ultrmanorb-destacada

Ultraman Orb: nova série ganha detalhes

A família Ultraman já tem seu sucessor anual garantido para o mês de julho. A bola da vez está com o Ultraman Orb, série que promete mexer um pouco com o legado de seus antecessores.

O novo protagonista humano atende pelo nome de Gai Kurenai (interpretado pelo ator japonês Hideo Ishiguro, que foi o Kengo Hojo no live-action de Gokusen), que em sua transformação pode combinar os poderes de “Ultramans” antigos – e aí está a jogada pra fazer dessa uma série comemorativa aos 50 anos da franquia.

Ao usar os poderes do Ultraman original com o Tiga, Gai se transforma na forma Specium Zeppelion. Ultraman Orb terá pelo menos mais duas formas garantidas: o Hurricane Slash, que combina Ultraman Jack com Ultraman Zero, e Burn Might, que combina Ultraman Taro com Ultraman Mebius.

ultrmanorb-formas

ultrmanorb-gai

o protagonista Gai Kurenai e seu transformador

A série conta novamente com a direção de Kiyotaka Taguchi, responsável pela sequência mais recente, Ultraman X, finalizada no último mês de dezembro. Ultraman Orb estreia na TV Tokyo no dia 9 de julho e se espera que haja transmissão via streaming por aqui, embora nada esteja certo.

Curiosamente, dos Ultras presentes nas formas já anunciadas, apenas Ultraman Taro não foi exibido oficialmente no Brasil. Vale lembrar que a Crunchyroll disponibiliza 5 séries da franquia com legendas em português: Max, Mebius, 80, Leo e X.

Alguns filmes também podem ser encontrados em outras plataformas de streaming. A Netflix possui 7 deles, enquanto o brasileiro Looke disponibiliza 8 (Ultraman The Next é o “extra” da história), todos lançados em DVD (alguns em Blu-ray) pela Focus Filmes, em parceria com a Sato Company.

Recentemente, a Netflix estreou a série Ultraseven X (2007), um revival do clássico Ultraseven (1967), focado nos fãs adultos e saudosistas, com opção de áudio dublado em português. A distribuição desse é por conta da Televix.

Pre terminar, a Editora JBC publica bimestralmente o mangá Ultraman, uma nova roupagem do herói, em uma história que acompanha o filho de Hayata, o hospedeiro original.

[Via Tokusatsu Network]

Rafael Jiback

Ilustrador, músico e publicitário. Sob a alcunha de Jiback, é editor do JBox, mas começou como reles "estagiário" ainda na época do JapanX/ÓrbitaX. Não tem vergonha de admitir que Bucky é o melhor anime já exibido no Brasil. Ninguém precisa concordar com este absurdo.

Junte-se ao lado dos comentadores

Caretinha: smilewinkwassattonguelaughingsadangrycrying