Imagem: Aparelho, joystick e caixa do console da TecToy.

TecToy anuncia console de jogos antigos

Empresa brasileira abriu pré-venda de aparelho licenciado.

A TecToy anunciou nesta semana o console TecToy Legends Core, aparentemente uma TV Box de jogos antigos licenciada pela empresa (não é fabricado por ela). Apesar de poucos detalhes, a pré-venda está aberta aqui, ao preço de R$ 899,00 à vista, ou R$ 1083,14 parcelado. Ainda não há data para o lançamento.

O aparelho vem com 100 jogos integrados, utilizando uma plataforma online exclusiva de jogos. Alguns usuários apontaram semelhanças com o Legends Core Series da AtGames, provavelmente sendo para este console que a empresa comprou a licença.

Se for o console da AtGame, inclui jogos como Space Invaders, Top Gear (Top Racer), Zombies Ate My Neighbors, Ganryu, Asuka & Asuka, Bang Bead, Drift Out ’94: The Hard Order, Neo Drift Out: New Technology, e muitos outros, além, claro, de jogos sem produção ou publicação por uma empresa japonesa, como Aladdin, Donald in Maui Mallard, Soccer Kid, Super Star Wars e mais. Confira aqui a lista completa de jogos.

Imagem: Caixa do TecToy Legends Core.
Divulgação.

A TecToy foi uma grande empresa do mercado brasileiro de jogos nos anos 1980 e 1990, em boa parte por sua parceria com a SEGA, produzindo os consoles Master System e Mega Drive por aqui (e a Gradiente produzia os consoles da Nintendo). Em 1994, a empresa dominava mais de 70% do mercado de jogos eletrônicos do Brasil.

Numa aposta ousada, adaptou os jogos Wonder Boy in Monster Land, The Dragon’s Trap e Wonder Boy in Monster World em versões Turma da Mônica, com autorização de SEGA e da MSP – foi o único lugar do mundo onde a franquia Wonder Boy ganhou “mods oficiais”. Os games foram intitulados, respectivamente, Mônica no Castelo do Dragão, Turma da Mônica em O Resgate e Turma da Mônica na Terra dos Monstros.

Contudo, ao final da década de 1990, as vendas começaram a diminuir e a crise no mercado asiático em 1997 também prejudicou a empresa, quase indo à falência (chegou a entrar em concordata). Depois disso, passou a se focar em outros aparelhos, como DVDs e videokês.

Em 2005, voltou ao mercado de games com o Tectoy Digital, seu estúdio focado em dispositivos móveis. Em 2009, lançou o console “da casa” Zeebo, em parceria com a Qualcomm.

Nos anos 2010, passou a focar em licenciamento de aparelhos, se colocando como uma opção para quem quisesse entrar no mercado brasileiro sem investir em estrutura própria, mas ainda produz materiais próprios (como o Magic Tablet) e diversificou-se por vários ramos do mercado de eletrônicos.

Em 2017, voltou “às origens” com o Atari Flashback 7 com 101 de Atari 2600 na memória. No mesmo ano, também lançou uma edição especial de Turma da Mônica na Terra dos Monstros para o Mega Drive. Posteriormente, lançou novos modelos de Mega Drive (com entrada para cartão SD com jogos), Master System e Atari Portátil.


Fonte: CanalTech