Imagem: Safiri e cavalo branco em 'A Princesa e o Cavaleiro'.

A Princesa e o Cavaleiro: JBC planeja publicar versão por Maurício de Sousa

Projeto de publicar história feita por Maurício de Sousa para a Tezuka Productions ainda não está totalmente fechado.

A editora JBC anunciou hoje (30) que deve trazer A Noite da Princesa, uma versão de A Princesa e o Cavaleiro feita por Maurício de Sousa. Calma, a gente explica. Em 2019, a Tezuka Productions – empresa fundada por Osamu Tezuka – convidou artistas ao redor do mundo para criarem suas versões de histórias do “deus dos mangás”. Na ocasião, se comemorava os 90 anos do nascimento de Tezuka, que veio falecer em 1989.

As histórias foram publicadas na revista TezuComi e um dos convidados foi o criador da Turma da Mônica, que acabou publicando uma história em 6 capítulos, que serão incluídos no Brasil em volume único que ainda não tem previsão de chegar às prateleiras. Apesar da história se focar em Safiri, alguns jovens do Bairro do Limoeiro fazem pontas no mangá.

O projeto de publicação está em processo final de negociação, então ainda não é exatamente um anúncio “oficial”.

Imagem: Printscreen de imagem de 'A Princesa e o Cavaleiro' por Maurício de Sousa.
Reprodução: JBC Festa.

Não foi a primeira vez que um encontro destes dois mundos aconteceu: em 2012, a Maurício de Sousa Produções lançou Tesouro Verde, publicada em Turma da Mônica Jovem #43-44, onde vemos não só Safiri, mas outros personagens como Astro Boy e Kimba ajudando a (agora crescida) turminha.

Vale destacar que Maurício e Tezuka eram amigos, e você pode saber mais sobre essa amizade em nosso YonTime sobre a vinda do mangaká ao Brasil.

Publicado pela primeira vez no Japão entre 1953 e 1956, na revista Shoujo Club, da Kodansha, o mangá teve diversas versões atualizadas pelo autor ao longo dos anos e foi finalizado em 4 volumes. Entre 2003 e 2004, a JBC publicou a versão final do mangá, concluída em 1966, com 8 volumes no formato meio-tanko (100 páginas cada), tendo sido o primeiro trabalho de Tezuka no Brasil.

Antes da clássica publicação de Osamu Tezuka chegar ao Brasil, a adaptação animada de 52 episódios, produzida em 1968, foi exibida por aqui pela extinta TV Tupi, na década de 70, além de chegar também à grade da Record, em meados dos anos 80. Mais recentemente, em 2013, a NewPOP publicou a continuação do mangá, entitulado Os Filhos de Safiri.

Na trama acompanhamos a princesa Safiri, que se vê obrigada a se passar por menino para poder um dia subir ao trono, visto que em seu reino é proibido que mulheres assumam o comando.


Fonte: JBC Festa


Anúncios da JBC Festa


Sobre A Princesa e o Cavaleiro

Imagem: Banner com Safiri como princesa e cavaleiro.

Publicado pela primeira vez no Japão entre 1953 e 1956, na revista Shoujo Club, da Kodansha, o mangá teve diversas versões atualizadas pelo autor ao longo dos anos e foi finalizado em 4 volumes. Entre 2003 e 2004, a JBC publicou a versão final do mangá, concluída em 1966, com 8 volumes no formato meio-tanko, tendo sidoo primeiro trabalho de Tezuka no Brasil.

Antes da clássica publicação de Osamu Tezuka chegar ao Brasil, a adaptação animada de 52 episódios, produzida em 1968, foi exibida por aqui pela extinta TV Tupi, na década de 70, além de chegar também à grade da Record, em meados dos anos 80. Mais recentemente, em 2013, a NewPOP publicou a continuação do mangá, entitulado Os Filhos de Safiri.

Na trama acompanhamos a princesa Safiri, que se vê obrigada a se passar por menino para poder um dia subir ao trono, visto que em seu reino é proibido que mulheres assumam o comando.

Publicidade
close