Resenha: 1 Litro de Lágrimas (mangá) – Volume Único – NewPOP

Mangá baseado em uma história real.

O mangá 1 Litro de lágrimas (1 Litre no Namida ou ainda Ichi Rittoru no Namida) é baseado na história real de Aya Kito (Aya Kitou), uma criança japonesa como qualquer outra no mundo, até sofrer de uma doença chamada degeneração espinocerebelar.

Essa doença é caracterizada pela destruição gradual das células nervosas do cerebelo, tronco cerebral e medula espinhal, entretanto não afeta o cérebro. Ou seja, durante toda a doença, a pessoa continua consciente, sem afetar suas capacidades intelectuais. Essa destruição das células nervosas causa a perda de movimentos, da fala, falta de equilíbrio, formigamentos, cãimbras, até a paralisia total do corpo. Ainda não tem cura mesmo nos dias atuais, apesar de ter vários tratamentos para prolongar a vida do paciente.

É uma das doenças mais cruéis que existe, já que não afeta as faculdades mentais. Se torna uma verdadeira tortura para o paciente que mantém-se consciente de sua situação até a morte. É preciso muita coragem, apoio e amor de amigos e familiares para aceitar sua condição e ainda sim continuar a viver.

Quando descobriu sua condição, Aya foi instigada pelo seu médico a começar um diário contando seus sentimentos e sensações a fim de ajudar no tratamento de sua doença. Ela escreveu até não poder mais, morrendo aos 25 anos em maio de 1988.

Dois anos antes de morrer, seu diário foi lançado no Japão com o nome “1 Litre no Namida” (1 Litro de Lágrimas), tendo vendido mais de 1,8 milhões de cópias. Em 2004 teve sua história transformada em filme e mais tarde em 2005 virou um drama e mangá. O Drama é especialmente famoso no ocidente, para quem gosta do estilo vale a pena conferir.

O sucesso da história de Aya não é apenas devido à triste condição da menina ou à luta desesperada dos familiares. Mas atráves de seu diário é possível compreender exatamente o que o portador sente e como ela decidiu lutar contra sua própria condição.

Embora fosse apenas uma garota de 15 anos na época, Aya aceitou sua condição com o tempo e soube aproveitar cada segundo de sua vida com coragem. Teve seus momentos de raiva, desespero, depressão, medo, aceitação e gratidão. A última frase em seu diário expressa claramente a postura de vida da garota: “O fato de eu estar viva é uma coisa tão encantadora e maravilhosa que me faz querer viver mais e mais”.

Sua versão em mangá foi desenhada e adaptada por Kita. Seu traço é bem leve, simples e agradável, focando principalmente no rosto da personagems e no dia-a-dia da garota. A história flui com naturalidade, enfatizando os pensamentos e sentimentos de Aya.

O mangá foi lançado no Brasil em dezembro do ano passado pela editora NewPOP. Custa 14 reias, volume único. Foi bem revisado, com tudo traduzido (inclusive onomatopeias) e editado. Teve um acabamento bem feito, com folhas brancas e capa mais resistente. As cores da capa, fonte e estilo combinaram quase que perfeitamente. Segurando o mangá e folheando, tive uma impressão de suavidade.

Lembra muito o tema e história retratados no filme Óleo de Lorenzo. É realmente uma história comovente e uma lição de vida para todos.

Título: 1 Litro de Lágrimas – Volume Único
Editora: NewPOP
Autora: Kita
Formato: 12,7 x 18,9 cm, 176 páginas.
Preço: R$ 14,00

Publicidade
close