‘One Piece’ e ‘Demon Slayer’ foram os mangás mais vendidos da Shueisha em 2019

Obras são os maiores sucessos da editora nesse ano.

Faltando poucos dias para o fim de 2019, a Shueisha atualizou os dados de vendas dos mangás de One Piece e Demon Slayer, confirmando-os como as obras mais bem-sucedidas da empresa neste ano, validando as previsões de quem acompanha o mercado. Da mesma forma que em anos anteriores, One Piece, de Eiichiro Oda, continua provando ser o quadrinho mais querido pelo público japonês contemporâneo, terminando mais um ano fiscal na primeira posição, somando 12,7 milhões de edições vendidas no período de 19/11 de 2018 até o último dia 17/11. No início deste mês, o título já havia alcançado a invejável marca de 460 milhões de cópias impressas mundialmente após a tiragem inicial do 95° volume encadernado. O mangá é seriado na Shonen Jump desde julho de 1997.

E ocupando a segunda posição, Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba, de Koyoharu Gotoge, também alcançou números impressionantes. Foram 10,8 milhões de volumes vendidos. Este recente fenômeno de fato “explodiu” logo após a estreia da série de animê – bastante elogiada pelo público – que consequentemente impulsionou a venda do mangá, incluindo as edições mais antigas. Muitos leitores que só conheceram a obra neste ano passaram a procurar e comprar nas lojas os primeiros volumes. A série já conta com 17 edições encadernadas e é seriada na Shonen Jump desde fevereiro de 2016.

No Brasil, apenas o mangá de One Piece foi oficialmente lançado até o momento. A série conta atualmente com 91 volumes encadernados publicados pela Editora Panini.

[Via Anime News Network]


One Piece é uma obra de autoria de Eiichiro Oda, o mangá começou a ser publicado na Shonen Jump em julho de 1997 e logo tornou-se um fenômeno mundial. Na história, acompanhamos as aventuras do pirata Monkey D. Luffy e de sua tripulação, os Chapéus de Palha, que navegam o mundo à procura do “One Piece,” o tesouro perdido do antigo Rei dos Piratas, Gol D. Roger, enquanto enfrentam diversos piratas e o Governo Mundial.

No Brasil, o mangá foi publicado pela primeira vez no formato “meio-tanko” pela Editora Conrad, que interrompeu a publicação na 70° edição (correspondente à 2ª parte do volume 35 no original japonês). Em 2012, a série foi relançada pela Editora Panini, seguindo o formato original japonês, e conta atualmente com 91 volumes encadernados lançados. A versão em animê é produzida pelo estúdio Toei Animation (Dragon Ball Z) e exibida oficialmente via streaming pela Crunchyroll, com legendas em português.


A trama de Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba se passa no Japão do período Taisho e apresenta a história de Tanjiro Kamado, um garoto de bom coração que vendia carvão para sobreviver, até o dia que seus pais foram cruelmente assassinados por um demônio, que também amaldiçoou sua irmã mais nova, transformando-a num demônio. Embora devastado com tudo que lhe aconteceu, Tanjiro decide tornar-se um “matador de demônios,” procurando aquele que massacrou sua família, enquanto também tenta encontrar um meio para que sua irmã volte a ser humana novamente.

O mangá de autoria de Koyoharu Gotoge é publicado na Shonen Jump desde fevereiro de 2016, e tem até o momento 17 volumes encadernados lançados, todos ainda inéditos no Brasil. A versão em animê tem produção do estúdio Ufotable, e é exibida oficialmente no Brasil via streaming pela Crunchyroll, com legendas em português.


One Piece na Amazon:
Comprando a partir desses links você pode ajudar na manutenção deste site.