Imagem: Robôs gigantes de 'Gridman Universe'.

Gridman Universe: Filme do projeto ganha teaser e imagem promocional

Filmes será um crossover dos animês ‘SSSS.Gridman’ e ‘SSSS.Dynazenon’.

Anunciado em junho passado, Gridman x Dynazenon, filme do projeto Gridman Universe, ganhou imagem promocional e teaser nesta segunda (13), durante o evento Tsuburaya Convention 2021 Special Program.

A nova aventura será um crossover entre os personagens dos animês SSSS.Gridman e SSSS.Dynazenon, que estão disponíveis no Brasil pela plataforma de streaming Funimation.

Akira Amemiya, diretor dos dois animês, continuará no projeto. Alé disso, a produção trará de volta nomes do staff de produção como o roteirista Keiichi Hasegawa, o character designer Masaru Sakamoto e o compositor Shiro Sagisu. Detalhes sobre o enredo serão revelados em breve.

Imagem: Pôster de 'Gridman x Dynazenon' com robôs gigantes.
Gridman × Dynazenon | Foto: Divulgação/Tsuburaya/TRIGGER

Assista ao teaser:


Fonte: Tsuburaya


Gridman

Foto: Divulgação/Tsuburaya

Gridman contava as aventuras de Naoto, Yuka e Ippei, três garotos que são experts em computação que criam um video game. Certa vez, eles recebem um pedido de ajuda de Gridman, que veio de uma realidade virtual, para prender o vilão Kahn Digifer (uma espécie de mistura de Darth Vader e Satan Goss). Naoto se une a Gridman para evitar catástrofes que podem ameaçar a paz da cidade Sakuragaoka e até mesmo o mundo real. Em contrapartida, Digifer adota o jovem Takeshi Todo como criador de seus monstros gigantes.

Exibido nos finais de tarde de sábado pela emissora japonesa TBS, entre 3 de abril de 1993 e 8 de janeiro de 1994, Gridman totalizou 39 episódios. Em 18 de dezembro de 2017, a série original estreou no canal pago estadunidense Toku (ex-Funimation Channel) e chegou a ser disponibilizada pelo Amazon Prime Video americano.

Matthew Laurence, o astro teen de Superhuman Samurai | Divulgação

Numa tentativa de concorrer com a antiga Saban Entertainment, que estava produzindo Mighty Morphin Power Rangers, a DIC Entertainment adaptou a série nos Estados Unidos como Superhuman Samurai Syber-Squad (ou simplesmente Superhuman Samurai no Brasil). Exibida na extinta Rede Manchete de 1996 a 1997, esta versão tinha como protagonista o adolescente Sam Collins (interpretado por Matthew Lawrence, que foi um dos filhos do saudoso Robin Williams no clássico Uma Babá Quase Perfeita), que um dia recebeu um pedido de socorro do programa de computador Servo. Sam se une ao herói gigante da realidade virtual ao tocar uma nota em sua guitarra e dizer “Samurize!“.  Ao seu lado estão o baterista Tanker, a tecladista Sydney e o baixista (e autodeclarado “cadete espacial”) Amp, que pilotam veículos que formam uma armadura especial para Servo. O grande vilão é Kilokhan, um vírus de computador que conta com a ajuda do estudante Malcolm Frink (apelidado como “pedaço de carne“) para criar os gigantes Mega-Virus da semana. Teve 53 episódios exibidos pela emissora americana ABC e por transmissão de syndication.

Licenciada pela Sato Company na época, a versão brasileira de Superhuman Samurai foi realizada pela extinta Gota Mágica, que escalou alguns dubladores do animê Os Cavaleiros do Zodíaco para o elenco. Destaques para Hermes e Gilberto Baroli (Seiya de Pégaso e Saga de Gêmeos) como Sam/Servo e Kilokhan, respectivamente. Curiosamente, na mesma época de Superhuman Samurai, a DIC também produziu a constrangedora série Os Jovens Guerreiros Tatuados de Bervely Hills, exibida no SBT de 1995 a 1997.

Entre outubro e dezembro de 2018, as emissoras japonesas WOWOW, Tokyo MX, BS11 e MBS exibiram o animê SSSS.Gridman (a sigla é uma clara referência à versão americana), de apenas 12 episódios. O protagonista é Yuta Hibiki, um aluno do primeiro ano do ensino médio de Tsutsuji-dai e que sofre de amnésia. Um dia ele entra em contato com Gridman através de seu computador. Com a ajuda de seus colegas Sho Utsumi, Rikka Takarada e Akane Shinjo, Yuta vai em busca de seu passado, mas sua vida muda drasticamente com o surgimento de um kaiju.

Publicidade
close