Imagem: O Gigante Guerreiro Daileon na capa da edição 130 da Coluna do Daileon.

Koichi Sakamoto errou com o curta 3D de Daileon? | Coluna do Daileon #130

O vídeo promocional foi inevitavelmente comparado com os trabalhos do designer brasileiro Rafael Segnini.

O filme brasileiro de Jaspion não tem data pra sair do papel. Enquanto isso, os japoneses seguiram mais um passo com o resgate da imagem do herói. Não tem continuação de Space Squad ainda, mas um grande nome envolvido na série de filmes voltou a mexer no clássico de 1985.

Se você é fã do nosso Tarzan Galático, deve guardar bem o nome do diretor Koichi Sakamoto. Ele apareceu no vídeo promocional da versão Soul of Chogokin GX-97 do Gigante Guerreiro Daileon, lançado na semana passada pela Bandai Spirits, e, obviamente, chamou atenção dos fãs brasileiros com o anúncio realizado dois dias antes.

Sakamoto é fã confesso de Jaspion. No vídeo, confessou que admira a atuação de Hikaru Kurosaki, o ator que interpretou o herói-título, e também falou sobre a dinamicidade do robô gigante, referido por ser “muito original” nas cenas de ação.

Imagem: Sakamoto em evento.
O diretor Koichi Sakamoto | Foto: Divulgação

Fã de Jackie Chan, o diretor também foi dublê de algumas produções de tokusatsu e até chegou a vestir o traje do Blue Mask numas apresentações de palco de Maskman.

Se formou na Alpha Stunts Production e dirigiu as cenas de batalha do grid de batalha da série nipo-americana VR Troopers (por isso as cenas americanas desse núcleo eram bem melhores que as constrangedoras cenas de ação com as emulações das armaduras de Metalder, Shaider, Spielvan e Lady Diana).

Por causa da sua qualidade, não demorou muito para Sakamoto passar a dirigir cenas de ação em várias temporadas clássicas de Power Rangers, passando por Zeo até Tempestade Ninja.

De volta ao Japão, contribuiu para algumas séries Kamen Rider, Super Sentai e Ultraman. Além disso, Sakamoto esteve à frente da série de filmes Space Squad, que reuniu heróis das franquias Super Sentai e Metal Hero. Ah, logo, logo veremos mais um trabalho de Sakamoto na série Ultraman Trigger: New Generation Tiga, que homenageará o clássico Ultraman Tiga, exibido no Brasil nos anos 2000.

Não acho que Sakamoto foi chamado à toa para dirigir o curta Daileon vs. Satan Goss (Daileon vs. Satan Gorth). Um nome importante como ele foi essencial para esse trabalho, considerando seu currículo no tokusatsu. Acredito que tem algo mais a ver (seria um indício de um novo filme de Space Squad?). Mas assim como ninguém é perfeito, o competentíssimo (como costumo chamá-lo) ficou atrás de um brasileiro chamado Rafael Segnini.

Imagem: Um guerreiro Daileon.
Smash! É o Hulk? Não, é o Daileon do Rafael Segnini | Foto: Reprodução

O designer brasileiro é conhecido há algum tempo pelos fãs por produzir vídeos especiais de Jaspion em 3D, com muito mais precisão de detalhes (assista aqui). Seu trabalho é muito superior ao do próprio Sakamoto, que deixou o Daileon com um simples aspecto de uma action figure. O Daileon de Segnini tem movimentos que lembram o estilo dos Transformers e até rolou uma pose parecida com o Hulk (Smash!).

Tanto é que, numa recente live no canal Resistência Tokusatsu, Segnini frisou que até o próprio Satan Goss tem buracos e encaixes de parafuso em alguns detalhes, o que pode ser um indício de um lançamento de uma figure do satanás da via láctea no futuro próximo. Tá certo que é uma propaganda do produto que será lançado em outubro, mas faltou aquele toque de realismo.

Sobre o curta, não ficou de todo ruim. Pela expectativa gerada, poderia ter uma breve situação para colocar os dois em ação e durar algo próximo de 3 a 5 minutos no máximo. Foi tudo muito básico, afinal era apenas uma divulgação. Comparar com o trabalho de Segnini pode ser injusto? Talvez, porém inevitável.

Veja bem: O resultado de Sakamoto não foi ruim, mas o conjunto da obra poderia durar um pouco mais de tempo. No mais, foi divertido ver os dois gigantes se enfrentando mais uma vez, embora não atingisse totalmente as expectativas. Como já dizia uma canção de Guilherme Arantes: Infelizmente nem tudo é exatamente como a gente quer.

Assista ao curta promocional com legendas em português:


O texto presente nesta coluna é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a opinião do site JBox.

Publicidade
close