Dragon Quest: Autora de novel processa Square Enix alegando uso indevido de nome no filme ‘Your Story’

De quem é o nome do personagem principal?

A escritora Saori Kumi, autora da romantização oficial do jogo Dragon Quest V: Hand of the Heavenly Bride (1992), entrou na justiça contra as empresas Square Enix e Toho, alegando uso indevido do nome do protagonista de seu romance no filme Dragon Quest: Your Story, que também é uma adaptação desse mesmo game. O caso inicia uma batalha judicial para determinar a quem pertence os direitos do nome deste personagem.

Para entender melhor, antes é preciso explicar onde essa confusão começa. Neste jogo, o nome do personagem principal pode ser decidido pelo próprio jogador e, portanto, naquela história, não havia um nome canônico. Geralmente, os protagonistas dos games da série (do I ao XI) são popularmente chamados de Hero, por essa característica de não haver um único nome determinado. Para distinção, muitos fãs japoneses costumavam chamar de Madason o protagonista de Dragon Quest V.

Em 1993, Saori Kumi escreveu um romance baseado no game que foi publicado pela Enix (muito antes da fusão com a Square) e, nesta novel, escolheu chamar o personagem de Luca (リュカ), também lhe dando o título “Lukeiromu El Kell Granbania”. No jogo, Granbania (ou Granvania) seria o local considerado sua cidade-natal.

Entendido isso, vamos para 2019, quando a Square Enix anunciou o lançamento da animação Dragon Quest: Your Story, que estrearia em julho do mesmo ano e seria distribuída pela Toho. No longa, o protagonista também veio a ser chamado de Luca, mas com o título de “Luca el Kell Granbania”, semelhante ao nome idealizado por Saori.

A escritora alega só ter ficado sabendo que a empresa estaria utilizando o nome “Luca” quando viu o elenco promovendo o filme num programa de TV. Ela procurou a Square para saber explicações, mas recebeu uma resposta dizendo que este nome era muito curto e comum e, portanto, não estaria protegido por direitos autorais.

No dia 24 deste mês, Saori entrou com uma ação judicial contra a Square Enix e Toho, buscando uma indenização de 2 milhões de ienes (equivalente a 100 mil reais) e um pedido de desculpas. Os custos do processo foram bancados por financiamento coletivo e a Square Enix respondeu que, como ainda não receberam nenhuma intimação judicial, eles não irão comentar o caso no momento.

O filme Dragon Quest: Your Story está disponível na Netflix com opção de dublagem em português.

ATUALIZAÇÃO:

Saori já havia tomado o caminho jurídico no final do ano passado, quando entrou com uma ação civil na prefeitura de Nagano e uma “reclamação” criminal no distrito de Tóquio (via 4Gamer). O artigo da Asahi não deixa claro qual tipo de processo foi aberto agora, é possível que seja uma continuidade das ações anteriores.

Sobre a autora

Saori Kumi nasceu em 1959 e começou sua carreira em 1979. Ela escreveu uma novel de Dragon Quest IV: Chapters of the Chosen, e também teve envolvimento nos romances de Dragon Quest V e Dragon Quest VI, além de muitas outras na franquia, como a novel Dragon Quest: Seirei Rubisu Densetsu.

Seu portfólio é muito vasto: escreveu ficção científica, mistério, terror, livros não-fictícios e traduziu obras.


Fonte: Asahi

Publicidade
close