imagem: ilustração do mangá one piece ao lado do título Arquivo JBox

Arquivo JBox: Há 12 anos, ‘One Piece’ era cancelado pela Conrad

Hoje sucesso absoluto, mangá de Eiichiro Oda nem sempre teve vida fácil no Brasil.

A partir dessa semana, o JBox irá revisitar o seu longo acervo de textos sobre o mercado nacional de animês e mangás neste espaço chamado Arquivo JBox.

Com publicações quinzenais, o intuito é não apenas relembrar momentos decisivos e memoráveis (seja lá por que motivo), mas também apresentar ao leitor mais novo episódios importantes ou até mesmo inusitados que ajudam a compreender a complexidade do nosso mercado.

Os textos serão sempre adaptados a partir de material original já publicado no JBox e lançados com a tag “Arquivo JBox”, para a fácil identificação.

Os leitores possuem a liberdade de sugerir textos que gostariam de ver relembrados por aqui: para isso, basta utilizar o campo dos comentários, no site.

Por fim, viajemos no tempo!


Em 13 de maio de 2011…

imagem: recorte da notícia de 2011… a Conrad enfim confirmava o cancelamento da edição nacional de One Piece, um dos quadrinhos mais aclamados pelo público brasileiro na atualidade e o mangá mais vendido da história.

Apesar de, à época, a notícia vir na contramão do que se via no resto do mundo, quando a saga de Luffy já era o mais popular quadrinho do Japão, ela não surpreendeu os leitores brasileiros, que ficaram por quase 4 anos sem notícias da coleção — os últimos volumes publicados pela Conrad haviam sido lançados em outubro de 2008, quando a editora trouxe os tomos de nº 69 e 70.

Como se sabe, a versão publicada pela Conrad dividia os volumes originais do mangá japonês pela metade, no formato que ficou batizado como “meio-tanko” (e possuía cerca de 100 páginas). Os volumes 69 e 70 da coleção cancelada pela antiga casa de One Piece, portanto, correspondiam ao volume 35 do original japonês, publicado por lá em tankobon (200 páginas).

No anúncio divulgado em nota pela assessoria da Conrad em 2011, outros quatro títulos também viram seu cancelamento oficializado naquele ano que seria marcado pelo quase encerramento das atividades da editora no que diz respeito à publicação de quadrinhos japoneses — a editora manteve em seu catálogo apenas a coleção de Gen Pés Descalços, de Keiji Nakazawa, iniciada no mesmo 2011 e finalizada em 2016, com todos os 10 volumes, e Cavaleiros do Zodíaco Episódio G, iniciado em 2004 e encerrado em 2015, com todos os 20 volumes. Battle Royale, de Koushun Takami e Masayuki Taguchi, também sobreviveu e foi encerrado em novembro daquele ano de 2011.

imagem: foto da coleção de mangás d eOne Piece pela Conrad, destacando o volume 70
O volume 70, último publicado pela Conrad e equivalente à 2ª metade do volume 35 japonês. | Foto: Reprodução/Shopee

Dragon Ball Edição Definitiva, que teve 16 volumes de 34 publicados, e Monster, que teve apenas 10 dos 18 tomos lançados pela editora brasileira, faziam parte da leva. Assim como One Piece, as séries de Akira Toriyama e Naoki Urasawa foram parar na Panini, que obteve a licença dos títulos ainda em 2011, ao final do ano.

Os outros dois cancelados, Sanctuary, de Sho Fumimura e Ryoichi Ikegami, e Megaman NT Warrior, não tiveram a mesma sorte de Dragon Ball e Monster e permanecem com o final inédito no Brasil.


Matéria original: Conrad confirma cancelamento de ‘One Piece’ e mais 4 títulos, por Larc

Publicidade
close