Imagem: Gozdilla e King Kong cara a cara.

Godzilla vs. Kong: Warner propôs acordo com a Legendary sobre exibição simultânea do filme

Ambas as partes poderão entrar em consenso sobre o lançamento nos cinemas e na plataforma de streaming da HBO.

Semanas atrás, a produtora Legendary Entertainment contestou a decisão da Warner Bros. sobre os lançamentos simultâneos de Godzilla vs. Kong e o remake de Duna nos cinemas e no HBO Max. A Legendary está insatisfeita, pois forneceu 75% do financiamento de ambos os filmes. Suas bilheterias serão afetadas com o lançamento simultâneo na plataforma de streaming.

Segundo um artigo publicado recentemente no site norte-americano Bloomberg, a Warner propôs um acordo que garante os pagamentos à Legendary, independente do total de arrecadação nas bilheterias de Godzilla vs. Kong.

[O plano] garantirá o pagamento independentemente das vendas de bilheteria, e aumentará as chances de bônus baseados em desempenho. Qualquer pessoa com direito a um bônus receberá um pela metade da receita de bilheteria, que normalmente seria necessária para desencadear um pagamento.

E se mais cinemas fecharem, o limite cairá ainda mais – uma estipulação chamada ‘multiplicador Covid-19; Aqueles que normalmente participariam dos lucros das bilheterias continuarão a fazê-lo, bem como se beneficiarão das vendas on-demand.

Imagem: Pôster promocional do filme, com a frase "Um irá cair".
“Um cairá”. | Divulgação: Legendary/Warner.

Caso ambas as partes não entrem em acordo sobre os termos de exibição, a Legendary poderá entrar na justiça contra a Warner, segundo informações.

Godzilla vs. Kong teve sua estreia adiada mais uma vez, devido à pandemia da COVID-19, e está marcado para 21 de maio nos EUA (20 de maio no Brasil).

O filme será estrelado por Alexander Skarsgard, Millie Bobby Brown, Rebecca Hall e Brian Tyree Henry. O terreno para este filme já estava sendo preparado desde 2014 com o reboot de Godzilla.

O sucesso arrecadou $524,9 milhões e tal motivou a Legendary a produzir mais filmes. Os seguintes foram Kong: A Ilha da Caveira (de 2017) e Godzilla: Rei dos Monstros (de 2019).

O segundo filme obteve o maior êxito da franquia, arrecadando $566 milhões. Já o terceiro sofreu duras críticas da imprensa e teve a menor arrecadação da franquia até o momento, com $385 milhões.

O novo filme irá recontar o encontro das duas feras, que aconteceu originalmente em 1962 em King Kong vs. Godzilla. Dirigido por Ishiro Honda (1911~1993), o clássico teve exibição no Brasil pela TV Record durante a década de 1970.


Fontes: O Vício e CinePOP

Publicidade
close