Imagem: Pôsteres de 'Kuroitsu-san', Akebi-chan e Leadale.

Primeiras impressões | Akebi-chan, In the Land of Leadale e Kuroitsu-san | Temporada de Inverno 2022

Comentários iniciais sobre os recém-estreados animês ‘Akebi’s Sailor Uniform’, ‘In the Land of Leadale’ e ‘Miss KUROITSU from the Monster Development Department’. O que vale e o que não vale a pena conferir?

Um novo ano, uma nova temporada de inverno para os animês no Japão. O que também significa que é uma nova temporada de animês para nós do Brasil, já que as ferramentas da cultura pop nipônica evoluíram de modo que hoje as produções animadas lá do outro lado do globo chegam por aqui simultaneamente, com legendas, através de plataformas oficiais.

E o JBox aproveita esse início para conferir os lançamentos mais quentes e trazer suas primeiras impressões sobre o que, talvez, valha ou não a pena investir o tempo nos próximos meses. Nessa segunda leva, as histórias de uma menina apaixonada por um estilo de uniforme, de outra que tem uma nova chance de viver num jogo online e mais outra cujo trabalho é modelar grandes violões de tokusatsu.


Akebi’s Sailor Uniform

Akebi-chan no Seeraafuku

Direção: Miyuki Kuroki (The [email protected] SideM)

Estúdio: CloverWorks (Shadows House, The Promised Neverland)

Onde assistir: Crunchyroll e Funimation

Sinopse: Komichi Akebi é aprovada no vestibulinho para uma prestigiada escola na qual sempre sonhou estudar. Esse sonho vem pelo nível do ensino que o colégio pode lhe proporcionar? Pelas oportunidades futuras que ela poderá conseguir? Não!

Na verdade, ela sempre quis… vestir o uniforme estilo “marinheiro” que sua mãe usava quando estudava por lá! Contudo, na cerimônia de boas-vindas do colégio, ela tem uma descoberta devastadora: atualmente, as alunas de lá usam um outro modelo de uniforme!

Comentários: Embora a premissa acima pareça de uma comédia pastelão sobre uma personagem trapalhona, o começo de Akebi’s Sailor Uniform nos leva pruma proposta bem mais emocionante que o esperado.

Isso porque a direção do primeiro episódio encaminha a história naquilo “slice of life” de cada pequeno momento do dia da protagonista ser envolto de melodrama. E isso casa muito bem com o trabalho cuidadoso de animação, que deixa esse “viver a vida” deslumbrante aos olhos. É como assistir a uma produção cinematográfica, não para a TV. Se continuar num nível parecido até o fim, provavelmente será um dos bons destaques desse ano.


In the Land of Leadale

Leadale no Daichi Nite

Direção: Yuuji Yanase (In Another World With My Smartphone)

Estúdio: Maho Film (I’m Standing on a Million Lives)

Onde assistir: Crunchyroll

Sinopse: Uma garota chamada Keina Kagami sofre um acidente que a deixa tetraplégica e ligada a um suporte de vida num hospital. Seu único escape de entretenimento em um bom tempo era o MMORPG de realidade aumentada por VR World of Leadale.

Num dado dia, por consequência de um apagão, seus aparelhos são desligados e ela morre. Contudo, sua mente é transportada para dentro do jogo, onde ela descobre que mais de 200 anos se passaram sem que tivesse memórias disso. Então, Keina parte em busca de respostas nesse mundo de fantasia digital que agora é cercado de mistérios.

Comentários: Uma outra boa surpresa dessa temporada. De início, a Keina parece uma daquelas personagens que, por já terem passado por problemas sérios, preferem enxergar o lado bom da vida nas situações.

O que é um ponto de partida interessante para essa história, já que ela ganha uma “segunda chance” num mundo de fantasia, com mais poderes e habilidades do que tinha na vida real e um mar de possibilidades a serem exploradas dali em diante. É uma alternativa mais leve ao modelo isekai já tão utilizado na indústria pop nipônica atual. Vamos ver no que dá!


Miss KUROITSU from the Monster Development Department

Kaijin Kaihatsubu no Kuroitsu-san

Direção: Hisashi Saitou (Sora no Otoshimono, Boku wa Tomodachi ga Sukunai)

Estúdio: Quad (é o primeiro animê do estúdio)

Onde assistir: Crunchyroll

Sinopse: Acompanhamos aqui a rotina da cientista Kuroitsu Touka, que trabalha em um laboratório de super vilões especializado em criar grandes monstros que servirão de adversários para heróis mascarados em diferentes partes do Japão. Essa parece uma tarefa emocionante, mas seu dia a dia é cercado de empecilhos mundanos, como falta de verba, desleixo dos superiores e interferências “kawaii” da grande líder do local.

Comentários: TALVEZ esse aqui seja meio restritivo, pois algumas das piadas são específicas dentro do meio tokusatsu (por exemplo, os vilões se levam extremamente a sério e se portam como criaturas super assustadoras, mas aí falta orçamento e o monstro é literalmente um cara com uma fantasia de dinossauro).

Mas tokusatsu é muito legal e uma obra animada referenciando esse gênero certamente vale a conferida. Se for a sua, vá sem medo!


O texto presente nesse artigo é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a opinião do site JBox.

Publicidade
close