Imagem: O esquadrão secreto Gorenger no seriado e em enquadramento da Coluna do Daileon.

Hasbro detém os direitos do mangá de Gorenger? | Coluna do Daileon #148

Após o anúncio do mangá original de Shotaro Ishinomori no Brasil, é hora de descomplicar sobre os licenciamentos da marca (e até sobre a grafia oficial).

A Editora NewPOP anunciou neste domingo (30) o lançamento do mangá original de Himitsu Sentai Gorenger (Esquadrão Secreto Gorenger) para este ano. De lá pra cá, li alguns comentários na internet fazendo associação com a Hasbro, que é a atual dona de Power Rangers e também dos direitos das séries Super Sentai no Ocidente.

Então, vamos lembrar que tanto Gorenger quanto JAKQ (duas das criações de Ishinomori) não foram feitos, originalmente, para fazerem parte da franquia Super Sentai e que ambos foram incluídos oficialmente como os pioneiros, a partir de 1995. Inclusive, expliquei isso na Coluna do Daileon #118.

Como sabemos, a Hasbro assumiu o comando de Power Rangers em 2018. Só que a política da empresa para com as séries Super Sentai é bem diferente das duas eras da Saban e da Disney, pois ela adquiriu também os direitos de todas as séries Super Sentai, inclusive aquelas que jamais foram adaptadas antes de Zyuranger.

Imagem: Ranger de MegaForce.
Em Super Megaforce, Troy sacou a Ranger Key de Vul Eagle, mas usou os poderes do primeiro Ranger Vermelho | Foto: Reprodução/Hasbro

Certamente isso se deve aos elementos que atendem pela alcunha “os poderes jamais vistos na Terra“, mencionados em Power Rangers Super Megaforce (2014).

Aos poucos, a Hasbro está contando a origem dessas equipes nos quadrinhos da BOOM! Studios, para fechar essa lacuna que ficou aberta. Quanto aos demais super esquadrões que jamais foram adaptados, não sabemos ainda quais serão seus respectivos destinos. Só que há um porém.

Creio eu que para a Hasbro adaptar Gorenger e JAKQ, ela deverá fechar um acordo com a Ishimori Pro, uma vez que ambas são criações do rei do mangá.

Vamos lembrar que, em Super Megaforce, a antiga Saban Brands não utilizou a imagem de Vul Eagle, o líder de Sun Vulcan, quando reaproveitou uma determinada cena de Gokaiger. Possivelmente pelo fato de Sun Vulcan ser uma coprodução da Marvel, assim como Battle Fever J e Denziman. Havendo um acordo com a Ishimori Pro ou com a Marvel, quem sabe a Hasbro venha a lançar mais equipes de Rangers para os quadrinhos ou outras mídias, não é mesmo?

O “efeito Hasbro” é facilmente sentido, por exemplo, lá nos EUA. Antes de 2018, a distribuidora Shout! Factory lançou algumas séries Super Sentai que por lá foram “morfados” em Power Rangers, além de Jetman, que jamais ganhou uma adaptação.

Imagem: Capa da edição americana do mangá de Gorenger.
Em 2021, o mangá de Gorenger foi publicado nos EUA | Foto: Divulgação/Seven Seas Entertainment

Ou mesmo para praticamente todo o público internacional, onde episódios de GorengerJAKQBattle Fever JDenzimanSun VulcanGoggle FiveDynaman e até da minissérie Super Sentai Strongest Battle!! estão bloqueados no canal Toei Tokusatsu World Official, no YouTube, ficando restritos para a Coreia do Sul (onde as recentes séries originais são exibidas, mas com nome de “Power Rangers”).

E até por conta desse acordo com a Hasbro, a Toei não liberou a utilização de personagens de Changeman e Flashman para O Regresso de Jaspionmangá brasileiro publicado pela Editora JBC em 2020.

Quanto ao mangá de Gorenger, não há esses impasses mencionados acima. Tanto é que, em 20 de abril de 2021, a obra original de Ishinomori foi publicada nos EUA pela editora Seven Seas Entertainment. Quem cuida das publicações do rei do mangá é a própria Ishimori Pro. Ou seja, os licenciamentos do mangá de Shotaro Ishinomori e da série tokusatsu produzida pela Toei Company são diferentes.

Pra finalizar, eu não posso deixar de fazer a seguinte pergunta: a NewPOP vai lançar o mangá como Gorenger ou como “Goranger” (com A), como saiu no anúncio deste fim de semana? Pode parecer um detalhe bobo, mas que faz toda diferença.

Seja em produtos oficiais como o S.H. Figuarts do Akarenger, em volumes da série em vídeo, em listas e publicações da Toei, em coletânea de trilha sonora ou até mesmo na própria versão americana do mangá, sempre foi e sempre será Gorenger com E. Isso é notório até mesmo na própria série de TV, onde a grafia oficial aparece na moto Red Machine do Akarenger (o codinome de cada herói também tem a letra E, ao invés de A). Veja na galeria:

E isso vem desde os primeiros produtos da série no Japão. Portanto, ainda dá tempo de revisar. 🙂


O texto presente nesta coluna é de responsabilidade de seu autor e não reflete necessariamente a opinião do site JBox.

Publicidade
close