NewPOP Anuncia Metrópolis e Dororo

Editora publicará clássicos de Tezuka.

A Editora NewPOP anunciou hoje via Animepró seus dois novos mangás que chegarão em breve às livrarias brasileiras: Metrópolis e Dororo, ambos grandes clássicos de Osamu Tezuka, considerado por muitos como o “Deus do mangá”, tamanha sua influência na arte dos quadrinhos japoneses.

Ambientado no Japão Feudal, Dororo é uma história de aventura e suspense, com toques de terror. Daigo Kagemitsu, vassalo de um general samurai oferece a 48 demônios 48 partes do corpo de seu filho que ainda não nascera, pedindo em troca o domínio sobre o Japão. O bebê nasce frágil sem partes importantes de seu corpo, e é logo atirado a um rio, de onde é resgatado por um curandeiro que lhe faz próteses e lhe salva a vida. O menino cresce sob o nome de Hyaki Maru e descobre a respeito de sua maldição: cada demônio daqueles 48 que ele matar o trará de volta uma parte de seu corpo, e logo sua humanidade roubada. Ele parte em sua jornada sobrenatural junto a Dororo, um menino ladrão, por entre fantasmas e demônios.

A história, originalmente publicada na antologia Shonen Sunday, rendeu a partir de 1967 4 volumes encadernados, um animê de 26 episódios em 1969 e um recente filme em live action, de 2007, lançado no Brasil em DVD pela Visual Filmes.

Metrópolis é conhecido por aqui graças ao longa metragem de katsuhiro Otomo (Akira) lançado em DVD e exibido na tv por assinatura. Tudo começa na cidade de homônima em meio ao fenômeno de manchas solares, quando o Dr. Lawton desenvolve sua pesquisa de células sintéticas, que logo chama a atenção do Partido Red, comandado pelo Duque Red. Temendo ter sua pesquisa usada malignamente pela organização, o doutor foge com seu humanóide, a quem chama de Michi. O doutor é assassinado, mas logo entra em cena o detetive Higeoyaji, que decide proteger Michi. Quando Michi descobre que não é um ser humano, inicia uma rebelião de todos os robôs de Metrópolis.

Publicado originalmente em 1949, o mangá (de um único volume) foi um dos primeiros sucessos de Tezuka, resguardando idéias do inicio de sua carreira aliadas a algumas influências externas tais como a do homônimo filme de Fritz Lang (do qual o cartunista japonês dizia apenas ter visto o pôster na época).

Ambos os títulos chegarão às lojas especializadas e livrarias a partir do próximo mês em edições de luxo e com acabamento especial.

Publicidade
close