imagem: ilustração do mangá Ataque dos Titãs ao lado do título Arquivo JBox.

Arquivo JBox: Há 8 anos, autor deu pistas do fim de ‘Attack on Titan’

Apesar de não concluir a obra no tempo previsto, desfecho guarda semelhanças com o que havia sido projetado por Isayama.

Em 8 de dezembro de 2013…

imagem: recorte da matéria de 2013 sobre o fim de Ataque dos TitãsAtaque dos Titãs (Shingeki no Kyojin, Attack on Titan) começava a despontar como grande sucesso global, na esteira da sua animação produzida pelo WIT Studio e lançada em abril daquele ano.

Com 11 volumes encadernados lançados até então, Hajime Isayama, criador do mangá, projetava uma conclusão em torno dos 20 volumes. A série, no entanto, foi encerrada no ano passado, com 34 edições.

À época da declaração, veiculada pelo Anime News Network, o mangaká ainda revelou que os eventos que encerrariam a trama de Eren, Armin e Mikasa estavam decididos desde que a história começou a ser escrita. Entretanto, Isayama confessou que, devido ao sucesso “inesperado” de sua obra, teve de reconsiderar alguns aspectos e planejar modificações.

Dificilmente saberemos se o final entregue ao público em abril de 2021 (você pode ler aqui um comentário sobre o desfecho da série) corresponde aos planos iniciais do autor, ou se receberam as mudanças pensadas lá em 2013.

A quantidade de volumes consideravelmente superior ao que o próprio autor projetava (quando o mangá já se encontrava no 4º ano de vida) talvez indique que a segunda opção prevaleceu, além de ser um atestado claro de como uma provável pressão da editora (para aumentar o número de volumes e, consequentemente, ganhar mais dinheiro) pode fazer com que um mangaká acabe tendo de abrir mão de aspectos tão fundamentais, como a liberdade criativa.

Na mesma entrevista, Isayama havia dado ainda um spoiler sobre o que havia pensado para esse final prospectado antes de ter de “recalcular a rota”. Segundo o autor, seu desejo inicial culminava na morte de “praticamente todos os personagens”, o que abre a possibilidade de pensarmos nas semelhanças e contrastes em relação àquilo que de fato foi apresentado.

O que você acha? A solução encontrada por Isayama de alguma forma preservou algo dessa ideia inicial?


Matéria original: Criador de Ataque dos Titãs fala sobre o final do mangá, por Fábio Soares

Publicidade
close