Pela JBC, mangás “ERASED” e “Boa Noite Punpun” serão lançados em dezembro

Títulos podem chegar às lojas com mais de um volume de uma vez.

Através do informe Henshin Online, a Editora JBC confirmou que publica a partir de dezembro dois títulos da sua lista de anúncios: ERASED e Boa Noite Punpun. Detalhes como preço, papel e formato ainda não foram revelados.

Ao fim do vídeo, o gerente de conteúdo da editora, Cassius Medauar, indicou que é possível que os novos mangás entrem no novo esquema de distribuição da JBC (saiba mais aqui), ou seja, mais de um volume disponibilizado de uma vez.

Sobre Boa Noite Punpun, é bom destacar também que o mangá chega ao Brasil com um projeto gráfico exclusivo, conforme informado pela JBC em junho deste ano. Serão ao todo 7 volumes (ao invés de 13, como é o formato original), da mesma forma que nos Estados Unidos, porém com uma divisão de capítulos diferente.

Nos EUA, os pares de volumes foram unidos (por exemplo, volumes 1 e 2 originais viraram o volume 1), mas o 13º e último, que sobra na conta, acabou virando sozinho a 7ª edição. Para o Brasil, uma nova edição foi pensada junto ao Japão para distribuir melhor os capítulos dos volumes finais (5, 6 e 7), deixando a coleção com um número de páginas sem tanta discrepância entre si.

Novas informações podem surgir na próxima semana, quando acontece painel da editora na Virada Nerd.

[Via Henshin Online]


Sobre Boa Noite Punpun

Publicado no Japão a partir de 2007 nas páginas da revista Young Sunday, Oyasumi Punpun (ou “Boa noite, Punpun“) migrou em 2008 para a revista Big Comic Spirits, sendo encerrado em 2013 com 13 volumes. A obra é de autoria de Inio Asano (Solanin, Nijigahara Holograph, A Cidade da Luz).

Narra a vida, da infância à fase adulta, de Punpun Onodera, um garoto imaginativo que é apresentado na fase de transição da puberdade. Depois que uma colega de classe por quem ele tinha uma queda muda de escola, Punpun fica meio desolado, até se apaixonar à primeira vista por Aiko Tanaka, uma nova aluna, descobrindo as instabilidades de um relacionamento. Uma instabilidade que vive em sua própria casa, com o pai alcoólatra, que a princípio ele vê com admiração. Basicamente, um mangá sensível às relações humanas, difícil de se resumir em uma sinopse. Destaque também pra sua arte, com escolhas bem particulares do autor, como a retratação do Punpun na forma de um pássaro de traços simples diversas vezes.


Sobre Erased

ERASED (Boku Dake ga Inai Machi – A Cidade Onde Só eu Não Existo) é uma criação de Kei Sanbe, publicada nas páginas da revista seinen Young Ace entre 2012 e 2016, sendo encerrado em 9 volumes encadernados. A história nos apresenta Satoru Fujinuma, um desenhista de mangás que vive com a mãe e faz bicos de entregador de pizza pra ter uma renda extra. Ele possui uma estranha habilidade chamada de “revival” que o faz voltar um pouco no tempo e evitar que acidentes fatais aconteçam. Mas quando o acidente envolve a morte de um ente próximo, ele acaba retornando muito mais ao passado, na época da escola, antes do desaparecimento de sua colega de classe.

Em 2016 foi produzido um anime de 12 episódios pelo estúdio A-1 Pictures, com direção de Tomohiko Ito (Sword Art Online) e algumas liberdades que alteraram o que é visto no mangá. Esse anime foi exibido para os brasileiros pelo extinto serviço de streaming Daisuki, além da Crunchyroll, que ainda tem o título disponível.

No mesmo ano, ERASED também ganhou um filme live-action e no fim do ano passado foi a vez de uma nova série, também em live-action. Essa série está disponível pela Netflix.

Publicidade
close