Batalha entre Pokémon clones e originais é recriada em novo pôster de ‘Mewtwo Strikes Back EVOLUTION’

Preparem os lencinhos.

Saiu um novo pôster de divulgação do filme Mewtwo Strikes Back: EVOLUTION (Mewtwo Contra-Ataca: EVOLUÇÃO), 22º longa da franquia Pokémon para os cinemas (excluindo Detetive Pikachu da conta), e aparentemente uma repaginação em computação gráfica da primeira produção.

Nesse novo pôster podemos ver uma recriação do clímax do 1º filme, a batalha de Mewtwo e seus “poké-clones” contra Mew e os Pokémon “originais”:

Novo pôster do filme. | © 2019 Pokémon © 1995-2019 Nintendo / Creatures Inc. / GAME FREAK inc.

ATUALIZAÇÃO: Saiu o 1º trailer completo!

Também foi divulgado que o ator Masachika Ichimura será a voz do personagem título (na versão japonesa, claro). Nenhuma novidade, já que ele é a voz original do Mewtwo no Japão, tendo inclusive feito a interpretação dele no jogo Super Smash Bros Melee. Por aqui, o bichão teve a voz de Guilherme Briggs, mais ainda está longe de termos uma confirmação de uma reprise em um possível lançamento no Brasil.

EVOLUTION‘ tem o mesmo diretor do 1º filme, Kunihiko Yuyama (que também dirigiu boa parte da filmografia do anime), junto a Motonari Sakakibara. Um teaser foi divulgado no início do ano:

A tendência de ‘revivals’ vai de encontro com as últimas produções de Pokémon para o cinema, já que desde o 20º longa, uma “onda nostálgica” tomou conta da filmografia. Nele, há uma reboot da história da série de TV. No 21º, Lugia, estrela do 2º filme, é recrutado para uma nova aventura.

Como já dito, este será o 22º longa de Pokémon para os cinemas. O 21º, O Poder de Todos, foi exibido este ano no Brasil diretamente na TV pelo Cartoon Network.

Distribuído pela TOHO, a estreia de Mewtwo Strikes Back: EVOLUTION nos cinemas orientais está marcada para o dia 12 de julho de 2019 – o mês tradicional dos ‘pokéfilmes‘ por lá.

[Pokémon.co.jp via moetron]


Pokémon é um dos produtos nipônicos de maior relevância mundial. A série animada (que tem como base os games lançados para o Game Boy em 1996) conta a história de Ash Ketchum, um aspirante a treinador de Pokémon: monstrinhos poderosos e capturáveis, que podem ser utilizados em torneios de batalhas por todo mundo. Ao lado de Pikachu, seu primeiro Pokémon, Ash inicia a jornada para se tornar um mestre, desbravando regiões, conhecendo novos amigos e enfrentando os planos malignos da Equipe Rocket – uma corporação que sequestra Pokémon poderosos, mas que frequentemente é representada por um trio de vilões atrapalhados.

Na virada de 1999 para o ano 2000 foi febre ao ser exibido no Brasil pela TV Record e Cartoon Network, rendendo álbuns de figurinhas, roupas, CDs, tazos, brinquedos, revistas oficiais e uma infinidade de produtos relacionados. Posteriormente, também teve temporadas exibidas na Rede Globo e RedeTV!, além de ter algumas fases disponíveis na Netflix e Prime Video.

A franquia segue firme nas principais mídias. Atualmente, a fase mais recente do anime, Pokémon Sun & Moon, é exibida pelo Cartoon Network. Neste mês, foram anunciados os jogos Pokémon Sword e Shield para no Nintendo Switch. Em maio estreia nos cinemas o filme Detetive Pikachu, com Ryan Reynolds como voz do personagem título.


Produzido em 1998, Mewtwo Contra-Ataca traz eventos que estão diretamente ligados aos momentos pré-Liga Pokémon da série de TV, quando Ash busca conquistar a sua oitava e última insígnia. Paralelo a isso, Mewtwo, um Pokémon desenvolvido em laboratório aprimorando o material genético do lendário Mew, revolta-se contra os cientistas que o criaram por acreditar estar sendo manipulado por interesses de poder. O monstro psíquico, que pode se comunicar com a fala humana, envia convites desafiando alguns treinadores Pokémon, para que enfrentem-o junto a seus “Poké-clones” aliados. Ash, Pikachu e seus amigos fazem parte desse seleto grupo, que tentará deter a força incontrolável do Pokémon.

O lançamento no Brasil aconteceu nos cinemas no dia 7 de janeiro de 2000, enquanto a série era exibida pela Record e Cartoon Network. Segundo informações da revista Pokémon Club nº7, 467 mil pessoas assistiram ao filme por aqui em seu 1º fim de semana, arrecadando R$ 2 milhões naquele período. Até hoje, é o filme japonês mais assistido nos cinemas brasileiros.