Imagem: Protagonistas de 'YagaKimi' num banco, na capa do volume 3 japonês. Bordas e texto indicando ser um artigo.

‘Bloom into You’ e os mangás yuri no Brasil | Artigo/Convidado

Com uma trama um pouco fora dos clichês mais comuns de yuri, ‘YagaKimi’ foi uma escolha acertada da Panini.

Bloom into You (Yagate Kimi ni Naru em japonês) é um mangá de 8 volumes de autoria de Nio Nakatani, originalmente publicado na revista Comic Dengeki Daioh, da ASCII Media Works, entre 2015 e 2019. Anunciado no Brasil pela editora Panini, com lançamento do primeiro volume previsto para a segunda quinzena de maio deste ano, o mangá conta a história de Yuu Koito, uma garota que não entende o que é se apaixonar e, ao pedir um conselho para uma aluna veterana da escola, Touko Nanami, começa uma relação curiosa e que pode ensiná-la algo sobre sentimentos e autoconhecimento.

Para entender melhor o papel de YagaKimi (apelido advindo do título em japonês da série) no ainda insipiente mercado se Yuri no Brasil, precisamos entender um pouco pelo menos do seu lugar dentro do yuri como um todo.


Mangás sobre lírios

Imagem: Desenho de um lírio.
Reprodução. | Via FlowerIllust.

A trajetória do yuri – em japonês yuri (百合) significa lírio – enquanto gênero de histórias de relações homossociais entre pessoas com identificação feminina é fragmentada, quase misteriosa. É também única, sendo difícil (pra não dizer desnecessário) aplicar rótulos ocidentais para descrever.

“Mangás sobre meninas que gostam de outras meninas” é uma definição que funciona, dentro de certos limites. Nem sempre o yuri é sobre relações românticas como estamos acostumados, por isso alguns leitores podem ficar confusos quando obras como Utena – A Garota Revolucionária (publicado no Brasil pela Editora JBC) ou mesmo Madoka Magica (publicado no Brasil pela NewPOP Editora) são abraçadas pelo público yuri.

O importante para o mundo dos mangás é que o obras com yuri tiveram seu começo discreto nos anos 70 ainda com títulos como Onisama E… (de Riyoko Ikeda, também autora de A Rosa de Versalhes, publicado no Brasil pela editora JBC). E foram crescendo discretamente, tanto em obras dedicadas ao assunto, como também como um elemento flutuando ao redor de muitas obras, fazendo com que o termo em si se tornasse uma gíria aplicada em quase qualquer situação onde personagens femininas se mostram muito próximas

Imagem: Capa de 'Utena: Uma Aventura Mágica', baseada no filme de Utena.
Divulgação: JBC.

O mercado de mangás e animes yuri foram se desenvolvendo e popularizando com o sucesso de obras famosas como Utena e Maria-sama ga Miteru (inédito no Brasil). Mas foi praticamente a partir da década de 2010 que algumas obras ganharam espaço de mercado grande o suficiente para começar a ser exportado para fora do Japão.

Apesar desse sucesso os yuri, em boa medida, ficaram ainda bastante restritos ao seu público cativo no Japão e fora dele. Mesmo obras populares mais recentes, como Citrus (publicado no Brasil pela NewPOP Editora) também tem alcance limitado para fora do público já esperado.

E é aí que entra o lugar de Bloom Into You nessa história.

Não é que outros yuri não tenham algum alcance fora do seu público cativo, mas YagaKimi escolhe um foco narrativo que escapa, até certo ponto, dos clichês esperados do gênero.

Sendo seriado em uma revista que não é exclusiva de yuri,  ele foi divulgado como um obra de romance para fãs de romance e drama.

E, em boa medida, dá para dizer que Bloom Into You é um bom yuri para quem não tem qualquer background anterior no gênero e este é seu maior apelo e motivo de se mostrar também uma escolha acertada para um lançamento em um mercado como o brasileiro.

 

Mangás yuri no Brasil

Imagem: AS duas protagonistas de 'Bloom into You'.

Podemos contar nos dedos a quantidade de yuris que já foram publicados no Brasil. Por ser um gênero que depende mais da percepção do leitor do que de classificações exatas esse número se torna ainda menor. Nosso mercado ainda é insipiente, ainda estamos na fase de aprender a usar termos corretos (shoujo-ai não, yuri, por favor) e despertar a curiosidade e atenção do público ainda leigo para esse estilo de histórias é fundamental para que tenhamos outros lançamentos expressivos no futuro.

A escolha da publicação de Bloom Into You no Brasil foi um acerto e tanto da editora Panini num meio onde ainda há poucas obras do gênero, e parte delas de pouca expressividade. Bloom into You já é popular e conhecido devido ao animê de 2018, pela publicação americana e pelo boca a boca do fandom, mesmo entre os que não fazem ideia da diferença entre “mangá yuri” e “mangá lésbico” (fica a dica de leitura no Kono-ai-Setsu para entender melhor que papo é esse aqui)

Bloom into You é um yuri que trata de amadurecimento, expressão pessoal e expectativas que as pessoas tem umas sobre as outras. É um romance que não para pra questionar o óbvio (“Mas somos duas garotas”, como diz o clichê), mas que usa a sutileza e a sinceridade para tratar de questões humanas essenciais. “Quem eu sou e quem devo ser?” e “por que não me sinto como acho que deveria me sentir?” são questões presentes na obra e que movimentam a trama de maneira natural, fazendo o leitor se identificar, questionar e muitas vezes amadurecer junto com as personagens.

Nós, da equipe do Kono-Ai-Setsu, recomendamos a todos que tenham interesse por esses temas a conferir o lançamento nacional de Bloom Into You. Aproveitamos também para agradecer pela oportunidade de divulgar mais informações dessa obra ao público fã de mangás. E, aos que ficaram curiosos para entender mais sobre esse mundinho misterioso de lírios, fica a sugestão de acompanhar o site do Kono-ai-Setsu. Temos um podcast dedicado a yuri no ar desde 2017. Até!


Este artigo foi produzido por LKMazaki do Kono-Ai-Setsu, site especializado em yuri, a convite do JBox.


Ficha técnica

Bloom into You

Yagate Kimi ni Naru
Imagem: Capa nacional de 'Bloom into You'.
Divulgação: Panini.

Nio Nakatani
R$ 29,90
Editora Panini
Status no Japão: Finalizado em 8 volumes
Licenciante: ASCII Media Works/Kadokawa

 

Status no Brasil: 1 volume lançado
Periodicidade no Brasil: Bimestral
Data de lançamento: 23 de abril

 

 

Capa: Cartão
Formato: 13,7x20cm
Páginas: 186

 

Ideal para novos leitores
Disponível em: Loja Panini

Publicidade
close