meu. :D

  • Hoje dei uma olhada nas duas edições de Another Note, a do Brasil (Moonshadows) e a dos EUA (Viz).
    A qualidade da versão americana é incontestável (capa dura, “texturizada”, com logo prata, uma página colorida, páginas offset creme, talvez polen bold)
    Mas a versão brasileira também não é de má qualidade (capa melhor do que o normal (aparentemente couchê monolúcido), uma página colorida, e páginas offset branco).
    Se a qualidade for prioridade, você não se importar com o preço (R$40,12 na Cultura) e nem com a língua inglesa, você definitivamente deve comprar esta versão (lembre-se que quando o dólar aumentar, esta versão também vai ficar mais caro). Afinal, a qualidade deste livro é muito melhor do que qualquer coisa publicada pelas editoras brasileiras (e não estou apenas me referindo a JBC, Panini, NewPop ou editoras de mangás e HQs).
    Agora, a qualidade da versão brasileira também não é ruim. Ela é melhor que livros como Harry Potter (e muitos livros infanto-juvenis), definitivamente melhor do que a maioria dos quadrinhos da JBC, e no mínimo “polêmico” quando comparado com os mangás de melhores qualidades da concorrência (principalmente levando em conta que isto não é um mangá, mas um LIVRO).
    Quanto a qualidade da tradução e erros ortográficos, não posso dizer nada no momento (não li nenhuma das versões). Mas dando uma olhada “por cima”, não parece que a versão brasileira tivesse gírias, não parece que os termos foram abrasileirados (vi 25 notas de rodapé explicando os termos) e também não vi os personagens usando “san”, “kun”, “chan”, etc… (mas não tinha isto na versão americana também).
    A maioria das notas explicava termos em inglês. Natural, levando em consideração que a história se passa em Los Angeles e que, apesar do original ter sido escrito em japonês, o autor deve ter escrito a história considerando que os personagens estivessem falando em inglês.
    Só para terminar, foi postado neste blog que dá para comprar a versão em inglês em qualquer livraria brasileira, mas depois de verificar nos sites da Saraiva, Submarino, Cultura, Fnac, Moonshadows, Comix e Devir, e em duas livrarias Saraiva, duas Cultuas, uma Moonshadow, só encontrei a versão inglesa em uma livraria Cultura (por R$ 40,12) enquanto que encontrei a versão brasileira em várias livrarias por: R$ 29,90 (Fnac), R$ 26,90 (Moonshadows), R$ 23, 92 (Comix) e R$ 23,90 (Saraiva).

  • Antes que alguém comece a me jogar pedras, acho que misturei as coisas na primeira linha. “a do Brasil (Moonshadows)” quer dizer, o livro publicado pela JBC que eu encontrei na Moonshadows, e “a dos EUA (Viz)” quer dizer, o livro publicado pela Viz que eu encontrei na Livraria Cultura.

  • bam tambem achei meio carinho…mas acho que vou comprar…nao sou tao fã de DN mas acho que vou comprar so para incentivar os ligth novel no brasil…afinal na muito fã de LN^^

  • “O povo reclama que a NewPOP cobra caro, mas pelo menos os mangás são feitos com um material bom.” Faço suas as minhas palavras Fabiana.

    Bem, eu comprei, gosto muito da serie, mas não li o mangá nem comprei os mangás da JBC. Agora, que está caro, está. Provável que muitas pessoas não comprarão por causa do preço, mas né…
    (Geralmente não me importo muito com o preço, mas esse hauha espero q a qualidade seja boa!) ;D

  • Recebi minha cópia hoje. Achei que chegaria amanhã.
    Bom, o material está adequado para um livro, e também, adequado ao preço. A contra capa colorida e o papel “transparente” deram um toque bem legal.
    Muito caprichado, inclusive a tradução. Eu li a versão em inglês pela internet, e devo dizer que o vocabulário da versão brasileira está bem mais rebuscado. Os termos traduzidos foram bem escolhidos, com certeza.

    Quanto a obra, é ótima, reforço isso. Totalmente viciante.