Imagem: Personagens de 'SSSS.DYNAZENON' em pôster promocional, com robô gigante ao fundo. Padrões de resenha do JBox.

Crítica | SSSS.Dynazenon: Muito drama, pouca ação

Com pouca ação e muito dramalhão, o novo animê do Gridman Universe pode acabar deixando o espectador com… mais saudades das séries clássicas.

A Tsuburaya – mesma produtora de Ultraman – está apostando no potencial de Denkou Choujin Gridman (a.k.a. Superhuman Samurai para quem é da época da saudosa Rede Manchete) para a nova geração. Por sinal, o Gridman Universe se estabeleceu com a chegada de SSSS.Dynazenon, o segundo animê derivado da série tokusatsu de 1993.

O novo herói gigante é uma releitura dos mechas God Zenon e principalmente de Dyna Dragon (este último era tido como a “reencarnação do T-rex japonês”), que aparecem durante a série de Gridman (Zenon e Drago, respectivamente, em Superhuman Samurai). Ambos foram criados e pilotados remotamente por Ippei Baba e Yuka Inoue, que formavam um trio com Naoto Sho, o adolescente que se unia ao Gridman através do Access Flash.

Imagem: Pôster promocional de 'SSSS.Dynazenon'.
Gauma (ao centro) e seu time de pilotos do mecha Dynazenon | Foto: Divulgação/Tsuburaya/Studio TRIGGER.

Alguns dos conceitos de God Zenon e Dyna Dragon foram reaproveitados para a criação do mecha vermelho, que teve uma origem bem diferente em comparação ao clássico.

A rotina dos jovens Yomogi Asanaka, Yume Minami e os primos Koyomi Yamanaka e Chise Asukagawa muda quando o misterioso Gauma os salva de um ataque de um kaiju (monstro gigante).

Em troca, eles se tornam pilotos de veículos que formam o gigante Dynazenon.

Não demora muito para descobrirmos a ligação de Gauma com os Eugenicistas de Kaiju, o quarteto antagonista que retorna após 5 mil anos e tem como objetivo assumir o domínio dos monstros gigantes através de uma habilidade especial chamada Instance Domination.

O novo animê tenta seguir um caminho parecido de SSSS.Gridman, mas o excesso de dramaticidade deixa tudo muito arrastado em vários momentos.

Comparar com a série clássica é praticamente inevitável. Tá, são novos tempos, a geração de hoje é bem diferente daquela dos anos 1990 e tal. A receita atual pode atrair um público, ainda que afaste parte dos fãs mais velhos.

Se você tiver entre 15 e 25 anos provavelmente vai se simpatizar com a tristonha Yume, que por alguma razão fura encontros com pretendentes, mas carrega um fardo familiar. Ou talvez se identifique com a paixão platônica secreta de Koyomi, o mais velho do Time Gauma.

Imagem: Os vilões de 'Dynazenon'.
Os Eugenicistas de Kaiju | Foto: Divulgação/Tsuburaya/Studio TRIGGER.

Enfim, o fator nostalgia, que deu muito certo com a série anterior do Gridman Universe, ficou de fora. O dramalhão, até existente em SSSS.Gridman, ganhou mais força ainda do que as próprias cenas de ação. A série teve lá seus altos e baixos, uma trilha de inserção eletrizante para os momentos de batalha e até um desfecho convincente para os padrões.

Só que a cada episódio o espectador fica com mais vontade (ou saudade) de rever as outras séries de Gridman ou até mesmo o tosco Superhuman Samurai. Talvez isso não faça muita diferença para quem não viu absolutamente nada da franquia, que certamente vai encará-lo como um animê mecha/kaiju qualquer.

Por um lado, SSSS.Dynazenon foi importante para afirmar mais uma vez a relevância de Gridman. Por outro, ficou a impressão de que o animê serviu praticamente para cumprir uma tabela de fanservices. Quem sabe a coisa fique mais agitada em Gridman x Dynazenon, que foi anunciada recentemente pela Tsuburaya e o estúdio TRIGGER, sugerindo um possível crossover entre os dois animês, né?

Mas o que ficou – para o bem ou para o mal – foi a vontade de ver alguma velha história com a turma de Naoto ou mesmo a de Sam Collins. Ou quem sabe uma releitura digna de alguns desses “pedaços de carne”, digo, desses personagens antigos. Saudosismo? Talvez, mas é justamente esse fator que poderia deixar a coisa bem mais interessante.

Publicidade


Todos os 12 episódios do animê estão disponíveis na plataforma de streaming Funimation, com legendas em português. A plataforma fornece um acesso ao JBox.


O texto presente neste artigo é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a opinião do site JBox.

Publicidade
close