De Olho no Japão: Último Volume de Shin-chan Anunciado (AT)

Será o fim da dança da bundinha peladinha nos mangás?

Em  setembro 2009  faleceu Yoshito Usui, criador do encapetado Shin-Chan. Reunindo então todo material que havia disponível antes do falecimento do autor (com direito até a rascunhos), a editora Futabasha anunciou o lançamento do volume final da obra que será encerrada com 50 tankobons.

Apesar disso, a própria editora revelou que está negociando junto a assistentes de Usui uma possível continuidade da série nas páginas da revista Manga Town. Já o anime, sucesso de audiência da Tv Asahi a anos, continuará normalmente já que a emissora conseguiu autorização da família do desenhista para não interromper a produção da série.

No Brasil, a Panini chegou a lançar em um formato pra lá de esquisito (as capas eram mais feias que arremessar gato na parede  pelo rabo :P. Clique aqui e veja por si mesmo) 12 edições do mangá, que foram equivalentes aos 3 primeiros tankobons japoneses. As baixas vendas levaram a editora a cancelar o título sem pestanejar.

Já o anime foi ao ar pela primeira vez na extinta Fox Kids (hoje Disney XD) que tirou a série da programação depois de um bafafa envolvendo moralistas de plantão, mas voltou triunfante via Animax em julho de 2005. Depois de anos de reprise, o canal passou a apresentar episódios inéditos a partir de 2008. A Imagem Filmes lançou 3 DVDs da série e parou por aí.

Atualização: O site da editora Futabasha anunciou que o mangá de Shin-Chan continuará sendo publicado a partir de julho nas páginas da revista Mangá Action.

Publicidade
close