Imagem: Chihiro e o garoto protagonista transformado em dragão.

BBC inclui “A Viagem de Chihiro” e mais 10 produções japonesas em lista de melhores filmes de língua estrangeira

O filme é a única animação japonesa da lista.

Há alguns anos a BBC fez uma votação com os 100 melhores filmes americanos, e apesar de ser sempre bom conhecer novos filmes, independentemente do país de origem, produções norte-americanas acabam sempre sendo o centro das atenções nesse tipo de lista ou premiação. Dessa vez, o veículo resolveu diversificar e lançou a lista com os 100 melhores filmes de língua estrangeira.

Nós sabemos que o Oscar não se interessa muito por animações japonesas (ou animações em geral), então quando filmes como Your name. recebem grande atenção do público ocidental, é de se animar pela oportunidade de mais longas de anime virarem destaque em premiações ou simplesmente serem tão comentadas quanto os filmes feitos por diretores americanos.

Para fazer a lista, a BBC levou em consideração a opinião de 209 críticos de todo o mundo. Essa lista inclui filmes de 24 países diferentes, dirigidos por 67 diretores e apresentados em 19 línguas.

Nessa lista há 11 filmes japoneses, sendo que apenas um é uma animação, e sem surpresas é o grande A Viagem de Chihiro, do diretor Hayao Miyazaki. Adorada pelos críticos, a produção ficou com a 37ª posição na lista da BBC.

A inclusão de A Viagem de Chihiro não é à toa e sua fama é antiga. O filme ganhou 35 prêmios, entre eles o Oscar de melhor filme de animação em 2003. Como essa categoria só tinha sido inclusa em 2002, A Viagem de Chihiro foi o segundo filme de animação a levar a estatueta e a primeira animação japonesa a ter um Oscar. Desde sua estreia até 2017 o filme tinha a maior bilheteria de anime fora do Japão, até ser superado por Your name.

Dos 11 filmes japoneses, quatro são do aclamado diretor Akira Kurosawa. Adorado por praticamente todos os críticos, ele foi lembrado pelo seu filme Os Sete Samurais (1954), encabeçando o 1º lugar da lista de 100 filmes. Rashomon (1950) ficou em 4ª, Ikiru (1952) em 72ª e Ran (1985) ocupa a 79ª da lista. Curiosamente, dos 209 críticos, 6 eram japoneses e nenhum deles votou nos filmes do Kurosawa.

Os Sete Samurais (1954) | Direção: Akira Kurosawa

E para completar os 11 filmes japoneses temos Nuvens Flutuantes (1955) de Mikio Naruse em 95º, Crisântemos Tardios (1939) em 88º, Contos da Lua Vaga (1953) em 68º e Intendente Sansho (1954) em 61º (todos esses três últimos do diretor Kenji Mizoguchi). O 53º lugar fica com Pai e Filha (1949) e o Era uma Vez em Tóquio (1948) em 3º, ambos do diretor Yasujirou Ozu.

Apesar de não ser um filme com direção japonesa, em 90º temos Hiroshima Mon Amour, do diretor Alain Resnais. É um filme franco-japonês e narra a história de uma jovem francesa que foi para o Japão para fazer um filme sobre a paz, passando a noite com um arquiteto japonês. Essa noite de prazer traz para a personagem lembranças do seu primeiro amor.

Oldboy (2003) | Direção: Park Chan-wook

O filme coreano Oldboy (2003), do diretor Park Chan-wook, ocupa o 29º lugar. Ele é baseado no mangá homônimo de Marley Caribu (história) e Shinmei Minegishi (arte). O mangá foi publicado de 1996 a 1998 pela revista Manga Action e saiu aqui no Brasil pela Nova Sampa.

E para finalizar com um orgulho nacional, o filme Cidade de Deus (2002) também foi incluso na lista de melhores filmes de língua estrangeira. Com a direção de Fernando Meirelles e Kátia Lund, ele abocanhou a 42ª posição.

[Via BBC]

 


A Viagem de Chihiro conta a história da pequena Chihiro Ogino, uma menina de 10 anos que está de mudança com os pais. No caminho para a casa nova eles se perdem e encontram um túnel que os leva para um parque de diversões. Meio hesitante de explorar o lugar, Chihiro tenta convencer seus pais a irem embora, porém seduzidos por comidas deliciosas, eles a ignoram e passam a comer. Com o pôr do sol, Chihiro vê espíritos aparecendo e corre a procura dos pais, descobrindo que eles viraram porcos que não conseguem parar de comer. Agora Chihiro precisa ficar no mundo dos espíritos, trabalhar e arranjar alguma forma de salvar seus pais.

O filme é do famoso estúdio de animação Studio Ghibli e dirigido por Hayao Miyazaki, no Japão foi lançado em 2001 e nos cinemas brasileiros foi lançado em  2003, com distribuição da Europa Filmes (que também o lançou em DVD). Saiba mais sobre o lançamento do filme no Brasil em nossa entrevista com Edi Carlos Rodrigues.

 

Publicidade
close