Personagens de 'Bokuben'.

We Never Learn: Mangaká está trabalhando em “último capítulo”

Mangá está em arco de “finais alternativos”.

O autor de We Never Learn (“Bokuben”), Taishi Tsutsui, divulgou em seu Twitter que está trabalhando supostamente no capítulo final da série, dizendo ser “solitário” escrever finais. O mangá tecnicamente acabou em março, mas entrou em “histórias paralelas”, com a trama seguindo rumos diferentes após os fogos de artifícios no festival e o protagonista tendo finais alternativos com outras personagens.

A história é publicada no Brasil pela Panini, mas o primeiro volume, o único publicado até o momento, vai sofrer um recall devido a um erro editorial na página 78. No Japão, a série já conta com 19 volumes. Uma animação está disponível na Crunchyroll.


Fonte: Taishi Tsutsui via ANN


Publicado no Japão desde 2017, na famosa revista Weekly Shonen Jump (de onde saíram clássicos como Dragon Ball, Hokuto no Ken e One Piece), We Never Learn (Bokutachi wa Benkyou ga Dekinai, ou simplesmente Bokuben) encontra-se em andamento e possui até o momento 19 volumes encadernados.

Além de algumas light novels, o título rendeu uma adaptação animada em 2019, produzida pelo estúdio Silver (mais experiente em animações chave, do que na produção principal), com direção de Yoshiaki Iwasaki (Love Hina). Os 13 episódios foram exibidos oficialmente, com legendas, pela Crunchyroll.

A história traz o estudante Nariyuki Yuiga correndo atrás de uma recomendação para conseguir uma bolsa integral na faculdad. Para isso, está orientando colegas de sala em seus estudos para o vestibular. Entre eles estão duas das alunas mais bonitas da escola: Fumino Furuhashi, a “Bela Adormecida da Floresta Literária”, e Rizu Ogata, a “Polegarzinha Computadorizada”. Mas, fora do mundo das notas escolares, as duas são completamente sem noção! Confira a vida do jovem Yuiga virando de cabeça para baixo nessa aventura!

Publicidade
close