Jaspion: novos DVDs “duvidosos” aparecem em lojas virtuais

Pirataria na cara dura.

Pra quem acompanha o moribundo mercado de home-video nacional, isso não é nenhuma novidade. Existem várias distribuidoras “menores” que tomam a frente de alguns títulos mais antigos, ou que nenhuma empresa grande lançou oficialmente por aqui, e fazem o seu produto, distribuído inclusive em lojas virtuais de renome.

A legalidade desses títulos sempre é uma questão nebulosa, mas não é preciso nenhuma investigação super apurada pra notar que “algo de errado não está certo”. Quem adquiriu, por exemplo, os DVDs de Don Drácula lançados anos atrás talvez tenha se deparado com créditos de fansuber ao final da legenda em inglês.

Na última semana, algumas pessoas nos enviaram links do que seria um novo lançamento da série O Fantástico Jaspion em DVD, o box pode ser encontrado em pré-venda em algumas lojas como a Saraiva. Estranhamos de cara.

jaspiondvdpirata

A distribuidora em questão é responsável por vários daqueles títulos de procedência duvidosa. Fora isso, Jaspion atualmente possui os direitos de distribuição pela Sato Company, que além de disponibilizar semanalmente os episódios em um canal no YouTube, anunciou recentemente que irá produzir um filme do herói, devidamente acompanhado pela Toei Company – a produtora original da série. Desse novo lançamento em DVD, nenhuma palavra nas redes da Sato.

Entramos em contato com a própria Sato Company, que confirmou o que tá na cara: os novos DVDs do Jaspion são piratas, sem nenhuma autorização da distribuidora ou da Toei. Os únicos DVDs oficiais de Jaspion no Brasil são aqueles que levam o selo da Focus Filmes, lançados pela primeira vez em 2009 (junto daquele boneco “histórico”) e relançados anos depois em um único digipack.

Tá certo que pouca gente liga pra esse mercado por aqui hoje em dia, pra tristeza dos colecionadores, mas a cara de pau tem limite, né? Faturar uns trocados em cima de um produto que, embora seja antigo, está em evidência na mídia e não é nem um pouco difícil de se saber quem são os donos é um tiro no próprio pé. Ainda não sabemos quais os procedimentos que a Sato Company irá tomar no caso, mas não se assuste se esses DVDs não passarem da pré-venda. E às grandes lojas: que tal termos uma curadoria mais atenta?

Publicidade
close