Imagem: Joseph em 'Stardust Crusaders'.

JoJo: Parte 3 teria ganhado créditos de dublagem na Netflix

Créditos não se encontravam mais lá quando apurado pelo JBox, mas dublagem deve chegar eventualmente ao streaming.

Segundo relatado por usuários no Twitter, Stardust Crusaders, a 3ª parte de JoJo’s Bizarre Adventure teria ganhado créditos da dublagem brasileira, como ocorreu com as partes 1 e 2, nas quais os créditos chegaram antes do áudio em português.

Contudo, ao verificar na Netflix, o JBox não encontrou os créditos da dublagem, da Unidub segundo os relatos. O mais provável é que a plataforma tenha retirado-os de lá. As imagens postadas também trazem Wilken Mazzei como Jotaro Cujoh e Fernando Mendonça como Jean Pierre Polnareff. Presume-se que a direção siga com Pedro Alcântara.

A Netflix tem investido na franquia e trará a 6ª parte, Stone Ocean, mundialmente já em dezembro. Portanto, especula-se que os episódios anteriores cheguem dublados à plataforma até lá. A dublagem da 1ª temporada chegou poucos dias após a adição dos créditos, mas não há como saber se o mesmo ocorrerá agora.

No momento, 4 partes estão disponíveis no serviço – correspondendo a 3 temporadas, mas só as partes 1 e 2 estão dubladas. Vento Áureo/Golden Wind (2018-2019) é a única temporada ainda inédita no serviço. A Crunchyroll possui a série completa com legendas.

A Netflix também conta com o spin-off Assim Falava Kishibe Rohan em seu catálogo, estreando já com dublagem – leia aqui nossa crítica.

A Panini publica o mangá principal no Brasil. No Japão, a parte 8 está se aproximando do fim.

Leia também nosso artigo especial sobre o fenômeno da série no país.


Fonte: rapadura_e


JoJo’s Bizarre Adventure

JoJo no Kimyou na Bouken

Criado por Hirohiko Araki em 1987, JoJo’s Bizarre Adventure (JoJo no Kimiyou na Bouken) foi publicado na revista Weekly Shonen Jump até 2004, quando migrou para a revista Ultra Jump (dedicada a um público mais “maduro”), onde é editado até hoje, rendendo a marca de 129 volumes encadernados. No Brasil, a Panini publica uma edição com mais páginas por volume em comparação com o encadernado original, baseada em uma coleção japonesa chamada de bunkoban. Estão garantidos por aqui os 3 primeiros arcos: Phantom Blood (3 volumes, já publicados em formato impresso), Battle Tendency (4 volumes, em publicação) e Stardust Crusaders (10 volumes). No Japão, a saga se encontra em seu oitavo arco, conhecido como JoJolion.

A obra ganhou a primeira adaptação animada em 1993, com uma série de OVAs (animação lançada direta no mercado de vídeo) de 6 episódios e outra em 2000 com mais 7 episódios. Em 2007 ganhou um longa animado adaptando o arco Phantom Blood, com direção de Junichi Hayama. Finalmente, em 2012 começou a série de anime “definitiva”, com animação do estúdio David Production (Captain Tsubasa 2018).

Esta última produção trouxe holofotes para JoJo no mundo todo, com um sucesso que garantiu a produção de mais temporadas – a última foi 4ª temporada, adaptando o 5º arco do mangá, Golden Wind (ou Vento Aureo), mas a 5ª já está a caminho, trazendo Stone Ocean.

Publicidade
close