Imagem: Spike Spiegel apontando arma em Cowboy Bebop.

‘Cowboy Bebop’ estreia com nova dublagem na Netflix

Animê foi dublado na Vox Mundi com retorno do elenco do filme, incluindo a primeira voz brasileira de Ed.

Como prometido, a Netflix adicionou o animê de Cowboy Bebop a seu catálogo. Ele entrou dublado, mas não a mesma dublagem da Funimation, anunciada como exclusiva, como já divulgado em “vazamentos“.

A versão da Netflix foi produzida pelo estúdio Vox Mundi, contendo todo o elenco original, inclusive com Luísa Palomanes interpretando Ed. Na versão da IST, disponível na Funimation, é Letícia Celini que vive a personagem. A direção é de Fábio Lucindo e Fernanda Bullara.

Imagem: Tela de 'Cowboy Bebop' na Netflix.
Clique na imagem para acessar a série. | Reprodução: Netflix.

Já existem boatos dessa dublagem há tempos, então é provável que ela já estivesse pronta, apenas esperando a aproximação da estreia do live-action para sair. Ao que parece, o elenco da Vox também dublará o live-action.

Cowboy Bebop é um animê do estúdio Sunrise lançado em 1998. O enredo é ambientado em um futuro onde a humanidade expande territórios no espaço e pode viajar rapidamente de um planeta ao outro. Nessa realidade, a criminalidade pelo universo aumenta assustadoramente, fazendo com que se crie a “Lei Cowboy”, que permite que qualquer cidadão comum possa caçar criminosos em troca de recompensas.

A série live-action estreia em novembro na plataforma.


Fonte: Netflix


Cowboy Bebop

Imagem: Banner de Cowboy Bebop com os personagens.

Cowboy Bebop é um animê do estúdio Sunrise lançado em 1998. O enredo é ambientado em um futuro onde a humanidade expande territórios no espaço e pode viajar rapidamente de um planeta ao outro. Nessa realidade, a criminalidade pelo universo aumenta assustadoramente, fazendo com que se crie a “Lei Cowboy”, que permite que qualquer cidadão comum possa caçar criminosos em troca de recompensas.

Os 26 episódios do animê foram exibidos no Brasil pelo extinto canal Locomotion, no começo dos anos 2000. O título virou um “cult” das animações japonesas, aquele tipo de série que supera o nicho e agrada em cheio ao público geral.

A versão em mangá foi lançada por aqui pela JBC e o filme baseado na série recebeu uma ótima versão brasileira no Rio, sendo exibido em alguns cinemas e lançado em DVD.

O animê chegou a ter uma curta exibição também pelo canal i.Sat, com idioma em inglês e hoje se encontra legendado na Crunchyroll e Funimation.

Publicidade
close