lostcanvasmanga-destacada

JBC vai relançar Saint Seiya The Lost Canvas

No último Henshin Online (09/02), a Editora JBC confirmou a relançamento do mangá Saint Seiya The Lost Canvas. O anúncio limitou-se apenas à confirmação, sem dar mais detalhes de como será essa nova publicação.

O universo alternativo desenvolvido por Shiori Teshirogi conta a história da Guerra Santa que aconteceu 200 anos antes da saga clássica d’Os Cavaleiros do Zodíaco, dando uma visão às batalhas enfrentadas pelos jovens Dohko de Libra e Shion de Áries. O spin-off tornou-se “alternativo” depois que o autor Masami Kurumada resolveu contar a sua própria versão na lenta publicação de Next Dimension.

Pela JBC, Lost Canvas teve seus 25 volumes publicados entre 2007 e 2012, em papel jornal. Em entrevista ao JBox no ano passado, Marcelo Del Greco comentou a dificuldade da negociação na época, quando a empresa mediu todos os esforços pra levar à frente a marca “Cavaleiros do Zodíaco”, até então exclusiva da Conrad Editora. Muitos volumes da série hoje se tornaram raros pela grande procura (causando preços inflacionados em sebos online), mais um motivo para a JBC apostar nesse relançamento – que no mínimo, espera-se que venha agora com um papel de maior durabilidade.

Além da série principal, entre 2012 e 2016 a editora publicou Lost Canvas Gaiden, trazendo histórias individuais dos Cavaleiros de Ouro em 16 volumes – outro material que se tornou raro nos dias de hoje. No final de 2016, também foi publicado o artbook oficial, contendo as artes de Teshirogi.

The Lost Canvas também rendeu um anime produzido pela TMS Entertainment em 2009, que rendeu duas temporadas, sendo cancelado muito antes de cobrir toda a história do mangá. Muito se especulou sobre os motivos do cancelamento, sendo o mais aceito o de vendas de DVD abaixo do esperado no Japão. Badalado pelos fãs daqui pela ótima animação comparada a outras produções da franquia (cortesias da Toei Animation), o anime foi lançado oficialmente no Brasil em DVD pela Flashstar Home-Video e está disponível na Netflix e no Looke. A Rede Brasil anunciou a exibição na TV aberta no fim do ano passado, mas até o momento não acertou questões de contrato para a estreia.

[Via Henshin Online]

Rafael Jiback

Ilustrador, músico e publicitário. Sob a alcunha de Jiback, é editor do JBox, mas começou como reles "estagiário" ainda na época do JapanX/ÓrbitaX. Não tem vergonha de admitir que Bucky é o melhor anime já exibido no Brasil. Ninguém precisa concordar com este absurdo.

Junte-se ao lado dos comentadores

Caretinha: smilewinkwassattonguelaughingsadangrycrying