Imagem: Wally e Luffy em ilustração no estilo de desenho de 'Onde Está Wally?'.

‘One Piece’ e ‘Onde Está Wally?’ anunciam colaboração

O que é mais fácil encontrar: Wally ou o One Piece?

Foi anunciado ontem (13) que o mangá One Piece fará uma colaboração com a clássica franquia Onde Está Wally? começando no próximo dia 19 e durará por 2 edições da revista Shonen Jump, da editora Shueisha.

Ainda não foi anunciado como será esse encontro, mas tudo leva a crer que o personagem inglês fará umas aparições discretas durante os capítulos – algo similar ao que o mangaká Eiichiro Oda já faz com o personagem Panda Man.

Imagem: Luffy e Wally em ilustração.
Divulgação.

Onde Está Wally? é uma série infantil de livros criada pelo inglês Martin Handford em 1987 e que consiste em achar o personagem título no meio de cenários abarrotados de pessoas e objetos. A série rendeu duas adaptações animadas, a primeira em 1991 (que teve alguns episódios lançados em  VHS no Brasil) e outra em 2019, além de ser adaptada em quadrinhos e videogames.

Em 2009, a Universidade Rutgers, de Nova Jersey, entrou para o Livro dos Recordes ao juntar 1052 pessoas vestidas como o personagem título para arrecadar doações para escolas públicas.

O mangá de One Piece é atualmente publicado no Brasil pela editora Panini, que já publicou todos os volumes da obra até o momento e se encontra empatada com o Japão.

Os capítulos semanais também podem ser lidos oficialmente em português pelo app Manga Plus. Os 130 e primeiros episódios do animê podem ser vistos com dublagem na Netflix e a série completa pode ser assistida legendada na Crunchyroll.


Fonte: ANN


One Piece é uma obra de autoria de Eiichiro Oda. O mangá original começou a ser publicado na revista Shonen Jump em julho de 1997 e tornou-se um fenômeno mundial. Na história, acompanhamos as aventuras do pirata Monkey D. Luffy e de sua tripulação, os Chapéus de Palha, que navegam o mundo à procura do “One Piece”, o tesouro perdido do antigo Rei dos Piratas, Gol D. Roger, enquanto enfrentam diversos piratas e o Governo Mundial.

No Brasil, o mangá foi publicado pela primeira vez no formato “meio-tanko” pela Conrad Editora, que interrompeu a publicação na 70° edição (correspondente à 2ª parte do volume 35 no original japonês). Em 2012, a série foi relançada pela Editora Panini, seguindo o formato original japonês, e conta atualmente com 98 volumes encadernados lançados (no Japão são 96 atualmente). A versão em animê é produzida pelo estúdio Toei Animation (Dragon Ball Z) e exibida oficialmente via streaming pela Crunchyroll, com legendas em português, e na Netflix, com opção dublada até Alabasta.

Publicidade
close