Imagem: Meliodas em 'Nanatsu no Taizai: Origin'.

Nanatsu no Taizai: Jogo de mundo aberto é anunciado

Não demorou muito para game ser comparado a ‘Zelda: Breath of the Wild’.

Foi anunciado hoje The Seven Deadly Sins: Origin, um jogo de Nanatsu no Taizai em mundo aberto da empresa sul-coreana Netmarble, com lançamento previsto para consoles, PC e dispositivos móveis, mas ainda não há data. Não há informação sobre localização.

Confira o trailer:

Origin aparentemente é uma sequência de Grand Cross e trará uma história original com multiverso. Devido a ambientação em mundo aberto, já foi chamado de “Breath of the Wild de Nanatsu” nas redes sociais. Haverá personagens da série original e de derivados, como Quatro Cavaleiros do Apocalipse.


Fonte: Gematsu


The Seven Deadly Sins

Nanatsu no Taizai

The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai) foi publicado de 2012 a 2020 na revista japonesa Weekly Shonen Magazine, com 41 volumes compilados A história criada por Nakaba Suzuki mostra um lugar chamado Brittania, que um dia foi protegido por um grupo de cavaleiros denominado como os “Sete Pecados Capitais”. Acusado de um golpe de estado, os cavaleiros desaparecem após a intervenção de guerreiros conhecidos como Paladinos. No presente, a princesa Elizabeth passa a desconfiar dos Paladinos e sai a procura dos Sete Pecados Capitais, encontrando-se por acaso com um rapaz chamado Meliodas – que tem o mesmo nome de um dos antigos cavaleiros.

Em 2014, o mangá deu origem a uma série animada, que rendeu duas temporadas pelo estúdio A-1 Pictures. Em outubro de 2019, uma terceira temporada subintitulada de Wrath of the Gods estreou no Japão, dessa vez com produção do Studio Deen – que trouxe um resultado bastante criticado pelo público.

No Brasil, a Editora JBC é a responsável pelo título, publicando tanto em formato físico, quanto digital – com direito a capítulos simultâneos com o Japão. A editora também publicou o spinoff Seven Days em agosto de 2020.

As 3 primeiras temporadas e o filme animado são exibidos por aqui exclusivamente via Netflix.

Publicidade
close