Coluna do Daileon#1: Hero Mama League economiza tempo em roteiro, mas não com bons colírios

E mais: o novo Kamen Rider, box de ULTRAMAN e outras novidades do universo tokusatsu!

Saudações inca-venuzianas! (Awika!) Esta é a edição de estreia da Coluna do Daileon. Eu sou César Filho (não sou e nunca fui namorado da Angélica! hahaha) e escrevo diariamente o Blog Daileon. E a partir de hoje, todas as sextas-feiras, você confere aqui no JBox um espaço especialmente dedicado ao mundo universo tokusatsu, tocado por este que vos escreve. Vamos falar sobre heróis, monstros de borracha e robôs gigantes, maquetes e coisas do tipo que conquistam e atravessam gerações. Sem mais delongas e sem economizar tempo (vocês já vão entender esse trocadilho infame), vamos começar falando sobre a…

Liga das mamãe heroínas

Saiu recentemente o especial Hero Mama League, lançado no último dia 13 de maio, dia das mães. A trama (se é que podemos dizer assim) tem apenas 16 minutinhos e teoricamente faz parte da saga Space Squad, a nova série de filmes da Toei que reúne os principais heróis das franquias Metal Hero e Super Sentai.

O que parecia ser algo mais interessante se mostrou um tanto dispensável. Não totalmente. Afinal, as belas atrizes Nao Nagasawa, Ayumi Kinoshita e Ayumi Beppu estão de volta em seus respectivos papéis das séries Hurricanger (2002), Dekaranger (2004) e Magiranger (2005). Ou seja, Nanami Nono/Hurricane Blue, Jasmine/Deka Yellow e Houka Ozu/Magi Pink estão de volta e como mamães. Não apenas por isso, podemos ver como elas estão agora e se virando.

Os filhos delas acabaram nem se destacando tanto. Aparecem pouco, apenas na ida e na volta da creche. O vilão da vez é a nova encarnação de Dell Star (Demost), da série Jiraiya. A aparição serviu como prelúdio do filme Kyuranger vs. Space Squad, que estreia logo mais nos cinemas do Japão, mas nem Dell Star brilha nem causa lá aquele pavor. O negócio mesmo foi contar a rotina das (admiráveis e honrosas) mamães heroínas.

Hero Mama League foi basicamente um diálogo entre Nanami, Jasmine e Houka sobre suas rotinas, de um jeito bem humorado e com referências curiosas às suas respectivas séries. Algumas das heroínas acabaram entrando em ação – e se transformavam lá mesmo no restaurante e sem se importar com quem estava frequentando o estabelecimento. Ficou entendido que nem mesmo depois de se casarem e de se tornarem mães de família elas tiveram sossego. De alguma forma ou de outra, elas ainda lutam contra alguma ameaça eventual. Mas nada disso vai ao ar no especial. A desculpa pode ser a economia de tempo, algo bastante comentado no papo de roda delas.

Pra não dizer que Hero Mama League não acrescenta diretamente à série Space Squad, Dell Star ordena sua colônia de insetos para atacar a Terra. É aí que entram em ação as heroínas. Porém elas se transformam e sem os capacetes. Provavelmente uma desc… digo, digo… economia para realçar a beleza das atrizes. Mas a ação não é contada (advinha!) por economia de tempo. Vamos ter que esperar o próximo Space Squad pra saber.

Com filmagem em vídeo (advinha! 2), Hero Mama League consegue passar uma mensagem de otimismo às mães. Serviu mais como homenagem ao dia e pegar carona da nova aventura que estreia no dia 30 deste mês. A divulgação foi válida. Curiosamente, a historinha tem uma breve participação do ator Hiroya Matsumoto de volta ao papel de Tsubasa Ozu. Ele, que também foi o Beet Buster em Go-Busters, série Super Sentai de 2012.

Hero Mama League pode ter economizado tempo, roteiro, ação, explosões e coisas do tipo. Mas não dispensou a graciosidade das atrizes/heroínas. A admiração do colunista às mães é respeitosa, claro.

Agente duplo revelado


Finalmente foi divulgado o ator que viverá Lupin X e Patren X em Lupinranger VS Patranger. Seiya Motoki, de apenas 16 anos, será Noel Takao, o quarto membro de cada equipe. Ou o sétimo no total. Takao vem do departamento francês da Polícia Global e irá ajudar o departamento japonês, onde atua o trio Patranger. Sabe-se que ele é misterioso, está sempre com a mente ativa e sabe tudo sobre os dois esquadrões. Abaixo você confere como ficou o visual de Lupin X (o prateado) e Patren X (o dourado):

Filmes de verão

Saiu essa semana o trailer dos summer movies de Kamen Rider Build e de Lupinranger VS Patranger. Seguindo a tradição das férias do meio do ano, são dois filmes apresentados juntos em cada exibição e estão marcados para o próximo dia 4 de agosto.

O primeiro deverá ser Lupinranger VS Patranger en Film, onde Lupin Red e Patren 1-go serão capturados por Gangler. A situação força os dois líderes a lutarem juntos enquanto o detetive Herlock Sholmes (assim mesmo com as iniciais trocadas) acompanha o resto de ambas as equipes.

Já em Kamen Rider Build: Be The One (o subtítulo é o mesmo do tema de abertura) vai se passar depois do fim da série, que deve ir ao ar pela TV Asahi no final de agosto. Neste ponto da trama, um novo governo começa e hostiliza a convivência dos Riders com a sociedade japonesa. O momento marca a chegada de Kamen Rider Blood. Veja o trailer a seguir:

Falando em Build


A cantora Bervely, que canta o tema de abertura junto com a dupla PANDORA’s (Tetsuya Komura e Daisuke Asakura), irá interpretar como artista solo a música “Everlasting Sky” para o próximo filme de Build.

O último Rider da era Heisei


Saiu a primeira imagem oficial do novo Kamen Rider que deve estrear em algum momento do segundo semestre de 2018 (setembro ou outubro). Por enquanto – como de costume – só apareceram as silhuetas do novo herói, para criar aquele suspense. O nome ainda não foi divulgado oficialmente, mas foi registrado como Kamen Rider ZI-O e ele não terá antenas. É bom lembrar que a Toei havia anunciado Kamen Rider Build como “o último da era Heisei”. Agora o novo anúncio diz que o novo Rider será o vigésimo da era Heisei. Faz sentido, já que o período imperial está com os dias contados: encerra em 30 de abril de 2019.

Box de ULTRAMAN


Se você coleciona uns mangás bacanudos da JBC, principalmente a série ULTRAMAN, então comece a quebrar o cofrinho. Na edição de sexta passada do Henshin Online, a editora divulgou que deverá lançar uma box com os oito primeiro volumes da coleção. Ainda não foram divulgados detalhes, o que deverá acontecer na próxima edição do Anime Friends. Lá haverá a apresentação Ultraman Stadium, onde os anfitriões serão Man, Seven, Tiga, Zero e Orb. O espaço contará com materiais originais das séries, algo inédito no Brasil. Momento importantíssimo que a Tsuburaya nos proporciona, hein, diz aí!

Gridman em evento gringo


SSSS.Gridman, versão animada do herói gigante da Tsuburaya (não confunda com o Ultraman) de 1993, ganha estreia no evento Anime Expo, que acontece em Los Angeles entre 5 e 8 de julho. Escrito por Keiichi Hasegawa (o mesmo de Ultraman Nexus e Kamen Rider W), o anime tem previsão de lançamento para o final do ano.

No Brasil conhecemos o tokusatsu Gridman por sua versão americanizada pela DIC Entertainment, Super-Human Samurai, exibido no bloco JapAction da extinta Manchete em 1996.

Godzilla ataca no YouTube

Aqui vai uma dica de vídeo. No último dia 3 de novembro do ano passado – aniversário do kaiju – foi inaugurado o Godzilla Channel no YouTube. O material inicial é formado por trailers dos filmes originais, do clássico de 1954 ao recente Shin Godzila. Semanalmente às segundas e sextas, o canal oficial lança um episódio (de três minutos cada) de Godzilla Island, de 1997.

Os efeitos especiais podem ser toscos, com filmagem em vídeo (quase um Cybercop) e com monstros interpretados por action figures. Mas é indispensável pra quem curte produções com monstros gigantes. Para os fãs dos heróis da Nebulosa M-78, o ator Jiro Dan, que viveu Hideki Go/Ultraman Jack em O Regresso de Ultraman, é o astro principal e vive como o Comandante da G-Guard.

Totalizando 256 episódios, Godzilla Island estreou no canal oficial do primeiro kaiju da história em janeiro desse ano. Se seguir essa dobradinha semanal e sem pausas, a série chega ao fim em junho de 2020. Além do primeiro episódio, estão disponíveis os episódios 32 ao 48 (este último foi postado hoje). Segue o vídeo com o episódio de estreia:

Manchete 35 anos


O aniversário de inauguração foi há exatamente 10 dias, mas vale a menção honrosa nesta edição inaugural. A extinta Rede Manchete estaria completando 35 anos no último dia 5 de junho, caso estivesse ainda no ar. Lembrada por seu jornalismo de qualidade, por sua teledramaturgia e também pelos carnavais da vida, a Manchete também é lembrada pelas séries tokusatsu que por lá passaram.

Faz muita falta uma emissora com essa, que nos deixou há quase duas décadas. Apesar de uma enxurrada de reprises, a Manchete procurava valorizar o tokusatsu na TV brasileira à sua maneira. O boom deJaspion e Changeman foi marcante para a vinda do filão nos anos 1990 e outros canais aderiram a ideia. Tivemos outros heróis na TV brasileira antes do nosso Tarzan Galático (o Jiback conta melhor essa história nesse vídeo), mas foi a Manchete, em parceria com o Sr. Toshihiko Egashira, que ajudaram a popularizar esse tipo de programa na TV. Se não fosse por eles, nem estaríamos falando sobre tokusatsu.

Acredito piamente que aquela nave com o formato de M ainda está voando em algum lugar do espaço-tempo ou quem sabe de uma dimensão alternativa. Ficam aqui os nossos agradecimentos por nos proporcionar uma infância feliz. Arigatou, Manchete!!!

PS: Clássicos da era Showa também terão vez aqui nas próximas edições da coluna. Hoje foi só o começo. Então, teje avisado. ;)

E por hoje é só. Próxima sexta tem mais Coluna do Daileon aqui no JBox, afiando os dedos de qualquer lugar deste planeta azul que a gente chama de Terra. Domingo tem seleção na Copa, hein. See you later, alligator.

Publicidade
close