Coluna Vertebral #1: Cadê Meu Vol. 2 de Sailor Moon S?

Estreia a coluna do Tio Cloud. =D

No dia 17 do próximo mês fará um ano desde o tão “badalado” lançamento do primeiro volume de Sailor Moon S em DVD no Brasil pela até então desconhecida dos otakus (e ainda desconhecida de modo geral) CD & DVD Factory.

Aliás, de início o próprio nome da empresa gerou desconfiança de muita gente, mas num país onde um canal de televisão se chama Rede TV! todos merecem chance de mostrar a que veio, não é mesmo?

Na ocasião, o JBox foi o primeiro site a entrevistar o dono da empresa, até então um dos mais entusiasmados com o lançamento, afinal, esse seria o primeiro título de peso que colocariam no mercado.

Mas desde o início muitas coisas já não davam bons sinais, a começar pelo fato de iniciarem por Sailor Moon S, a terceira temporada da franquia. O lógico seria começar desde o primeiro episódio da primeira fase, considerada clássica por toda uma geração. É o mínimo que qualquer pessoa pensaria.

Só este fato já afugentou 50% dos potenciais compradores fãs da série no Brasil,  algo bastante arriscado em vista que apesar de amada por um batalhão de “moonáticos”, Sailor Moon nunca foi um sucesso comercial por aqui – ao menos não o quanto deveria.

A razão por começarem a série pela metade logo viria à tona: segundo a própria empresa a Toei Animation ofereceu apenas essa fase por não ter a versão brasileira das demais. Soa como algo mais ou menos assim: “achamos essas masters no porão, é pegar ou largar”.

Outro perigo: se não tinham a versão completa das 5 fases dubladas e não havia interesse em redublar (o que encareceria o produto e diluiria ainda mais as perspectivas de retorno financeiro) como acreditar que a empresa lançaria por aqui todos os 200 episódios?

Se pensarmos bem a ausência das masters com as dublagens nem seria um empecilho para o lançamento, afinal, encontrar a série completinha dublada pela internet é muito, muito fácil. Bastaria pagar os direitos a quem é devido, remasterizar o material e pronto. A Focus já mostrou que isso é possível, mas sabem como é né? Deve dar um trabalho…

O formato adotado também remou contra a corrente: visto que Sailor Moon nunca foi um produto de multidões por aqui (como Os Cavaleiros do Zodíaco e Dragon Ball foram, por exemplo), o mais óbvio era oferecer a esse seleto grupo de fãs um material totalmente voltado a eles e não um DVD avulso contendo poucos episódios (nessa questão nem é o ideal aprofundarmos, visto que lá fora costumeiramente também é assim).

Nesse ponto os quadrinhos já mostraram como se deve fazer: títulos cujo público é mais restrito ou o investimento é mais arriscado, opta-se por tiragens pequenas e em contrapartida se oferece uma qualidade maior, afim de agregar um preço final compensador para a editora e evitar encalhes, algo fatal para uma pequena empresa. Os pontos de vendas selecionados também são uma ferramente importantíssima, uma vez que o grande trunfo de todo investimento para um nicho é apresentar o produto onde o publico alvo realmente está.

O que quero dizer é que Sailor Moon nunca daria (e nem dará) certo em DVD avulso, assim como qualquer anime longo. Desde o início o lançamento deveria ter sido feito em Box, oferecendo assim um “mimo” a mais ao consumidor e uma certeza maior de que ele não irá ficar a ver navios. É assim que trabalham com as séries americanas disponibilizadas no país – ou alguém acha que a maioria delas saem em tiragens gigantescas? É tudo bem calculado, inclusive o retorno financeiro que irão dar, que nunca é astronômico.

Desde o lançamento do primeiro volume no ano passado, a CD & DVD Factory pouco ou quase nada se pronunciou sobre a continuidade. Inicialmente ouvíamos um “o segundo volume está em fase de produção”, mas o tempo foi passando e a empresa, antes tão solícita, deixou de responder aos emails e qualquer outra forma de tentativa de se obter uma posição oficial a respeito da demora. Essa semana mesmo fizemos nova investida, mas a resposta continua sendo o silêncio (ironicamente, o aterrador vilão da temporada =P).

Com isso podemos concluir o que já suspeitávamos desde o príncipio: Sailor Moon S  não terá continuidade em DVD.

A culpa é de quem? Dos fãs que não compraram o material oficial ou da empresa que não soube ouvir seu público alvo e optou por investir em algo genêrico, barato e visivelmente sem futuro?

A resposta é clara e Sailor Moon “não deu certo” novamente no país. Até que se prove o contrário estarão Serena e suas amigas coxudas fadadas a terem o sobrenome “fracasso comercial” por aqui. Ao menos elas não estão sozinhas nesse balaio.

Publicidade
close