Imagem: O Jaspion com o espadão.

TokuSato Channel volta a transmitir programação normal de séries na Pluto TV

Maratona? Agora só com quatro episódios de cada série – como era antes.

Semanas atrás, você conferiu aqui no JBox sobre a repentina mudança de programação do TokuSato, canal 188 da plataforma gratuita de streaming Pluto TV. A grade de programação passou a ser ocupada por maratonas completas das séries Jaspion, Kamen Rider Black e Kamen Rider Zi-O, além de maratonas dos filmes Garo: Red RequiemKiba: A História do Cavaleiro Negro e Garo Gaiden: A Flauta Secreta.

Desde às 18h03 desta terça (10), o canal voltou a exibir maratonas de quatro episódios de Zi-O, Jaspion e Black (necessariamente nesta mesma ordem, como era antigamente). Ou seja, tudo voltou ao normal e para o início de cada título.

Logo mais, das 15h47 às 17h, o canal vai reprisar o filme Garo: A Flauta Secreta. Os episódios 5 ao 8 de Kamen Rider Zi-O, Jaspion e Kamen Rider Black serão exibidos esta noite, a partir das 18h em ponto, com reprise a partir das 23h56. É possível que eventuais maratonas dos títulos mencionados aconteçam nos finais de semana.

Outra opção de tokusatsu na plataforma é a série Ultraman Orb, exibida de segunda a sexta, por volta das 21h e à 0h no Pluto TV Anime, canal 182.

Inaugurado pela distribuidora Sato Company em 6 de abril, o TokuSato Channel apresenta uma programação totalmente dedicada ao gênero tokusatsu. Está disponível na plataforma gratuita de streaming Pluto TV pelo canal 188.


Fonte: Pluto TV


Sobre Jaspion

Imagem: O Jaspion.
Foto: Divulgação/Toei

Produzida em 1985 pela Toei Company, a série O Fantástico Jaspion (Kyoju Tokusou Juspion) foi o 4º segmento da franquia conhecida como Metal Hero, inaugurada com a trilogia dos policiais do espaço Gavan (1982), Sharivan (1983) e Shaider (1984). Narra a saga do órfão Jaspion, que recebe a missão de lutar contra o império do temido Satan Goss. Ao lado da androide Anri e da monstrinha Miya, Jaspion chega à Terra para procurar as crianças que possuem o poder de encontrar o Pássaro Dourado, um ser mítico que teria a chave para a vitória contra o mal.

Em 22 de fevereiro de 1988 a série estrearia na programação da extinta Rede Manchete, iniciando ao lado de Changeman um verdadeiro “boom” de heróis japoneses na TV brasileira. Ícone de uma geração, virou referência do tokusatsu por aqui, sendo sem dúvidas o maior sucesso comercial do gênero no país.

Nos anos 1990, Jaspion foi reprisado nas emissoras Record e CNT/Gazeta. Em 2009, a Focus Filmes lançou a série completa em duas boxes de DVD. Entre 22 de março e 13 de setembro de 2020, Jaspion foi reprisado nas manhãs de domingo da Band, junto com Changeman e Jiraiya.

Um mangá brasileiro oficial, intitulado como O Regresso de Jaspion, foi publicado pela Editora JBC em outubro de 2020 (leia nossa resenha aqui).

Saiba tudo sobre a série em nossa matéria especial.


Sobre Kamen Rider Black

Foto: Divulgação/Toei

Kamen Rider Black foi exibido pelas emissoras japonesas TBS e MBS, de 4 de outubro de 1987 a 9 de outubro de 1988, totalizando 51 episódios (e mais dois para o cinema). Sendo a oitava série da franquia dos motoqueiros mascarados, a proposta inicial era ser um “marco zero”. Ou seja, um novo começo e sem relação com seus antecessores (mas essa ideia logo foi descartada). A trama envolve os irmãos adotivos Issamu Minami (Kotaro Minami) e Nobuhiko Akizuki, que nasceram durante um eclipse solar e foram destinados a disputarem pelo título de Imperador Secular do satânico Império Gorgom. No dia em que completaram 19 anos, Issamu e Nobuhiko foram submetidos a uma metamorfose para se tornarem Black Sun e Shadow Moon, respectivamente. Apenas Issamu consegui escapar, mas adquiriu superpoderes. Como Kamen Rider Black, o jovem enfrenta os monstros da semana enviados pelos sacerdotes de Gorgom. O nascimento de Shadow Moon marca o início da fase final da série, marcada pela morte e ressurreição do “homem mutante”.

Em 1995, a Manchete exibiu a sua continuação, Kamen Rider Black RX (de 1988). Issamu Minami ganha novos poderes e passa a enfrentar os invasores espaciais do Imperio Crisis. Durante a trama, RX ganha duas formas: Robo Rider e Bio Rider. Black RX foi adaptado nos EUA para o bizarro Saban’s Masked Rider, que foi exibido no Brasil pelo extinto canal pago Fox Kids, ao mesmo tempo que a versão original era exibida na TV aberta. Atualmente os direitos de Black RX estão expirados desde quando a Disney era a detentora de Power RangersVR Troopers e Beetleborgs na década de 2000.


Sobre Kamen Rider Zi-O

Foto: Divulgação/Toei

Kamen Rider Zi-O foi a vigésima série da franquia na era Heisei, celebrando o fim do período que começou em 1989 e foi sucedido pela atual era Reiwa em 1º de maio de 2019. Foi exibido nas manhãs de domingo da TV Asahi entre 2 de setembro de 2018 e 25 de agosto de 2019, totalizando 49 episódios para a TV e três filmes para o cinema.

Sogo Tokiwa é um jovem de 18 anos (nascido no ano 2000) que tem um sonho de se tornar um rei. Um dia, ele conhece uma garota chamada Tsukuyomi, que veio do ano de 2068 para dar o seguinte aviso: “Você se tornará o Kamen Rider Zi-O, o Rei do Tempo, o demônio destinado a governar o mundo.” 

Sogo aceita se tornar Kamen Rider Zi-O para salvar o contínuo espaço-tempo dos Time Jackers, vilões que visam alterar a história dos Kamen Rider da era Heisei. Sogo e Tsukuyomi são auxiliados por Geiz Myokoin, que é o herói secundário Kamen Rider Geiz, que inicialmente tinha a intenção de matar Sogo, antes que ele se torne o tirano Ohma Zi-O. Para ajudá-los, também aparece o misterioso profeta Woz que acompanha Sogo em suas viagens no tempo.

Com produção de Shinichiro Shirakura, direção de Ryuta Tasaki (Kamen Rider Den-ODrive) e roteiro principal de Kento Shimoyama (de Ninninger), Kamen Rider Zi-O conta com participações especiais de boa parte dos atores das antigas séries da era Heisei, homenageando Kuuga até Build.

Leia nossa crítica sobre Kamen Rider Zi-O.


Sobre Garo

Foto: Divulgação/Tohokushinsha

Garo é uma criação do renomado Keita Amemiya (character designer de séries como Kamen Rider Black e sua continuação, Black RX) produzida pela Tohokushinsha Film Corporation e lançada no ano de 2005.

O grande sucesso fez com que continuações, OVAs, animês e filmes fossem lançados – alguns destes e a série original chegaram ao Brasil em streaming, via Sato Company – expandindo o universo do personagem em vários níveis.

Na história conhecemos Garo, o cavaleiro dourado do Makai, que luta contra monstros interdimensionais chamados Horrors. Kouga Saejima é um jovem que veste a reluzente armadura do herói em busca de vingança pela morte de seu pai.

Por conta da violência e história mais sombria, Garo rapidamente foi elevado ao status de “cult” entre o fandom de tokusatsu.

Publicidade
close