Imagem: Mario em prisão no jogo 'Mario Sunshine'.

Polícia Civil mira sites de jogos piratas em operação

“Operação Brick” tenta combater comércio de jogos piratas.

Com apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a Polícia Civil de São Paulo participa de uma operação contra o comércio de jogos piratas, intitulada Operação Brick. Os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão, bloqueio e suspensão de sites, e exclusão de perfis em plataformas digitais de comércio.

Segundo divulgado, os alvos estariam no bairro da Penha, na Zona Leste, e na cidade de Guarulhos. A polícia também apreendeu equipamentos utilizados na transmissão ilegal de jogos. A coordenação é da 1ª Delegacia Antipirataria.

O nome da operação vem do termo “brick” (tijolo, em inglês), utilizado quando um videogame fica inutilizado. A escolha seria justamente pois a operação tenta inutilizar consoles modificados para a pirataria e indisponibilizar serviços que violam direitos autorais.

Há alguns meses, uma outra operação tirou do ar sites piratas de streaming de séries.

Entenda mais

Em 2020, fizemos uma entrevista com a antropóloga Andressa Soilo, com doutorado em pirataria digital, para entender a relação entre pirataria e “mercado oficial”, confira aqui. Falando de Japão, Andressa ainda fez há um tempo um artigo tentando entender fatores relacionados a como os japoneses lidam com pirataria.


Fonte: G1

Publicidade
close