tmrevolution-destacada

Live Report – O espetacular T.M.Revolution

Uma hora foi pouco, mas pouquíssimo pra curtir esse homão que é Takanori Nishikawa. Uma pena que há essa limitação de tempo por parte dos organizadores, mas ainda assim toda a preparação e produção para este show estava perfeita. Uma noite fantástica. Sou extremamente suspeita porque admiro muito o profissional que o T.M. é, mas por quê? Bem, talvez falando mais sobre o show de 9 de julho do Anime Friends 2017 você entenda melhor.

A expectativa era altíssima, afinal, era a primeira apresentação do T.M.Revolution no Brasil, muitas pessoas estavam já filmando o palco antes mesmo dele aparecer porque ninguém queria perder um minuto deste show inédito. Logo no início já empolgou™ porque ao palco se via muita fumaça e dançarinas a se apresentar, mas a pergunta que não queria calar era: CADÊ O HOMEM?  Quando ele finalmente apareceu uma balada começou, para a surpresa geral não estávamos ouvindo a WHITE BREATH convencional, era uma versão remix feita exclusivamente para este show, exclusivamente para nós que comparecemos lá.

Mal começou o show e a área de show virou uma pista de dança, ninguém era de ninguém, mas todo mundo só queria ele: T.M.Revolution. Além desta, ainda tivemos Aoi Hekireki, WILD RUSH, HIGH PRESSURE e a clássica HOT LIMIT na versão remix. Todas com coreografias executadas por Takanori e suas dançarinas no palco, assim como o público agitado que tentava reproduzir o que via: danças, pulos, gritos, berros, tiros e bomba. E depois de tanta baladinha, foi a hora do homão da porra falar conosco falando em Português com dificuldade, mas nem tanta, já que até gírias já mostrava conhecer, apesar de depois ter apelado para seu ótimo Inglês:

“Oi Brasil. Beleza? Eu queria conhecer São Paulo. This is my first concert in Brazil and I want to give you a great night (Esse é meu primeiro show no Brasil e quero dar a vocês uma ótima noite)”.

tmrevolution-01

Depois de um pequeno discurso que sensibilizou a todos, veio AQUELA música do episódio 35 de Gundam Seed, meteor, que arrepia, que emociona, que toca o coração. Que performance. Que homem. Que música. Takanori ainda disse um “Obrigado” no mais sonoro Português depois da performance, mas quem tinha que agradecer éramos nós e o tempo todo.

Depois disso não teve jeito, foi combo anime do início ao fim: Resonance, a primeira abertura de Soul Eater, a música que fez tanta gente pular que parecia que estava rolando uma ressonância de alma do público com o Takanori. Falando em combo, as músicas seguintes foram todas da série de Gundam Seed: invoke, ingited e vestige.

Após tantas performances incríveis, Takanori ainda não parava de surpreender a gente com seu enorme carisma. Ele parou de cantar para ter a conversa mais longa com o público do Anime Friends 2017 em seu show:

“Português é muito difícil.”

 “Vim do outro lado do mundo, mas isso me faz tão feliz. I love you”. (Nesse momento você pode claramente perceber que ainda existe amor em São Paulo). Takanori ainda resolveu dizer que a noite estava “MUITO FODA!” e pegou seu celular fazendo com que escutássemos inúmeras frases em Português com a voz da mulher do Google, falando que as mulheres brasileiras eram as mais lindas, mas na verdade quem era o mais lindo da noite era ele, e não era só eu que achava isso porque todo mundo começou um coro gritando “LINDO! LINDO! LINDO”. E como não concordar? Que homem, meus amigos.

E o homão retornou desta zoeira cantando músicas relacionadas a Sengoku Basara: Flags e Sword Summit, encerrando o show com a música do nosso andarilho preferido, Samurai X, ou Rurouni Kenshin: Heart of Sword. Foi lindo, foi foda, foi perfeito e quero mais. Volta, T.M.Revolution!

P.S.: Só teria sido mais perfeito se ele tivesse cantado Preserved Roses com uma certa pessoinha das anison aí, estou no aguardo e-

Nany-chan

Uma certa garota científica que pilota robôs gigantes, mas também uma lírica garota mágica que idolatra Nana Mizuki!

Junte-se ao lado dos comentadores

Caretinha: smilewinkwassattonguelaughingsadangrycrying