Imagem: John Cho em série de 'Cowboy Bebop'.

Cowboy Bebop: Live-action conta com eventos originais

Showrunner acredita que série da Netflix não “desrespeita” o original, mas traz novas visões a respeito do mundo criado por ele.

Um dos showrunners da série live-action de Cowboy Bebop, Andre Nemec, disse em uma entrevista que a adaptação conterá eventos originais, não sendo apenas um remake. Segundo Nemec, apenas recontar a trama deixaria o público querendo algo que já viram.

Ele ainda acredita que a série não “desrespeita” o original, mas oferece uma visão extra ao mundo já criado. A estreia ocorre no dia 19 de novembro na Netflix.

John Cho, que interpreta Spike Spiegel, recentemente deu uma entrevista na qual fala de seus medos com relação à recepção do live-action.

A série foi anunciada em 2018, com mais detalhes chegando no começo de 2019. As filmagens tinham começado já naquele ano, mas foram interrompidas após John Cho se lesionar no set. Com a pandemia de COVID-19, elas só voltaram em setembro do ano passado.

A obra é encomendada pela Netflix, com produção pelos estúdios Tomorrow, Midnight Radio e a própria Sunrise, responsável pela animação original. O diretor do animê, Shinichiro Watanabe, está atuando como consultor, mas alega ter dado apenas sugestões.

As informações são de 10 episódios na primeira temporada, com possibilidade de uma segunda.


Fonte: ANN


Cowboy Bebop

Cowboy Bebop foi concebido como uma série animada do estúdio Sunrise em 1998. O enredo é ambientado em um futuro onde a humanidade expande territórios no espaço e pode viajar rapidamente de um planeta ao outro. Nessa realidade, a criminalidade pelo universo aumenta assustadoramente, fazendo com que se crie a “Lei Cowboy”, que permite que qualquer cidadão comum possa caçar criminosos em troca de recompensas.

Os 26 episódios do animê foram exibidos no Brasil pelo extinto canal Locomotion, no começo dos anos 2000. O título virou um “cult” das animações japonesas, aquele tipo de série que supera o nicho e agrada em cheio ao público geral.

A versão em mangá foi lançada por aqui pela JBC e o filme baseado na série recebeu uma ótima versão brasileira no Rio, sendo exibido em alguns cinemas e lançado em DVD.

O animê chegou a ter uma curta exibição também pelo canal i.Sat, com idioma em inglês. A série está legendada na Funimation desde a estreia do serviço no Brasil, possuindo agora versão dublada.

Publicidade
close