Imagem: Rangers de diversas gerações em imagem promocioal.

Power Rangers: Universo compartilhado está em fase de desenvolvimento para a Netflix

Subsidiária da Hasbro planeja um “potencial universo de múltiplas séries e filmes” da franquia.

Em entrevista publicada nesta segunda (22) pelo portal Deadline, Michael Lombardo, CEO da produtora canadense Entertainmente One (eOne; subsidiária da Hasbro), confirmou que Jonathan Entwistle (The End of the F*** World) está envolvido em produções exclusivas para a Netflix.

A eOne já vem planejando um potencial universo de múltiplas séries e filmes baseados na marca Power Rangers liderados por Jonathan Entwistle e serão produções desenvolvidas para a Netflix. (…) Nós estamos produzindo vários produtos com a Netflix. Eles têm sido uma ótima parceria criativamente falando, com boas observações e, apesar de eles controlarem a distribuição direitos internacionais, nós é que estamos produzindo e eles estão respeitando o nosso estúdio e nos apoiando. Tem sido ótimo“, comenta Lombardo.

Ele afirma que Entwistle foi indicado, pois a empresa pretende expandir o universo em séries de filmes e programas infantis. Ou seja, um universo compartilhado como para diferentes faixas etárias. Em tempo, Entwistle foi anunciado para os projetos em 2020 (leia aqui e aqui) e já está trabalhando com um roteirista, que ainda não foi revelado.


Fonte: Deadline via Mega Power Brasil


Power Rangers

Foto: Divulgação/Hasbro

Power Rangers é uma adaptação norte-americana da franquia Super Sentai, conhecida pelo público brasileiro através das séries Changeman (1985), Flashman (1986), Goggle Five (1982) e Maskman (1987). Criada pelo empresário Haim Saban, a série foi ao ar pela primeira vez nos EUA em 28 de agosto de 1993 com o título Mighty Morphin Power Rangers e logo se tornou uma febre mundial. A primeira temporada apresenta os adolescentes Jason, Zack, Billy, Trini e Kimberly, que foram escolhidos por Zordon para lutar contra Rita Repulsa e seus capangas. Mais tarde aparece Tommy, o Ranger Verde, como vilão e posteriormente aliado do quinteto, mantendo destaque e admiração dos fãs até os dias de hoje.

A série sofreu mudanças de elenco, surgiram novos inimigos na trama, visuais diferentes para cada temporada e com o tempo foi se consolidando como uma franquia de super-heróis na TV americana. A marca Power Rangers foi inicialmente administrada pela antiga Saban Entertainment, depois foi transferida para a Disney em 2002, foi readquirida por Haim Saban em 2010 e finalmente vendida para a Hasbro (a mesma produtora de Transformers) em 2018. Os heróis multicoloridos não ficaram restritos à TV e atualmente mantêm expansão no cinema, no RPG e principalmente nos quadrinhos da editora BOOM! Studios.

No Brasil, Power Rangers estreou em 17 de outubro de 1994 no canal pago Fox e mais tarde em 2 de janeiro de 1995 como atração do extinto programa infantil TV Colosso, na Rede Globo, onde garantiu sucesso. Várias temporadas foram exibidas na Band, na Nickelodeon, nos extintos canais Fox Kids, Jetix e Loading e atualmente na TV Cultura e no canal pago Cartoon Network.

Publicidade
close