Imagem: Pôster promocional de 'Gundam SEED'.

Gundam SEED: Filme continuando a trama está em produção

Além do longa, ‘Gundam SEED’ também vai ganhar novo mangá e jogo.

Durante o evento de abertura de uma estátua de Gundam em Xangai, a Bandai Namco anunciou o Mobile Suit Gundam SEED Project ignited, um novo projeto da subfranquia Gundam Seed, em comemoração aos 20 anos do animê.

Um filme, dando sequência à história, está em produção, contando com direção de Mitsuo Fukuda, diretor da animação. Esse longa provavelmente é aquele anunciado lá em 2006 – supostamente cancelado –,  tendo agora a produção confirmada. Mais informações, como previsão de estreia, devem sair futuramente.

Imagem: Logo de Gundem SEED Project Ignited.
Divulgação: BNG/Sunrise.

Também foi anunciado o mangá spin-off Gundam SEED Eclipse, ambietando no ano 72 da Era Cósmica, com estreia em julho na Gundam Ace, da Kadokawa, com roteiro por SOW e ilustrações por Atsushi Soga. O estúdio Kogado é creditado pelo design de personagens e Junichi Akutsu, pelo desgi dos mecha.

Ainda informaram a produção de um jogo, sem maiores informações. A Bandai usualmente coloca seus games em diversas plataformas.

Mobile Suit Gundam SEED foi originalmente exibido de 2002 a 2003, com uma sequência, Gundam SEED Destiny, entrando no ar de 2004 a 2005 – ambas estão disponíveis na Crunchyroll.

A trama se passa no ano 70 da Era Cósmica (diferente do Século Universal do animê original de 1979), quando uma guerra entre a Aliança Terrestre e as colônicas espaciais da Aliança Zodiacal do Tratado de Liberdade (ZAFT é a a sigla em inglês) está em curso.

A humanidade é dividida entre os humanos “normais”, chamados de Naturais, e os humanos com genética alterada (pela engenharia genética), conhecidos como Coordenadores. Em lados diferentes da guerra, os antigos amigos Kira Yamato e Athrun Zala não fazem ideia das forças que estão por trás desse conflito.

A roteirista original dessas animações, Chiaki Morosawa, faleceu em 2016, aos 56 anos, por uma dissecção da artéria aorta, que é um rasgo na camada interna da artéria (a mesma causa mortis de Kentaro Miura).

O animê também inspirou o spin-off Mobile Suit Gundam SEED C.E.73: Stargazer, um ONA de 3 partes, lançado em 2006 no Japão.


Fonte: ANN


Mobile Suit Gundam

Kido Senshi Gandamu

Imagem: O robô Mobile Suit Gundam.

A primeira série animada Mobile Suit Gundam conta com 43 episódios, tendo sido exibida na TV japonesa entre 1979 e 1980. Não completamente satisfeito com o resultado e atendendo ao interesse repentino do público (a série não foi muito bem de audiência no começo), o criador e diretor Yoshiyuki Tomino reeditou o material posteriormente em uma trilogia de filmes, aproveitando as cenas originais, mas mudando várias coisas (como armas e sequências de batalhas). Esses filmes foram lançados originalmente entre 1981 e 1982 e ficaram oficialmente disponíveis no canal Gundam Info por um tempo.

O enredo básico do Gundam original apresenta um universo onde a Terra precisou criar colônias no espaço para suportar a superpopulação e a poluição do planeta. Uma nova era espacial foi iniciada com o título de Século Universal 0001, até que chegou ao SU 0079. É nesse período que uma colônia independente da Terra, Zeon, declara guerra sob controle de uma família tirana.

A batalha desproporcional causou bilhões de mortes e um acordo de paz foi selado por pouco tempo. Quando um navio de guerra da Federação é perseguido pelas tropas de Zeon, um novo conflito se inicia, mas o jovem Amuro Ray encontra o Gundam RX-78-2, uma arma robótica construída pela Terra como resposta aos robôs inimigos. Ray lidera então o contra-ataque a Zeon reunindo civis e refugiados.

Essa primeira série, também conhecida como Gundam 0079, está disponível na Crunchyroll.

Frente ao enorme sucesso, a franquia se dividiu entre novas séries e produtos, incluindo o Gundam Wing, talvez a série mais famosa no Brasil, exibida dublada pelo Cartoon Network nos anos 2000 e disponível com legendas pela Crunchyroll. Alguns animês da franquia, como Gundam Iron-Blooded Orphans, estão disponíveis pela Crunchyroll e Netflix com legendas em português.

Publicidade
close