Imagem: Yatora Yaguchi em pôster promocional do animê de 'Blue Period', com estreia prevista para outubro de 2021.

‘Blue Period’ estreia na Netflix em modelo “semi-simultâneo”

Animê sobre pintura chega com legendas ao streaming com duas semanas de atraso em relação ao Japão.

Como prometido, o primeiro episódio de Blue Period entrou na Netflix. Essa é uma das primeiras tentativas do streaming de exibir uma animação japonesa em modelo simultâneo depois de Violet Evergarden. Entretanto, na época de Violet, a série chegava já dublada ao streaming alguns dias após a exibição na TV japonesa.

Imagem: Captura de tela de 'Blue Period' na Netflix.
Clique na imagem para acessar a página. | Reprodução: Netflix.

Com Blue Period, a Netflix não só espaçou um pouco mais a janela de tempo entre lançamento no Japão e mundial, mas trouxe a série apenas com legendas, indicando que a logística da exibição de Violet nos não tão longínquos 2018 foi um tanto complicada (e contava com materiais bem adiantados pelo estúdio Kyoto Animation).

Por ter o selo de “Original Netflix”, é provável que uma dublagem chegue em algum momento. Esse modelo é por vezes chamado também de “atrasocast”.

O animê de pintura estreou em 25 de setembro no streaming no Japão, com a transmissão na TV começando no dia 1º de outubro – assim como ocorre por lá, o streaming vai trazer um novo episódio por semana, aos sábado. O mesmo deve ocorrer com Komi-san.

Sem dublagem, o “atraso” na exibição ainda deixa a Netflix atrás de outros serviços. A versão dublada seria um grande diferencial, uma vez que nenhuma das concorrentes de nicho – Funimation e Crunchyroll, que agora são parte de uma coisa só – entregam “simuldubs” ou “dublagens expressas” em menos de duas semanas da exibição japonesa. A Funimation geralmente leva em torno de um mês, e a Crunchyroll demora um pouco mais.

A “demora” ainda é complicada fora do nicho: a Amazon, famosa pelo “atrasocast”, leva uma semana para exibir animês por aqui legendado (isso nas poucas vezes que trouxe essas obras em modelo simultâneo). É possível que a Netflix ainda esteja testando e se adaptando ao simulcast e traga títulos em maior velocidade futuramente (parece até que a empresa leu esta coluna).

A produção animação foi revelada em janeiro deste ano, e conta com produção no estúdio Seven Arcs (Dog Days), encabeçada por Koji Masunari (Magi: The Labyrinth of Magic, Read or Die, Kamichu!). A direção fica a cargo de Katsuya Asano (Yu-Gi-Oh! VRAINS), com roteiro de Reiko Yoshida (K-ON!, Tamako Love Story).

Blue Period é de autoria de Tsubasa Yamaguchi, e começou a ser publicado na revista Monthly Afternoon, da editora Kodansha, em 2017 e conta com 11 volumes até o momento.

A história acompanha o jovem Yatora, um aluno com notas altas e vários amigos. Um dia, ele passa em frente à sala de Artes e vê um quadro. Agora, transformado pela pintura, ele mergulha no mundo da arte.

O nome da série faz provavelmente uma referência a um estilo do pintor espanhol Pablo Picasso, chamado de Período Azul, no qual ele basicamente pintava utilizando apenas tons de azul, mas também com um trocadilho pois “azul” é associado à juventude na cultura japonesa (o período azul de Picasso foi uma época na qual ele estava deprimido).

Onde assistir:


Fonte: Netflix


Nota: O JBox possui parcerias comerciais com o JustWatch, podendo ganhar um valor em cima das compras realizadas a partir dos links do site. Contudo, o JBox não tem responsabilidade sobre possíveis erros presentes em recursos integrados ao site mas produzidos por terceiros.

Publicidade
close