Imagem: Capa feita com 'Vida à Deriva', 'Nausicaa', 'Rei de Lata' e 'Paradise Kiss'.

18 mangás mais aguardados no Brasil em 2021 | J-Lista

Selecionamos 18 lançamentos de editoras brasileiras que com certeza iremos ler esse ano!

Em parceria com o Fora do Plástico, nós do JBox elegemos, dentre os muitos lançamentos previstos para este ano, os mangás mais aguardados para 2021.

A lista é composta por 18 títulos das várias editoras que publicam mangá no Brasil e não possui qualquer pretensão de destacar os mangás referidos como se fossem superiores às demais obras que serão lançadas ao longo do ano. Trata-se, na verdade, de uma seleção baseada na expectativa que nutrimos em relação ao que será publicado até o mês de dezembro.

Tal expectativa pode ter a ver com o conhecimento prévio sobre uma obra ou o autor, ou se resumir à simples curiosidade quanto a um tema abordado, ou a um gênero específico etc.

Além de preferências absolutamente pessoais – e, portanto, arbitrárias –, foram escolhidos apenas mangás que terão sua publicação iniciada neste ano, desconsiderando assim a data de finalização. Reedições também foram incluídas na seleção, que você confere logo abaixo.

#1. Vida à Deriva

Gekiga Hyouryuu

Imagem: Banner de 'Vida à Deriva'.

de Yoshihiro Tatsumi

Editora: Veneta | Licenciante: Kodansha | 2 volumes | Concluído no Japão | 2008

Previsão de lançamento no Brasil: 2º semestre.

Principal trabalho de Yoshihiro Tatsumi, Vida à Deriva é certamente um dos mais aguardados mangás para este ano. Vencedor do Prêmio Cultural Osamu Tezuka, em 2009, e de festivais internacionais da maior envergadura, como o Eisner (em duas categorias) e o Angoulême, o mangá foi escrito ao longo de 11 anos por aquele que é tido como o grande precursor dos gekigas – quadrinhos com temáticas mais densas do que os mangas (nascido a priori como produto para crianças).

A história é uma espécie de autobiografia ficcionalizada de Tatsumi e se debruça sobre os anos de sua vida que cobrem o início de sua carreira como quadrinista amador, por volta de 1945, até sua amizade com o grande ícone dos mangás Osamu Tezuka, além de realizar, junto à narrativa autobiográfica, uma profunda reflexão acerca do desenvolvimento da indústria de quadrinhos no Japão.

O lançamento era previsto para 2020, mas deve ficar para o segundo semestre deste ano.


#2. Rei de Lata

Imagem: Banner de 'Rei de Lata'.

de Jefferson Ferreira

Editora: NewPOP | Mangá Nacional | Nº de volumes indefinido | Em andamento | 2021

Previsão de lançamento no Brasil: a partir de 31 de maio.

A obra de Jefferson Ferreira é um dos mangás nacionais de maior apelo nas redes sociais a ganhar publicação por uma editora. Também pudera, a história de José e das demais super crianças consegue reunir diversos elementos que podem fazer dela um sucesso de público: personagens carismáticos, traço bem acabado, cenas e quadrinização dinâmicas, além de um enredo bastante interessante e cheio de possibilidades.

Antes de chegar em versão impressa pela NewPOP, a série já era conhecida devido à publicação na plataforma Tapas – nela, o autor lançou 31 capítulos, todos disponíveis de forma gratuita. Agora, com o título nas mãos da editora de Junior Fonseca, o Jeff resolveu focar seus esforços na produção da versão física, além de se dedicar ao desfecho da história, que não deve se alongar muito (de acordo com a própria NewPOP).

A trama se passa em um mundo que, após sobreviver a várias guerras, foi acometido por uma arma biológica que praticamente causou a extinção de todo um país. Entretanto, de maneira misteriosa, toda criança nascida a partir daquele terrível atentado era propícia a ter alguma forma de anormalidade no organismo.

Além disso, eventualmente os novos filhos dessa nação podem (ou não) manifestar algum tipo de poder gerado por seu instinto de sobrevivência — ou simplesmente por se encontrarem sob alguma situação extrema. Por serem os únicos imunes àquele ar completamente comprometido, passam a ser odiados e temidos pela maioria dos adultos. As super crianças terão portanto de lutar pela sobrevivência num país pós-guerra.

O mangá já está em pré-venda com desconto na Amazon.


#3. Nausicaä do Vale do Vento

Kaze no Tani no Nausicaä

Imagem: Banner de 'Nausicaa'.

de Hayao Miyazaki

Editora: JBC | Licenciante: Tokuma Shoten | 7 volumes | Concluído no Japão | 1982-1994

Previsão de lançamento no Brasil: 2º trimestre.

Da lista de mangás cancelados pela Conrad, Nausicaä sempre foi um dos que o leitor brasileiro mais teve o desejo de ter completo na estante. Com a descontinuação oficializada em 2013, quase cinco anos depois da publicação do 5º volume, a antiga editora ficou a dois tomos e finalizar a publicação, tarefa que agora ficará com a JBC.

Conhecido pela aclamada animação do estúdio Topcraft (depois considerada um dos embriões da filmografia do Ghibli), a negociação para trazer Nausicaa de volta ao Brasil levou cerca de dez anos. De acordo com Marcelo Del Greco, supervisor de conteúdo da JBC, representantes da editora da Vila Mariana teriam ido pessoalmente à porta do Ghibli no Japão, recebendo várias negativas até a abertura de um acordo.

A trama é ambientada em um cenário pós-guerra, onde os humanos e o ecossistema foram dilacerados. Nausicaä é a princesa do Vale dos Ventos, um dos pequenos vales onde vivem os sobreviventes. Ela tem o poder de “sentir a floresta” e parte em uma jornada para um lugar onde uma vegetação que exala gases venenosos surgiu, um ambiente onde apenas insetos gigantes e seres conhecidos como Ohmu sobrevivem.


#4. A Zoo in Winter

Fuyu no Doubutsuen

Imagem: Banner de 'A Zoo in Winter'.

de Jiro Taniguchi

Editora: Devir | Licenciante: Shogakukan | Volume único | Concluído no Japão | 2008

Previsão de lançamento no Brasil: 2º semestre.

Publicado originalmente na revista seinen Big Comic, em 2008, A Zoo in Winter acompanha os passos de Hamaguchi, um jovem trabalhador da indústria têxtil de Quioto que sonha ser um artista. De repente, um acidente envolvendo a filha de seu patrão num zoológico o leva a tomar uma decisão, mudando-se para Tóquio a convite de um amigo para tentar um emprego nos estúdios de um famoso mangaká.

Autor de outros títulos publicados pela Devir, como O Homem Que PasseiaGourmet Solitário, Jiro Taniguchi vem ganhando tração no Brasil, gerando sempre expectativa por mais anúncios.


#5. Hokusai

Imagem: Banner de 'Hokusai'.

de Shotaro Ishinomori

Editora: Pipoca & Nanquim | Licenciante: Kadokawa Shoten | Volume único | Concluído no Japão | 1987

Previsão de lançamento no Brasil: 30 de abril.

Primeiro mangá de Shotaro Ishinomori no Brasil, Hokusai narra a vida de Katsushika Hokusai, grande nome da pintura em xilogravura japonesa que viveu entre 1760 e 1849, durante o chamado período Edo. É dele a famosa Grande Onda de Kanagawa, uma das pinturas mais representativas da arte do Japão.

A premissa já faz de Hokusai um dos mais aguardados, já que é um tipo de publicação que se vê com menos frequência no Brasil. E a entrada de editoras como a Pipoca & Nanquim no mercado de mangás visa justamente preencher essa lacuna. O mangá já está em pré-venda com 30% de desconto sobre o preço de capa na Amazon.


#6. Haikyu!!

Imagem: Banner de 'Haikyu'.

de Haruichi Furudate

Editora: JBC | Licenciante: Shueisha | 22 volumes (2 em 1) | Concluído no Japão | 2012-2020

Previsão de lançamento no Brasil: a partir do 2º trimestre.

Haikyu!! é um dos mangás de esporte mais populares no Japão e consequentemente um dos títulos mais famosos da revista Shonen Jump na atualidade. Seriado de 2012 a 2020, narra a história do jovem Shoyo Hinata, que revive o clube de vôlei da sua escola no seu último ano de fundamental. Porém, o clube não dura mais que uma partida contra a escola Kitagawa Daiichi, liderada por Tobio Kageyama e conhecido como “rei da quadra”.

Ao entrar na escola Karasuno, Hinata está decidido em continuar no vôlei e se vingar de seu adversário, mas seus planos vão por água abaixo ao ver que o próprio Kageyama será seu novo colega de time. Hinata se vê precisando lidar com seus problemas de altura e com o agressivo Kageyama para se estabelecer com o time e sua nova jornada no esporte.

De todos os listados aqui, Haikyu!! é certamente o que mais teve pedidos por parte do público. A edição 2 em 1 da JBC será exclusiva, já que a obra nunca ganhou qualquer outro formato além do tradicional tankobon japonês de 200 páginas.


#7. Ping Pong

Imagem: Banner de 'Ping Pong'.

de Taiyo Matsumoto

Editora: JBC | Licenciante: Shogakukan | 2 volumes  | Concluído no Japão | 1996-1997

Previsão de lançamento no Brasil: a partir do 2º trimestre.

Um dos nossos autores preferidos, Taiyo Matsumoto é daqueles que você quer ler tudo o que produz, independente do tema abordado. Vê-lo sendo publicado com mais frequência no Brasil é sinal de um mercado mais maduro em relação a tempos anteriores, visto que ficamos muitos anos sem a aparição do autor, até o retorno de Tekkon Kinkreet pela Devir.

A história de Ping Pong gira em torno de Peco e Smile, amigos de infância com personalidades drasticamente diferentes, e que agora são membros do clube de tênis de mesa do Colégio Katase. Mas Peco fica arrasado após ser derrotado por um estudante chinês e decide abandonar o esporte; enquanto seu amigo, Smile, sempre se impede de tentar vencer Peco. Notando o potencial de Smile, o treinador Jo tenta motivá-lo a superar este obstáculo de seu psicológico.

O fato deste título vir pela JBC é animador. Matsumoto é outro que, assim como Taniguchi, está crescendo por aqui e dever ser presença constantes nas lojas especializadas pelos próximos anos. Estamos ansiosos pela edição completa em 2 volumes, invés dos 5 tankobons da original japonesa. E mais mangás de esporte no Brasil.


#8. Real

Imagem: Banner de 'Real'.

de Takehiko Inoue

Editora: Panini | Licenciante: Shueisha | 15 volumes | Em andamento no Japão | 1996~

Previsão de lançamento no Brasil: a partir de julho.

Falando em mangás de esporte… A história de Real acompanha três adolescentes que trazem consigo profundos dramas pessoais: Nomiya abandonou o ensino médio e lida com a culpa de ter se envolvido num acidente que deixara sua amiga Natsumi, que o acompanhava, com paralisia dos membros inferiores. Togawa, ex-velocista talentoso que aspirava ser o melhor no Japão, foi acometido por uma grave doença generativa e teve de amputar uma das pernas. Takahashi, popular e arrogante, é líder do time de basquete e também não consegue se mover do peito para baixo. Com personalidades completamente distintas, os três são unidos por uma só razão: a paixão pelo basquete.

De acordo com os fãs de Takehiko Inoue, este mangá está em pé de igualdade com seus outros trabalhos consagrados (Slam Dunk Vagabond). Muitos, inclusive, o elegem como sua principal obra.

O anúncio da Panini teve boa repercussão e Real deve ter boa performance no mercado brasileiro, sobretudo pela fama de Inoue. O único fator de preocupação é que a série ainda não acabou no Japão, mas ficamos na torcida que seja mais um daqueles casos em que o final é misteriosamente anunciado pelo autor meses depois da editora italiana trazer para cá.


#9. Cavaleiros do Zodíaco: Episódio G

Saint Seiya Episode G

Imagem: Banner de 'Episódio G'.

de Megumu Okada, com base no Saint Seiya de Masami Kurumada

Editora: NewPOP | Licenciante: Akita Shoten | 20 volumes | Concluído no Japão | 2002-2013

Previsão de lançamento no Brasil: 3º trimestre.

Episódio G foi o primeiro mangá da franquia seriado “fora das mãos” de Masami Kurumada, criador da série, e fora da Shueisha, pela editora Akita Shoten. Com autoria de Megumu Okada, a história narra os eventos ocorridos entre a fuga de Aiolos e o início da série clássica, focando no Santuário e em Aiolia (ou Aioria) de Leão e a batalha contra os Titãs (da mitologia grega).

Depois de tudo o que marcou a produção de Episódio G e de sua passagem no Brasil (o que pode ser conferido detalhadamente neste texto nosso), além do peso que a franquia carrega por si só, é certamente um dos mais esperados por muita gente – inclusive por nós


#10. Paradise Kiss

Imagem: Banner de 'Paradise Kiss'.

de Ai Yazawa

Editora: Panini | Licenciante: Shueisha | 5 volumes | Concluído no Japão | 2000-2004

Previsão de lançamento no Brasil: junho.

Agora a ser reeditado pela Panini, Paradise Kiss foi o primeiro josei publicado no Brasil, entre 2007 e 2008, quando saiu pela Conrad. O enredo traz a jovem Yukari, que se prepara para prestar o vestibular. Certo dia, a garota se envolve involuntariamente numa situação curiosa: enquanto fugia de um estranho rapaz que a assediava, Yukari acaba esbarrando numa moça e chega a desmaiar. Ao acordar, a garota se vê num ateliê de moda, o que pode mudar o rumo de sua vida.

A autora de Paradise Kiss é Ai Yazawa, conhecida pelo fenômeno mundial Nana (que infelizmente está em hiato desde 2009, quando foi lançado o volume #21). Infelizmente a nova edição virá no formato tankobon, o mesmo em que Conrad se baseou no passado, invés da nova versão em bunkoban lançada pela Shueisha em 2014.

Entretanto, só pela possibilidade de conhecer este que é um dos joseis mais comentados pelo público já estamos animados.


#11. Shaman King

Imagem: Banner de 'Shaman King'.

de Hiroyuki Takei

Editora: JBC | Licenciante: Kodansha | 18 volumes (2 em 1) | Concluído no Japão | 1998-2004

Previsão de lançamento no Brasil: 3º trimestre.

A história de Shaman King começa quando um garotinho chamado Manta, durante um retorno para casa após o cursinho, resolve pegar um atalho por um cemitério. Por lá ele avista um outro garoto, Yoh Asakura, que conversa com um espírito. Em seguida, Yoh entra para a escola de Manta e explica que ele é um shaman, e que procura por um espírito parceiro para participar de um grande torneio mundial de shamans.

Está na lista por ser um dos relançamentos mais aguardados dos últimos anos, desde que a JBC passou a relançar os mais populares de seu catálogo, lá em 2012.


#12. Gyo

Imagem: Banner de 'Gyo'.

de Junji Ito

Editora: Devir | Licenciante: Shogakukan | Volume único | Concluído no Japão | 2001

Previsão de lançamento no Brasil: 12 de abril.

Com o característico apelo aos sentidos provocado pelo estilo do autor, Gyo narra um episódio grotesco da vida de Kaori e Tadashi. O casal resolve passar férias na ilha de Okinawa, mas o que era pra ser um momento de lazer acaba por se tornar um pesadelo após Kaori sentir um forte mau cheiro de origem desconhecida.

Dificilmente um mangá de Junji Ito ficaria de fora de uma lista com os mais aguardados, sobretudo por ser um gênero tão pouco explorado no Brasil. Pré-venda disponível na Amazon.


#13. A Lanterna de Nix

Nyx no Lantern

Imagem: Banner de 'Nyx no Lantern'.

de Kan Takahama

Editora: Pipoca & Nanquim | Licenciante: Leed | 3 volumes (2 em 1) | Concluído no Japão | 2015-2019

Previsão de lançamento no Brasil: julho.

A Lanterna de Nix, título brasileiro para Nyx no Lantern, foi publicada originalmente entre 2015 e 2019 nas páginas da Comic Ran, da editora LEED. O mangá de Kan Takahama conta a história de uma órfã chamada Myo que, vivendo no Japão de 1878, usa seus poderes de clarividência para se conectar com o continente europeu.

A série é um dos principais trabalhos da autora e ganhou em 2018 um Prêmio de Excelência no Japan Media Arts Festival e o Prêmio Cultural Osamu Tezuka na categoria Melhor Mangá, no ano passado. Será a segunda obra da autora publicada no Brasil, sendo a primeira O Último Voo das Borboletas, também pela Pipoca & Nanquim.


#14. Silver Spoon

Gin no Saji

Imagem: Banner de 'Silver Spoon'.

de Hiromu Arakawa

Editora: JBC | Licenciante: Shogakukan | 15 volumes | Concluído no Japão | 2011-2019

Previsão de lançamento no Brasil: a partir do 3º trimestre.

Da autora de Fullmetal AlchemistSilver Spoon persegue a vida de Yugo Hachiken, que deseja viver longe da família. O garoto então se matricula em uma escola de agricultura onde terá, literalmente, que morar durante o período de estudo. Por ser bom nos estudos, Hachiken acredita que tirará de letra a nova rotina, até que acaba topando com os desafios que a vida no campo irá lhe impor.

O animê foi uma das coisas mais legais de se acompanhar, em 2013, e o mangá certamente será daquela lista de leituras confortantes (bastante necessárias nos tempos pandêmicos).


#15. Kamen Rider + Kamen Rider Black

Imagem: Banner de 'Kamen Rider' e 'Kamen Rider Black'.

de Shotaro Ishinomori

Editora: NewPOP | Licenciante: Kodansha | 6 volumes (3 cada série) | Concluído no Japão | 1971-1988

Previsão de lançamento no Brasil: a partir de maio.

Por pouco a NewPOP não saiu na frente da Pipoca & Nanquim com a publicação de Kamen Rider, prevista para maio — a obra é de Shotaro Ishinomori, o mesmo de Hokusai. Os fãs de Kamen Rider e tokusatsu no geral mal puderam acreditar quando o mangá original de uma das franquias mais conhecidas do universo de séries japonesas foi anunciado por aqui.

A história cobre um mundo que foi atormentado pela Shocker, uma misteriosa organização terrorista. Para cumprir seu plano de dominação mundial, a Shocker “recrutou” seus agentes sequestrando pessoas comuns, transformando-as em ciborgues mutantes e até fazendo lavagem cerebral nelas. No entanto, uma das vítimas conseguiu se safar pouco antes da etapa final do processo de transformação, seu nome é Takeshi Hongo.

Com sua sanidade e consciência intactas, Hongo se torna Kamen Rider, um super-herói humano modificado, e luta contra a maléfica organização com seus poderes recém-adquiridos.


#16. Kanikosen — O Navio dos Homens

Imagem: Banner de 'Kanikosen'.

de Go Fujio

Editora: Veneta | Licenciante: Higashiginza | Volume único | Concluído no Japão | 2006

Previsão de lançamento no Brasil: 2º semestre.

Publicado em 2006 no Japão, a obra de Go Fujio adapta o romance homônimo de Takiji Kobayashi, um dos principais expoentes da literatura proletária japonesa.

Considerado pela crítica como a principal referência da literatura proletária no Japão, Kanikosen acompanha o dia-a-dia de homens que trabalham sob condições extremamente precárias a bordo de um navio-fábrica designado para a pesca de caranguejos.

Não bastasse as dificuldades impostas pela região em que navegam, no perigoso mar de Okhtotsk, situado entre o Japão e a Rússia, esses trabalhadores ainda tinham de aguentar os desmandos de um patrão exageradamente rude e a insalubridade do navio Hakuko-Maru, que agravam a exploração exercida sobre esses homens.

Honestamente, nunca lemos o mangá, mas o tema e o fato de ser uma adaptação de um romance tão representativo da literatura japonesa do século XX nos faz olhar para Kanikosen com bastante expectativa.


#17. Uma Vida Imortal

Fumetsu no Anata E

Imagem: Banner de 'Uma Vida Imortal'.

de Yoshitoki Oima

Editora: NewPOP | Licenciante: Kodansha | 14 volumes | Em andamento no Japão | 2016~

Previsão de lançamento no Brasil: maio.

Da autora de A Voz do Silêncio (Koe no Katachi), publicado no Brasil também pela NewPOP, Uma Vida Imortal (Fumetsu no Anata E) acompanha os passos de Fushi, um imortal, cujo propósito de vida é ganhar conhecimento. Conforme a história avança, esse ser toma a forma de um lobo e, posteriormente, de um garoto abandonado.

Com 14 volumes publicados no Japão até o momento, a série reflete de maneira singular temas como a reencarnação. O belo traço de Yoshitoki Oima dá à trama de Uma Vida Imortal uma atmosfera agradável que já conhecemos em A Voz do Silêncio.


#18. Ice Age Chronicle of The Earth

Chikyuu Hyoukai Goto Osamu

Imagem: Banner de 'Ice Age Chronicle of the Earth'.

de Jiro Taniguchi

Editora: Pipoca & Nanquim | Licenciante: Futabasha | 2 volumes | Concluído no Japão | 1988

Previsão de lançamento no Brasil: a partir de maio.

Takeru, rapaz responsável por uma mina de carvão, é levado a embarcar em uma perigosa expedição durante o que ficou conhecido como um novo período glacial. Com o fim dessa “era do gelo”, os humanos se veem em um novo curso evolutivo. Guiado por um deus, Takeru enfrentará a Grande Mãe, podendo salvar consigo o destino de toda a humanidade.

Essa é a trama de Ice Age Chronicle of The Earth, mangá de Jiro Taniguchi. O título desperta a curiosidade pura e simplesmente por se tratar de um enredo bastante diferente em relação aos outros trabalhos do autor que conhecemos (e a arte das capas japonesas lembra muito Akira, hein?). Certamente é um dos que mais queremos ler em 2021.


Faltou algum na lista? Conte para a gente nos comentários!

Publicidade
close