Imagem: Kaneki em 'Tokyo Ghoul S' segurando uma xícara.

Tokyo Ghoul S: Live-action ganha data de estreia na Netflix

Live-action é licenciado no Brasil pela Sato Company e dá continuidade ao primeiro filme.

A Netflix divulgou a estreia do live-action Tokyo Ghoul S (2019) em seu serviço no dia 1º de junho. A obra dá continuidade ao filme lançado no Japão em 2017, também disponível na plataforma. Ambas produções são licenciadas no Brasil pela Sato Company.

Presume-se que a série chegue apenas com legendas.

Imagem: Tela de 'Tokyo Ghoul S' na Netflix, marcando estreia para 1 de junho.
Reprodução: Netflix.

Após assassinar a modelo Margaret, Shuu Tsukiyama se aproxima de Ken Kaneki, com o objetivo de comê-lo. Ela o convida a um restaurante de ghouls, onde ele é capturado para servir de alimento para outros ghoul, mas após descobrirem o olho ghoul de Kaneki, ele acaba escapando. Tsukiyama vai atrás e Nishio e Nishino, conhecidos de Kaneki.

O autor em breve lançará um novo mangá, aparentemente fazendo uma certa paródia de isekai.

As animações são exibidas por aqui pela Funimation, com dublagem. A plataforma também anunciou alguns OVA da série recentemente.


Fonte: Netflix


Publicado por Sui Ishida nas páginas da revista Young Jump de 2011 a 2014, Tokyo Ghoul deu origem também a um animê de 12 episódios em 2014, oficialmente inédito por aqui. A história nos mostra um universo onde existem criaturas chamadas ghouls, que são espécies diferentes de seres humanos que se alimentam de humanos normais. Eles se diferenciam apenas pela cor de seus olhos ficarem alteradas ao serem tentados pela fome, e pelo fato de não conseguirem comer algo além da própria carne humana sem terem um colapso de enjoo. Nesse mundo vive o protagonista Kaneki, que acaba envolvendo-se de uma forma não muito agradável no mundo desses canibais.

O mangá original foi publicado pela Panini no Brasil, tanto em formato físico quanto em formato digital.

Uma continuação direta do mangá, intitulada de Tokyo Ghoul:re, começou a ser publicada no Japão em 2014, sendo finalizada em 2018 com 18 volumes. A Panini publica a edição física dessa continuação desde 2017, estando atualmente no 10º volume. A Funimation exibe a adaptação em animê aqui com opção de dublagem em português, incluindo as temporadas Root A e Ghoul:re e deve em breve adicionar os OVA Jack e Pinto.

Em 2018, a Sato Company trouxe aos cinemas brasileiros o 1º filme live-action que adapta o mangá original, com dublagem em português realizada em um estúdio de Miami (leia a crítica do filme aqui).

Publicidade
close