Protagonista de 'Jujutsu Kaisen Zero', Denji de 'Chainsaw Man', Hanako de 'Hanako-kun' e Kaguya de 'Kaguya-sama'.

Panini anuncia ‘Chainsaw Man’, ‘Kaguya-sama’, ‘Hanako-kun’ e mais de ‘Jujutsu Kaisen’ para 2021

Anúncios foram feitos em painel na CCXP Worlds.

Em painel realizado na CCXP Worlds, que esse ano acontece digitalmente em decorrência da pandemia de Covid-19, a Panini anunciou seus novos títulos para 2021. Trata-se de Chainsaw Man, de Tatsuki Fujimoto, Toilet-bound Hanako-kun (ou Jibaku Shonen Hanako-kun), de Iro Aida, Kaguya-sama: Love is War, de Aka Akasaka e o especial Jujutsu Kaisen Zero, de Gege Akutagami. Confira mais sobre cada uma:

Chainsaw Man

Capa americana do volume 1 de Chainsaw Man. | Reprodução.

Com autoria de Tatsuki Fujimoto (Fire Punch, publicado aqui pela JBC), a história de Chainsaw Man aborda Denji, um homem pobre capaz de fazer tudo por dinheiro, até mesmo caçar demônios com seu cachorro Pochita. Ele é um rapaz comum, atolado em dívidas, mas um dia tudo muda quando ele é traído por uma pessoa em quem confiava.

Agora, com poderes demoníacos, Denji se torna o Chainsaw Man (“Homem Motosserra”). No início de novembro noticiamos que o mangá da Shonen Jump, atualmente com 9 volumes publicados no Japão, já estava em seu “estágio final”.


Hanako-kun

Capa americana do volume 1 de Toilet-bound Hanako-kun. | Reprodução.

Publicada desde 2014 na revista japonesa GFantasy (Square Enix), no Japão, Hanako-kun se passa em volta de uma das sete lendas urbanas da escola Kamome, a lenda de Hanako-san (similar à nossa Loira do Banheiro). Diz-se que se você chamar por Hanako na terceira porta do terceiro banheiro feminino do prédio antigo poderá ter qualquer desejo realizado.

Nene Yashiro, uma garota apaixonada pelo oculto e que sonha por um romance escolar, vai atrás da veracidade da lenda, mas para sua surpresa Hanako é um garoto! A obra de Iro Aida encontra-se em andamento com 14 volumes. Uma adaptação saiu no começo do ano e foi confirmada pela Funimation para o Brasil.


Kaguya-sama

Capa americana de ‘Kaguya-sama: love is war’ | Reprodução.

A comédia romântica Kaguya-sama: Love is War (Kaguya-sama wa Kokurasetai: Tensai-tachi no Renai Zunousen), de Aka Akasaka, conta a história de Kaguya Shinomiya e Miyuki Shirogane, dois jovens apaixonados, mas que não conseguem confessar seu amor um pelo outro. Eles estudam na Academia Shuchiin, são considerados alunos modelos, líderes do conselho estudantil, mutuamente atraídos há tempos.

No entanto, com seis meses passados, nadinha aconteceu, pois ambos são orgulhosos demais para admitirem que estão parados na do senpai. E como esse orgulho só piorou com o tempo, eles agora travam uma briga psicológica para ver quem é que faz o crush se declarar primeiro. Pois o amor… É uma guerra!

A obra é publicada na revista Young Jump, da Shueisha, desde 2015, com 20 volumes até então. Popularizou-se a partir de uma adaptação animada, em 2019, com produção do estúdio A-1 Pictures (Sword Art OnlineMagiFairy Tail), direção de Mamoru Hatakeyama (Campus), roteiro de Yasuhiro Nakanishi (IDOLiSH7) e desenho de personagens por Yuko Yahiro. Confira nossa crítica da 1ª temporada aqui.


Jujutsu Kaisen Zero

Capa americana de ‘Jujutsu Kaisen 0’ | Reprodução.

Jujustu Kaisen 0: Tokyo Metropolitan Magic Technical School é a história que antecede o mangá principal da franquia, Jujutsu Kaisen. Publicado no Japão em 2017, a obra deve chegar sob o título Jujutsu Kaisen – Batalha de Feiticeiros 0, apenas, integrando a coleção já publicada pela Panini e que se encontra no 2º número como sendo um “volume extra” (temos uma resenha do primeiro volume aqui).

A editora ainda não revelou detalhes como formato, preço e data de lançamento de seus novos mangás. Mais informações serão trazidas em breve, assim que disponíveis. Uma animação de Jujutsu Kaisen está sendo exibida na Crunchyroll, inclusive com dublagem expressa.


Fonte: Panini na CCXP Worlds.

Publicidade
close