Imagem: Todas as Precure com roupas civis em uma ilustração que parece pintura feita à mão.

Resenha | Tropical-Rouge! Precure: As motivações das heroínas | Episódios 38 a 41

Enquanto se aproxima para seu final, ‘Tropical-Rouge!’ resolve encerrar alguns arcos narrativos de suas personagens.

Fim do ano significa uma coisa: a temporada atual de Precure está acabando. Justamente por isso, os episódios recentes de Tropical-Rouge! fizeram algo que o anime sabe fazer muito bem: encerrar ou colocar no caminho para o fim alguns arcos dramáticos de suas protagonistas. E a primeira a ter tal honra foi a corajosa Cure Flamingo durante o episódio 38:

O futuro de uma amizade

Imagem: Asuka e Yuriko jogando tênis.
Reprodução: Toei/Crunchyroll.

No episódio em questão, Asuka entra em uma disputa de tênis com Yuriko. O motivo? Ambas desejam entrar na mesma escola de “Ensino Médio”, mas apenas Yuriko conseguiu uma bolsa para fazer parte do grupo de estudantes locais.
Entretanto, a rival de Asuka não se sente segura em aceitar a bolsa sem antes vencer a heroína no tênis. Como era de se esperar, se a partida começa na rivalidade, ela termina com uma revelando seus sentimentos de amizade para a outra.

No caso, Yuriko revela que suas atitudes no passado apenas visavam proteger Asuka, enquanto Asuka confessa que esperava mais apoio de Yuriko em suas decisões. Além disso, Yuriko demonstra saber a verdadeira identidade da Cure Flamingo no momento em que a Asuka precisa abandonar a partida para lutar contra um Kero-Não.

Ao fim, Yuriko acaba ficando com a bolsa, mas Asuka assume que vai se esforçar para a entrar na mesma escola colegial que ela. As duas também parecem reatar seus laços de amizade, finalizando assim a estranha rixa que as duas apresentavam desde o começo da série.

Uma conclusão esperada para este arco e que, mesmo que a princípio não pareça feliz para Asuka, na verdade revela uma importante mensagem: a de que devemos nos esforçar por nossos sonhos (pois Asuka não desistiu da escola nova), além de aprender a compreender o lado dos outros em meio a diferentes problemas.

Os desejos da Cure Coral

Imagem: Sango com roupas civis servindo de "escudo" para as amigas Cures.
Reprodução: Toei/Crunchyroll.

O capítulo seguinte foi focado em Sango, que talvez tenha sido a personagem com a história mais tardiamente desenvolvida em toda a série. Se formos analisar, apenas 4 episódios até aqui foram protagonizados pela personagem – até é um número bom, pois a subtrama da garota tem poucos obstáculos a serem superados.

Neste episódio, Sango participa de um concurso para se tornar modelo e acaba sendo motivada a se esforçar pelas outras precures, principalmente Manatsu – e aqui vale dizer como é realmente fofo ver como a líder precure sempre se preocupa em motivar as suas amigas.

Embora se saía bem no concurso, Sango vai percebendo que seu sonho não é estar nos holofotes e sim dar suporte maquiando outras meninas para que elas encontrem sua verdadeira beleza. Esta é uma conclusão bem interessante e legal, pois é diferente de outras heroínas fashionistas de Precure, que sempre acabam se tornando modelos famosas ou seguindo uma carreira no mundo dos espetáculos.

O fato de Sango dar suporte a outras garotas ainda é algo interessante pelo seu papel nas lutas contra inimigos, já que ela fica muito mais tempo ajudando as amigas bloqueando ataques, do que participando da ação principal de fato. Aliás, foi bem legal vê-la alcançando um novo nível de seu poder na luta do Kero-Não da semana – uma pena que isso provavelmente não será visto nunca mais, já que o animê está acabando e Precure nunca se preocupou muito em ressaltar esses detalhes das batalhas.

A busca pela papaia lendária

Imagem: Minori apontando um lápis.
Reprodução: Toei/Crunchyroll.

A história continuou com foco em Minori, que no episódio 40 ficou encarregada de escrever uma peça de teatro para o Clube Tropical. Acontece que Manatsu gostaria que a garota usasse o conto escrito no passado como base para a peça, e Minori demonstra desgostar da ideia.

As garotas logo notam que a cure escritora ainda não está totalmente segura para escrever uma nova história e decidem tentar animá-la: a ideia é fazer Minori descobrir o poder da “papaia lendária” (fruta inventada por Minori em seu próprio conto) e assim se empolgar para escrever a peça.

No fim, elas acabam parando uma plantação de papaias e Minori percebe que a papaia lendária pode ser vista como uma metáfora para seus sentimento de amizade agora ao ter novas amigas.

Não foi a melhor conclusão para um arco de personagem (até porque, parte do episódio foram explicações sobre diferentes tipos de papaias), mas ao menos serviu para reforçar a importância da união do grupo. Ao fim, Minori decide que vai roterizar uma história sobre a amizade do grupo e ao menos recupera a coragem para escrever algo autoral.

Imagem Laura segurando o pote de maquiagem.
Reprodução: Toei/Crunchyroll.

O episódio 41, por fim, foi apenas um episódio de recapitulação. Episódios assim não são muito comuns em Precure, embora um capítulo parecido tenha sido mostrado em Healin’ Good no ano anterior.

Espero que isso não se torne uma nova tradição e seja apenas algum “efeito pandemia”, até porque um episódio de recapitulação a essa altura parece totalmente desnecessário e quebra um bom ritmo de desenvolvimento.

Vamos apenas esperar para saber o que acontece em seguida, pois ainda tem muita coisa que Tropical-Rouge! precisa explicar.

Onde assistir:


Tropical-Rouge! Precure é exibido pela Crunchyroll com legendas em português de forma simultânea com o calendário japonês. A empresa fornece ao JBox um acesso à plataforma. Confira as outras resenhas da série: episódios 1, 2-3, 4-5, 6-7, 8-10, 11-13, 14-16, 17-18, 19-21, 22-24, 25-27, 28-30, 31-33, 34-37.


O JBox participa de parceria comercial com o JustWatch, podendo ganhar um valor em cima das compras realizadas a partir dos links do site. Contudo, o JBox não tem responsabilidade sobre possíveis erros presentes em recursos integrados ao site mas produzidos por terceiros.


O texto presente nesta resenha é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a opinião do site.

Onde assistir:

Publicidade
close