Bandai Namco divulga animação de abertura de ‘One Piece: World Seeker’

Jogo chega as lojas na próxima semana para PlayStation 4, Xbox One e PC

A desenvolvedora Bandai Namco Entertainment divulgou nesta terça (5), a animação de abertura de One Piece: World Seeker, próximo jogo da franquia que chega às lojas na próxima semana. Confira:

Em ‘World Seeker,’ Luffy e os Piratas do Chapéu de Palha encontram-se em uma excitante aventura inédita, em Prison Island, localizada no Novo Mundo. De acordo com a Shonen Jump, revista onde o mangá é semanalmente publicado, o jogo contará a “verdade sobre um trágico evento.”

Este é o quarto título da série na oitava geração de consoles, e o primeiro a ser ambientado em mundo aberto, permitindo que os jogadores explorem livremente cada canto de Prison Island. Definido como um jogo de ação e aventura, os jogadores também serão colocados no papel de Monkey D. Luffy, a partir de uma perspectiva em terceira pessoa.

One Piece: World Seeker estará disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC (via Steam) no Ocidente, a partir de 15 de março, exatamente um dia depois do lançamento no Japão (14). O jogo foi desenvolvido com uso da Unreal Engine 4.

[Via Canal Bandai Namco Ent. America]


One Piece é uma obra de autoria de Eiichiro Oda, o mangá começou a ser publicado na Shonen Jump em julho de 1997 e logo tornou-se um fenômeno mundial, já tendo vendido mais de 400 milhões de cópias, sendo atualmente o quadrinho japonês mais vendido da história, e a 3° série de quadrinhos mais vendida no mundo (atrás de Superman e Batman). Na história, acompanhamos as aventuras do pirata Monkey D. Luffy e de sua tripulação, os Chapéus de Palha, que navegam o mundo à procura do “One Piece,” o tesouro perdido do antigo Rei dos Piratas, Gol D. Roger, enquanto enfrentam diversos piratas e o Governo Mundial.

No Brasil, o mangá foi publicado pela primeira vez no formato “meio-tanko” pela Editora Conrad, que interrompeu a publicação na 70° edição (correspondente a 2° parte do volume 35 no original japonês). Em 2012, a série foi relançada pela Editora Panini, seguindo o formato original japonês, e conta atualmente com 86 volumes encadernados lançados. A versão em anime é produzida pelo estúdio Toei Animation (Dragon Ball Z) e exibida oficialmente via streaming pela Crunchyroll, com legendas em português.