Imagem: Kamen Rider em comercial da Claro.

Kamen Rider Black é representado em comercial da Claro

O Homem Mutante foi homenageado em comercial apresentado por Tiago Leifert e Tatá Werneck.

A operadora de internet Claro lançou novos spots comerciais de TV para divulgar sua tecnologia 5G, com apresentação dos globais Tiago Leifert e Tatá Werneck.

Ao som de uma paródia de “Total Eclipse of the Heart“, grande hit de sucesso da cantora Bonnie Tyler em 1983, um dos comerciais de 60 segundos faz referência a elementos da cultura pop como rock, heróis de HQs e animês.

Eis que em alguns momentos aparece um personagem que claramente (sem trocadilho) representa Kamen Rider Black, que atualmente é licenciado no Brasil pela Sato Company e está disponível nas plataformas de streaming Prime Video e Pluto TV.

Assista o vídeo:


Fonte: Claro Brasil


Nota: O JBox faz parte do programa de afiliados da Amazon, podendo ganhar um valor em cima das compras realizadas a partir dos links do site.


Kamen Rider Black

Foto: Divulgação/Toei

Kamen Rider Black foi exibido pelas emissoras japonesas TBS e MBS, de 4 de outubro de 1987 a 9 de outubro de 1988, totalizando 51 episódios (e mais dois para o cinema). Sendo a oitava série da franquia dos motoqueiros mascarados, a proposta inicial era ser um “marco zero”. Ou seja, um novo começo e sem relação com seus antecessores (mas essa ideia logo foi descartada).

A trama envolve os irmãos adotivos Issamu Minami (Kotaro Minami) e Nobuhiko Akizuki, que nasceram durante um eclipse solar e foram destinados a disputarem pelo título de Imperador Secular do satânico Império Gorgom.

No dia em que completaram 19 anos, Issamu e Nobuhiko foram submetidos a uma metamorfose para se tornarem Black Sun e Shadow Moon, respectivamente. Apenas Issamu consegui escapar, mas adquiriu superpoderes. Como Kamen Rider Black, o jovem enfrenta os monstros da semana enviados pelos sacerdotes de Gorgom. O nascimento de Shadow Moon marca o início da fase final da série, marcada pela morte e ressurreição do “homem mutante”.

Em 1995, a Manchete exibiu a sua continuação, Kamen Rider Black RX (de 1988). Issamu Minami ganha novos poderes e passa a enfrentar os invasores espaciais do Imperio Crisis. Durante a trama, RX ganha duas formas: Robo Rider e Bio Rider. Black RX foi adaptado nos EUA para o bizarro Saban’s Masked Rider, que foi exibido no Brasil pelo extinto canal pago Fox Kids, ao mesmo tempo que a versão original era exibida na TV aberta.

Atualmente os direitos de Black RX estão expirados desde quando a Disney era a detentora de Power RangersVR Troopers e Beetleborgs na década de 2000.

Publicidade
close