Sem categoria

Primeiras Impressões: Kamen Rider Dragon Knight

Estreou ontem no canal americano CW o tão falado (bem e mal) Kamen Rider Dragon Knight. Estivemos nos EUA para cobrir a estréia (mentira, assistimos tudo no Youtube) e podemos dizer que do episódio piloto que caiu na net a tempos atrás pouca coisa restou. Além da mudança de praticamente todos os atores, a produção deu uma aliviada no clima extremamente sombrio (que as vezes deixava até as coisas arrastadas e sem sentido XD), mas mantendo-o sério e não muito infantilóide. Do conteúdo do episódio piloto, pouca coisa foi aproveitada (ao menos nesse primeiro episódio) no que se refere ao roteiro. A trama mostra o jovem Kit Taylor em busca de seu pai desaparecido, quando se vê envolvido com monstros que misteriosamente saem do reflexo de objetos (hummm… adivinha onde o pai dele deve estar? =P) e capturam as pessoas. A partir daí a história segue o que vimos na versão original japonesa, mas com alguns toques americanos (sim, os “soldados hiddler” aparecem pra fazer com que as crianças não mudem de canal antes do herói se transformar =P), inclusive com lutas (bem) feitas pelos gringos.

Ainda é cedo pra falar bem ou mal da série, mas uma coisa tem que ser louvada: não infantilizaram a produção (esquisito falar isso de uma série dirigida às crianças =P), colocando situações constrangedoras (lembram de Beetleborgs/Heróis Por Acaso?) e forçando lições do politicamente correto (maldito He-Man =P). Quem for encarar a produção como uma nova versão de Ryuki, e não apenas como uma adaptação, deverá ter boas impressões. Já os fãs xiiitas deverão detestar mesmo, e jamais admitirão que a versão americana possa ter melhorado alguns pontos do original japa. Pelo menos poderão comprar os bunequinhos do Ryuki nas lojas e depois queimar a embalagem XD. Kamen Rider Dragon Dragon Knight estréia no Brasil no início de 2009. A série já foi vendida tanto para a tv paga como aberta, mas isso é outro assunto.

Publicidade
close