Imagem: Pôster promocional de 'Dragon Ball Evolution'.

‘Dragon Ball Evolution’ e ‘Alita’ estão disponíveis no Star+

Adaptações hollywoodianas chegam junto com o novo serviço de streaming da Disney.

O Brasil recebeu hoje (31) mais um serviço de streaming, o Star+. O serviço da Disney com uma proposta mais próxima ao americano Hulu chega trazendo dois live-actions inspirados em mangás clássicos.

O primeiro deles é Alita – Anjo de Combate. O longa de 2019 e dirigido por Robert Rodriguez (Um Drink no Inferno, Pequenos Espiões) é baseado no mangá publicado no Brasil pelas editoras Opera Graphica (só um volume, de forma talvez questionável) e JBC. A trama gira em torno de Alita, uma ciborgue que acorda sem memórias na Cidade do Ferro.

Lá, ela se torna uma caçadora de recompensas e parte em busca do seu passado. O filme recebeu uma versão em prosa que também foi publicada no Brasil. Leia nossa crítica aqui. O longa também está disponível no LATAM Play.

O segundo talvez fique apenas para registro mesmo. Lançado em 2009 e dirigido por James Wong (Arquivo X),  Dragon Ball Evolution também está disponível na plataforma (o roteirista já chegou até a pedir desculpas).

O longa é baseado no clássico mangá de Akira Toriyama, publicado no Brasil pelas editoras Conrad e Panini. No filme, Goku precisa impedir que o lorde demônio Piccolo, que esteve aprisionado por 2000 anos, consiga ter em seu poder as esferas do dragão.


Fonte: Star+


ALITA

Originalmente lançado no Japão pela Shueisha entre 1990 e 1995 em 9 edições, sob o título GunnmBattle Angel Alita é um mangá criado por Yukito Kishiro, que aqui no Brasil tem uma história de publicação curiosa. Em 2002, seu primeiro volume saiu pela editora Opera Graphica (só um volume, de forma talvez questionável), intitulado como Alita Battle Angel. No entanto, se tratava de um produto não-licenciado, sendo encerrado por motivos óbvios.

No ano seguinte, a JBC começou a publicá-lo oficialmente, saindo com o nome Gunnm – Hyper Future Vision, em meio-tanko (cada volume sendo metade de um volume original japonês), totalizando 18 edições. A versão mais recente da obra é, novamente, na JBC, que compilou toda a história em 4 volumes, entre o final do ano passado e o início de 2018.

Em 2019, a JBC começou a publicar a continuação do mangá, intitulada de Battle Angel Alita: Last Order. Uma novelização do filme foi lançada pela Editora Record.


DRAGON BALL

Imagem: Goku e Bulma em 'Dragon Ball' (mangá).

Dragon Ball surgiu como mangá em 1984, sendo uma criação de Akira Toriyama, que anteriormente já tinha emplacado no Japão o sucesso Dr. Slump. Adaptando livremente o conto chinês Jornada ao Oeste, começa contando a história do pequeno Goku, um garoto com uma força extraordinária e um rabo de macaco, que viveu até então isolado da humanidade. Sua vida muda quando uma jovem aventureira chamada Bulma o conhece, procurando por uma das lendárias Esferas do Dragão. Juntos eles entram numa jornada atrás das 7 esferas existentes, que reunidas podem conceder qualquer desejo.

Os quadrinhos viraram uma série animada em 1986, pela Toei Animation. Após 153 episódios, continuou com o título Dragon Ball Z, a partir de 1989. Com os personagens mais velhos, em Dragon Ball Z o foco se consolida na ação, com Goku e outros lutadores enfrentando grandes ameaças contra a Terra.

O mangá original foi publicado no Brasil a partir de 2000, pela Conrad Editora e posteriormente foi republicado pela Panini. O animê Dragon Ball estreou no Brasil em 1996, pelo SBT, que exibiu 60 episódios dublados pela Gota Mágica. Em 2002, a série teve todos os episódios exibidos pela Rede Globo, com uma redublagem pela Álamo, finalizada pela DPN. Uma outra reprise, dessa vez com todos os episódios dublados na Álamo, aconteceu posteriormente no Cartoon Network e Tooncast. Alguns episódios também ficaram disponíveis pelo NOW.

Dragon Ball Z estreou no Brasil pelo Cartoon Network e Bandeirantes em 1999, sendo exibido também pela Rede Globo a partir de 2001. Mais recentemente, teve exibição em HD pela Rede Brasil e teve alguns episódios disponíveis pelo NOW. A Panini publica atualmente uma Edição Definitiva do mangá original.

Dragon Ball Super, sequência da história da série de TV produzida em 2015, é exibido pelo Cartoon Network (na TV) e na Crunchyroll (streaming). Um mangá derivado é publicado pela Panini.

Publicidade
close