Imagem: Ilustração promocional de 'Cheat Slayer'.

‘Cheat Slayer’, mangá paródia de isekai, é cancelado devido a direitos autorais

Mangá com roteiro de autor de ‘Kakegurui’ foi considerado potencialmente ofensivo às obras originais.

Com apenas um capítulo, o mangá Isekai Tenseisha Goroshi -Cheat Slayer- (O Assassino de Transportados de Outro Mundo – O Matador de Trapaceiros, em tradução livre), com roteiro de Homura Kawamoto e ilustrações por Aki Yamaguchi, foi cancelado.

A trama trazia um rapaz que julga aqueles que encarnam em outro mundo e usam trapaças, fazendo uma paródia de séries isekai. O primeiro capítulo saiu em 9 de junho.

A questão, segundo o departamento editorial da revista Dragon Age (editora Kadokawa), é relacionada a direitos autorais. Diversos personagens do mangá eram muito parecidos com personagens de outras obras, mas apareciam na série de uma forma mais vilanesca e daí poderiam surgir alguns problemas legais.

Imagem: Página com o anúncio da série.
Reprodução: Kadokawa.

Paródias são permitidas no Japão, mas na prática desde que não sejam intencionalmente ofensivas ao trabalho original (esses casos são frequentemente considerados um desrespeito aos direitos morais de autores).

Com medo da vilanização ser vista como uma forma de ofender esses originais, o departamento editorial cancelou a seriação e pediu desculpas aos criadores e envolvidos nas séries parodiadas, prometendo prestar mais atenção em casos futuros.

Kawamoto é mais conhecido por Kakegurui, seriado desde 2014 na Gangan Joker, da Square Enix, inspirando um animê pelo estúdio MAPPA e uma série live-action, disponíveis na Netflix, e alguns filmes live-actions – um veio para cá pela Sato Company.


Fonte: ANN

Publicidade
close