Imagem: Bell e uma elfa de pele azulada, cortado do pôster da terceira temporada de 'DanMachi'.

Sentai Holdings, dona do Hidive, é comprada pela AMC

Apesar de dona do HIDIVE, a Sentai geralmente escoa seus títulos para outros serviços. AMC não revelou planos, mas a tendência parece ser manter tudo como está.

A AMC Networks comprou a distribuidora Sentai Holdings, junto com suas propriedades, como o streaming HIDIVE. A AMC possui uma série de serviços focados em pequenos nichos, e faz poucos investimentos fora dos EUA – entre esses, está o canal pago AMC (ex-MGM).

Com isso, o futuro do streaming, que já investiu em legendas em português mas desistiu provavelmente devido à baixa adesão (possivelmente em parte relacionada com a assinatura precisar ser paga em dólar), parece se manter mais ou menos do jeito que já estava: despejando alguns títulos em serviços com maior alcance, capazes de exibí-los internacionalmente. Mas a AMC não comentou nada sobre como pretende gerenciar a Sentai até o momento.

Algumas das séries se encontram na Netflix e muitas delas, como DanMachi, estão para sair do catálogo no dia 31 de janeiro. Não sabemos como isso poderia ou não afetar uma possível renovação ou renegociação de contratos.

Um dos investidores mais recentes da Sentai foi o Fundo do Cool Japan (FCJ), um fundo público-privado montado pelo governo japonês com o objetivo de promover serviços e produtos japoneses internacionalmente. O FCJ investiu mais de 33 milhões de dólares na distribuidora entre 2019 e 2020.

Talvez a operação implique uma perda de foco do FCJ nesse segmento durante a pandemia (ou apenas desinteresse na empresa mesmo) – mas a compra tecnicamente não impede o FCJ de fazer novos investimentos futuramente.

O portifólio da Sentai conta com títulos como DanMachi, Food Wars: Shokugeki no Soma, Made in Abyss, Non Non Biyori, entre outros.


Fonte: Variety