Imagem: Eren envfrentando Titãs no mangá.

Ataque dos Titãs: Hajime Isayama, autor da obra, fala sobre o final da trama

Autor sugere estar insatisfeito com o polêmico capítulo final de ‘Shingeki’.

O autor de Ataque dos Titãs (Shingeki no Kyojin), Hajime Isayama, deu uma entrevista para a editora Kodansha falando sobre o processo por trás da publicação do último capítulo de sua obra.

Segundo o mangaká, o final tratava de um tema difícil de ilustrar e que se arrepende de não ter conseguido transcrever bem esse tema. O autor também pediu desculpas aos fãs que se sentiram frustrados com a conversa nas páginas finais entre Armin e Eren, e que não conseguiu expressar bem o que queria.

Ele também confirmou que o último volume do mangá deve ter páginas a mais, provavelmente aproveitadas para adicionar partes que ficaram de fora da publicação original.


Fonte: Comicbook


Titã e Eren, em cena de 'Shingeki no Kyojin'

Attack on Titan (Shingeki no Kyojin) foi criado como mangá por Hajime Isayama em 2009, nas páginas da Bessatsu Shonen Magazine. Os capítulos reúnem até o momento 33 volumes encadernados, com publicação no Brasil pela Panini – que também trouxe os spinoffs da franquia Ataque dos Titãs: Antes da Queda e Ataque dos Titãs: Sem Arrependimentos.

Conta a história de um mundo distópico onde a humanidade vive isolada por muros, buscando a sobrevivência contra os “titãs”, criaturas enormes que se alimentam dos homens.

Recentemente, Attack on Titan teve exibição na TV aberta brasileira pela Loading, dentro do bloco Funimation TV. Todas as temporadas estão disponíveis na Crunchyroll e na Funimation, nesta inclusive com versão dublada.

Dois longas-metragens em live-action, produzidos em 2015, foram exibidos em sessões restritas em cinemas do Brasil em 2018 e atualmente estão disponíveis na Netflix. Três filmes compilatórios que resumem as duas primeiras temporadas do animê também chegarão de maneira oficial por aqui até o fim do mês, no Amazon Prime Video. Saiba mais em nossas críticas aqui e aqui.

Publicidade
close