Imagem: Jinpei Matsuda, Wataru Date, Kenji Hagiwara, Hiromitsu Morofushi e Furuya em pôster de 'Detective Conan: Wild Police Story'.

Detective Conan: Spin-off em Academia de Polícia estreia em dezembro

No entanto, série terá periodicidade irregular.

O primeiro episódio de Meitantei Conan: Keisatsu Gakkou-hen – Wild Police Story (“Detective Conan: Arco da Academia Policial”) será exibido no Japão no dia 4 de dezembro, focado no personagem Jinpei Matsuda. Mas a transmissão será irregular, sem confirmação da data do próximo episódio.

A animação deste spin-off foi a primeira anunciada para as comemorações de 100 volumes de Detective Conan, ou Case Closed. Ainda há mais dois animês a caminho.

O mangá foi seriado na Shonen Shunday entre 2019 e 2020, ficando com dois volumes compilados. A autoria é de Takahiro Arai, com supervisão pelo mangaká original Gosho Aoyama.

A trama se passa 7 anos antes dos eventos da série original e é ambientada em uma Academia de Polícia, possuindo quatro arcos, focados em personagens diferentes, todos da instituição. O primeiro é Jinpei Matsuda, depois Wataru Date, Kenji Hagiwara e, por fim, Hiromitsu Morofushi. Todos os arcos possuem três capítulos, exceto o de Morofushi, com quatro.

Os atores que fizeram as vozes dos personagens em materiais promocionais do mangá estão de volta. Assim, Nobotoshi Kanna interpreta Matsuda, Shin’ichiro Miki é Hagiwara e Hikaru Midorikawa dá voz a Morofushi. Apenas Date terá outra voz: Hiroki Touchi (Gagamba em Sakugan) assume o papel antes ocupado por Keiji Fujiwara, falecido no ano passado.

O ator Tohru Furuya, a voz original de Seiya de Pégaso de Cavaleiros do Zodíaco, interpreta o oficial Furuya.

Detective Conan é um mangá de Gosho Aoyama publicado desde 1994 na revista Shounen Sunday (editora Shogakukan), com 99 volumes encadernados até o momento. Na história acompanhamos os casos investigados por Shinichi Kudou, um detetive que usa suas grandes habilidades de observação e pensamento crítico para desvendar mistérios, sempre deixando a polícia intrigada.

A aparência de Shinichi lembra a de uma criança porque numa de suas investigações, ele foi forçado a tomar uma pílula que o mataria, porém, ao invés do veneno, a pílula continha uma poção que transformaria seu corpo. Para não descobrirem que sobreviveu, Shinichi se nomeia “Conan Edogawa” e continua a investigar mistérios e assassinatos, além de ir atrás da organização que quase o matou, para recuperar seu corpo.

Apesar de longeva, a série só ficou disponível no Brasil via streaming no ano passado, quando estreou na Crunchyroll.

Onde assistir:


Fonte: Natalie


O JBox participa de parcerias comerciais com o JustWatch, podendo ganhar um valor em cima das compras realizadas a partir dos links do site. Contudo, o JBox não tem responsabilidade sobre possíveis erros presentes em recursos integrados ao site mas produzidos por terceiros.

Publicidade
close